Arrow


Bolsonaro culpa os brasileiros por imigração clandestina para EUA

Por: Redação Itiruçu Notícias - domingo, 26 de janeiro de 2020 - 0 Comentários

Bolsonaro

Após Trump apertar o cerco contra imigrantes nos Estados Unidos ao estabelecer, em julho de 2019, novas regras de banimento de ilegais, o governo Bolsonaro emitiu parecer, em agosto, facilitando o processo de deportação de brasileiros considerados clandestinos.

Na ocasião, o Brasil passou a permitir a devolução de brasileiros apenas com um atestado de nacionalidade. Segundo a agência Reuters, os Estados Unidos chegaram a ameaçar o governo brasileiro de sanções, caso não facilitasse o processo de deportação.

O avião que chegou a Confins neste sábado 25 é o segundo desde a facilitação de deportações de brasileiros. Em outubro de 2019, chegou a Belo Horizonte o primeiro voo, com cerca de 70 pessoas algemados de pé e mão. Este tipo de medida não era aceita desde 2006 pelo Brasil.

 O Serviço de Imigração e Fiscalização Aduaneira dos Estados Unidos (ICE, na sigla em inglês) informou que “indivíduos presos e sob custódia das forças federais de segurança estão sujeitos a serem algemados”. “Fazer isso está totalmente de acordo com as leis federais e as políticas da agência”, diz o órgão em nota. O governo brasileiro calou-se e não está dando nenhuma ajuda aos brasileiros presos e deportados.
Bolsonaro afirmou que não tratou diretamente com Trump sobre o tema e disse que lamenta que brasileiros se submetam à clandestinidade nos Estados Unidos.
“Lamento que os brasileiros foram buscar novas oportunidades lá fora e voltam para cá deportados. Lamento, mas temos que respeitar a soberania dos outros países”, disse.

Perguntado se o governo brasileiro pretende ajudar os Estados Unidos a identificar pessoas a serem deportadas, Bolsonaro disse que o Brasil não tem esse controle. O presidente aproveitou para criticar a lei brasileira de imigração, que, segundo ele, “é uma vergonha”.

“Se você for ler a nossa lei de imigração, nenhum país do mundo tem isso o que nós temos lá. É uma vergonha a nossa lei de imigração. Fui o único a votar contra [quando era deputado federal], foi simbólico, o único a discursar contra quando ela foi elaborada e votada lá. Fui muito criticado pela mídia, né? O pessoal chega no Brasil com mais direitos do que nós. Então, isso não pode acontecer. Afinal de contas, nós devemos preservar o nosso país, né? E se abrir as portas como está previsto na lei de imigração, o país pode receber um fluxo de gente muito grande e com muitos direitos”, declarou.
 Itiruçu Notícias | Informação Carta capital


Não se esqueça de ler isso também ...

Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE



 Gilnar