Nossas redes sociais

some text  some text  some text  some text  some text  some text  some text 

"Viver como se cada instante fosse um milagre"
Arrow

Ouça Web Rádio Itirussu no seu celular ou tablet

Ouça nossa rádio em seu celular ou tablet com Android ou no iPhone e iPads

Idosos em isolamento como preservar a saúde mental

Por: Redação Itiruçu Notícias - terça-feira, 21 de abril de 2020 - 0 Comentários

O afastamento social necessário como prevenção ao Covid-19 já chega a um mês e ainda não há uma previsão de término. Diante desse quadro, cresce a preocupação com o que fazer para que os principais atingidos com a medida – os idosos – não tenham sua saúde física e mental afetada.

Os idosos que com algum problema de saúde que os inviabiliza de um contato social mais ativo podem não sentir tanta dificuldade durante a quarentena, mas para aqueles que estão acostumados a sair, cuidar de afazeres e ter uma vida social mais intensa, podem apresentar quadros de ansiedade, depressão e outros transtornos, como detalha o psiquiatra e psicogeriatra da Holiste, André Gordilho.

“É necessário que haja uma adaptação. O idoso que está acostumado a cuidar de sua vida doméstica e financeira, pode continuar fazendo isso, de forma remota, pela internet. Pode ser até um novo aprendizado para ele, nesse momento. Também é importante que a família mantenha contato, seja por telefone ou pela internet, e também que esse contato de forma remota possa ser mantido com amigos e pessoas do convívio do idoso”, aponta André Gordilho.

O psicogeriatra irá responder perguntas e fornecer informações sobre como cuidar da saúde mental dos idosos durante a pandemia, em uma Live promovida pela Holiste Psiquiatria (@holistepsiquiatria) na próxima terça-feira, dia 21, às 19h30. As Lives são mantidas semanalmente no mesmo dia e horário pela clínica, abordando temas associados à saúde mental, durante a pandemia de Covid-19.

A psicóloga do Núcleo da Terceira Idade da Holiste, Raíssa da Silveira, destaca a importância de manter os idosos estimulados durante a quarentena, prevenindo um declínio cognitivo e físico, o que atua diretamente na manutenção da autonomia e independência e consequentemente na qualidade de vida e saúde mental do idoso.

“Pode-se manter atividades que eles já fazem dentro de casa, como cozinhar, arrumar o local, cuidar dos netos, consertar algum objeto, resolver pendências. Aos que ainda trabalham, se possível seguir em home office é o ideal. Também á aconselhável adaptar o que eles fazem fora à rotina dentro de casa, como se exercitar, realizar atendimentos terapêuticos online, caso ele faça estimulação cognitiva, terapia, e até consultas a médicos clínicos. Também é possível assistir à missa pela televisão e fazer uso da tecnologia para manter as relações sociais”, indica Raíssa.

Outra dica dos especialistas é estimular os idosos a jogar, ler, estudar, pintar, costurar, tocar um instrumento, planejar uma viagem futura, ou seja, se engajar em atividades que podem ser feitas em casa e que o estimulem.

“Vale lembrar que mais importante do que se encher de atividades é o idoso ter uma função no lar e nas relações, se sentir útil e ativo. Também não adianta querer que ele faça coisas que nunca fez, não tem costume, não gosta e não fazem sentido pra ele. A construção de uma rotina durante o isolamento é fundamental para se organizar, otimizar o tempo e não ficar ansioso, mas precisa ser feita com a participação do idoso ou por ele mesmo, perguntando lhe como acha que deve ser, o que deseja fazer e se tem interesse em incluir algo novo”, conclui a psicóloga.
Itiruçu Notícias | Texto Litiane de Oliveira


Não se esqueça de ler isso também ...

Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Web Rádio do Blog Itiruçu Notícias com transmissão utilizando a tecnologia streaming. Web Rádio Itirussu, conectada com você!
   
Baixe aqui app Web Rádio Itirussu


ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS


PUBLICIDADE