Arrow

PRESSIONE o botão PLAY para reproduzir a rádio, caso não toque automaticamente. Estamos em fase de testes...




Centenas de municípios estão à beira do colapso financeiro

Por: Redação Itiruçu Notícias - sábado, 22 de fevereiro de 2020 - 0 Comentários

centenas de municípios estão à beira do colapso financeiro

O canal Globonews e o portal G1 divulgaram  nesta quinta-feira, 20 de fevereiro, levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM) que  centenas de cidades brasileiras estão próximas do colapso financeiro. 

Segundo o levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) revela que 229 prefeitos devem decretar calamidade nas contas públicas em 2020. O número esperado para este ano é bem maior do que o observado em 2019, quando 69 prefeituras emitiram esse tipo de decreto.

A reportagem reforça que o pedido de calamidade financeira “é só a ponta de uma profunda crise enfrentada pelos Municípios brasileiros”. Isso porque as prefeituras, como sempre alertado pela CNM, acumulam responsabilidades crescentes sem o repasse financeiro suficiente.

Presidente da CNM, Glademir Aroldi explicou que a Constituição de 1988 estabeleceu o compartilhamento de impostos da União com Estados e Municípios. “De lá para cá, houve a criação de outras arrecadações que não são compartilhadas com Estados e Municípios. Em uma proporção ainda maior, a União e os Estados se afastaram da prestação de serviços públicos à população e transferiram isso para a gestão local”, apontou.

Em geral, os Municípios justificaram, na pesquisa da Confederação, que o decreto é uma resposta para o desequilíbrio entre receitas e despesas, as dificuldades de pagamento de pessoal e o fornecimento de serviços essenciais como saúde e educação. O decreto de calamidade financeira é um ambiente formal de comunicar a sociedade sobre os cortes que precisão ser feitos pelas prefeituras.
Itiruçu Notícias |com informações do G1 e da Globonews
Foto: Reprodução/Globonews


Não se esqueça de ler isso também ...

Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE



 Gilnar