Jejum intermitente funciona, mas estudo alerta para consequências - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Jejum intermitente funciona, mas estudo alerta para consequências

Por: Itiruçu Notícias - segunda-feira, 28 de maio de 2018 - 0 Comentários

Esse tipo de dieta só tem efeitos positivos se os alimentos consumidos durante as "janelas de alimentação"



A idealização de um corpo perfeito tem impulsionado muitas pessoas a, cada vez mais, buscarem incessantemente estratégias de emagrecimento para manter o corpo em forma, seja da maneira mais simples, como a reeducação alimentar aliada à prática de exercícios físicos ou até mesmo as mais radicais, como a restrição alimentar por longos períodos, a exemplo do jejum intermitente. De acordo com um estudo divulgado pela Associação Brasileira de Nutrição, realizado no Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP), e divulgado na revista Endocrinology, as dietas que alternam ciclos de jejum prolongado e de alimentação livre são capazes de prevenir o ganho excessivo de peso, mas também podem causar alterações metabólicas indesejáveis nos adeptos – como a desregulação dos mecanismos cerebrais de controle do apetite, resultando em hiperfagia (aumento anormal do apetite ou ingestão excessiva de alimentos). “Essas dietas podem favorecer a perda de peso de forma muito eficiente, contudo existem algumas condições para serem obedecidas e tornar o processo bem sucedido, como o equilíbrio metabólico, a oferta adequada de alguns nutrientes-chave, a capacidade oxidativa (“queima”) do paciente otimizada através do exercício, e o perfil hormonal”, explica Gabriel Medrado, nutricionista da Rede Alpha Fitness.

O que torna o método de emagrecimento por dieta hipocalórica (diminuição na ingestão de calorias), exercício físico e reeducação alimentar, o mais recomendado entre os profissionais de nutrição, por ser o que tem mais dados comprovados cientificamente dos efeitos positivos. “O número de pessoas que buscam estratégias de emagrecimento milagrosas só tem crescido, principalmente aquelas que apresentam resultados rápidos ao indivíduo, não dando a real importância aos riscos dessas práticas, tanto a curto quanto longo prazo. Portanto, é recomendado que a realização de qualquer estratégia nutricional deva ser orientada por um profissional”, explica o especialista. Além de ser imprescindível a orientação de um profissional que leve em conta os hábitos e a rotina de cada indivíduo, é bom lembrar, também, que esse tipo de dieta só tem efeitos positivos se os alimentos consumidos durante as "janelas de alimentação" tiverem alta qualidade nutricional e forem calculadas para esse objetivo. O nutricionista alerta ainda, para a importância das práticas complementares, como a de exercícios físicos, aliada a uma dieta saudável para a obtenção dos resultados desejados.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS