PRB pode ‘forçar’ Tia Eron a salvar Eduardo Cunha - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre a leucemina

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Opinião: O primeiro discurso da ministra do STF em 2018

Na sessão solene que marcou a abertura do Ano Judiciário de 2018, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, disse na manhã desta quinta-feira, 1, que é ”inadmissível e inaceitável desacatar a Justiça” e que sem ”Justiça não há paz”. ”Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão judicial pela qual se aplica o direito. Pode-se buscar reformar a decisão judicial, pelos meios legais, pelos juízos competentes. É inadmissível e inaceitável desacatar a justiça, agravá-la ou agredi-la. Justiça individual fora do Direito não é justiça, senão vingança ou ato de força pessoal”, discursou Cármen. ”Sem liberdade, não há democracia. Sem responsabilidade, não há ordem. Sem justiça, não há paz”, completou a presidente do STF... CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


PRB pode ‘forçar’ Tia Eron a salvar Eduardo Cunha

Por: Itiruçu Notícias - - quinta-feira, 9 de junho de 2016 - 0 Comentários


O presidente nacional do PRB, pastor Marcos Pereira, vai determinar o voto da deputada federal baiana Tia Eron, que pode salvar o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, da indicação de cassação de seu mandato no Conselho de Ética do parlamento, segundo disse 'uma fonte' ao jornal O Globo.
De acordo com o veículo, 'uma fonte do PRB na Bahia' afirma que aliados consideram a possibilidade por causa da trajetória da parlamentar, 'que chega a se confundir com a da Igreja Universal'.

"A atuação dela sempre foi vinculada à Igreja Universal. O voto não é dela, é do Marcos Pereira. O que ele mandar, ela vai fazer. Por ela, não votaria a favor de Cunha, mas a informação é que o Marcos Pereira entrou nisso", diz a fonte do Globo.
Tia Eron se elegeu vereadora em Salvador pela primeira vez em 2000, pelo antigo PFL (hoje DEM), após anos de trabalho social na igreja em bairros pobres. Ela foi reeleita três vezes, a última pelo PRB.

O placar pela aprovação do parecer que pede a cassação de Cunha está em 10 contra e nove a favor. Se Tia Eron votar a favor da perda do mandato do peemedebista, a decisão irá para desempate com o voto de minerva do presidente do Conselho de Ética, o também baiano José Carlos Araújo, que há muito já se manifestou pela cassação.
Mas se a deputada votar contra o parecer do relator, Cunha sofrerá apenas suspensão do mandato, o que já acontece por determinação do Supremo Tribunal Federal.
Informações Brasil 247


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

ENQUETE
Você votaria em quem para presidente?

Álvaro Dias (Podemos)
Ciro Gomes (PDT)
Cristovam Buarque (PPS)
Eymael (PSDC)
Fernando Collor (PTC)
Geraldo Alckmin (PSDB)
Jair Bolsonaro (PSC-RJ)
João Amoêdo (Novo)
Levy Fidelix (PRTB)
Lula da Silva (PT)
Manuela D'Ávila (PC do B)
Marina Silva (Rede)
Valéria Monteiro (PMN)
Outro
Nenhum