Arrow

PRESSIONE o botão PLAY para reproduzir a rádio, caso não toque automaticamente. Estamos em fase de testes...




Bolsonaro ignora o isolamento social em evento de apoio ao “novo AI-5”

Por: Redação Itiruçu Notícias - domingo, 19 de abril de 2020 - 0 Comentários

O presidente Jair Bolsonaro, além de desrespeitar as recomendações de isolamento social, tossiu ao menos três vezes durante discurso em um ato em frente ao Quartel General do Exército, Brasília, na tarde deste domingo (19), que pedia, além do fim da quarentena, por uma intervenção militar, o fechamento do Congresso Nacional e um “novo AI-5”. retorno do Ato Institucional 5 (AI-5) responsável por ataques aos direitos individuais no período da ditadura militar. O Presidente se  apresentava com voz fraca e muita tosse.

Após a chegada do presidente, os manifestantes o exaltaram com gritos de “mito” e portavam faixas com dizeres como “Intervenção militar com Bolsonaro” e “A voz do povo é soberana”. Além disso, protestaram contra o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O presidente inflamou manifestantes com seu discurso pregando a “liberdade”, e contraposição às medidas de isolamento adotada por governadores, e tossiu por inúmeras vezes. Ele estava sem qualquer tipo de proteção e muito próximo aos seus seguranças pessoais.
Bolsonaro é suspeito de ter contraído a Covid-19 pois mais de 20 pessoas de sua comitiva que foram aos Estados Unidos no início de março foram diagnosticadas com a doença. O presidente, no entanto, minimiza a pandemia desde o início e não adota qualquer tipo de precaução. Recentemente, causou aglomeração ao se juntar a apoiadores e coçou o nariz antes de estender as mãos aos presentes no grupo que realizava um ato de apoio.
“Vocês estão aqui porque acreditam no Brasil. Nós não queremos negociar nada, nós queremos é ação pelo Brasil. Nós temos um novo Brasil pela frente. Todos, sem exceção, têm que ser patriotas e acreditar, fazer sua parte, para colocar o Brasil num lugar de destaque e liderança”, afirmou.
“Acabou a época da patifaria. É agora o povo no poder. Vocês tem obrigação de lutar pelo país de vocês”, completou.

Em seu discurso, o capitão da reserva seguiu influenciando seus apoiadores a não respeitarem as medidas de isolamento adotadas pelos governadores – principal recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) para o combate ao coronavírus.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE



 Gilnar