Trump isenta Brasil de sobretaxas sobre aço e alumínio - Itiruçu Notícias
Arrow
Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Trump isenta Brasil de sobretaxas sobre aço e alumínio

Por: Redação Itiruçu Notícias - sexta-feira, 23 de março de 2018 - 0 Comentários

Trump havia anunciado novas alíquotas sobre aço e alumínio comprados pelos EUA de outros países



Dias depois de criar pânico entre produtores brasileiros com o anúncio de duras sobretaxas nas importações de aço e alumínio pelos EUA, Donald Trump assinou um novo decreto que isenta Argentina, Austrália, Brasil, União Europeia e Coreia do Sul da nova regra.
O presidente americano havia anunciado novas alíquotas de 25% sobre o aço e de 10% sobre o alumínio que são comprados pelos EUA de outros países.
A decisão teve repercussão imediata em Brasília e na embaixada brasileira em Washington, já que os EUA são os maiores compradores do aço produzido no Brasil, em um mercado que movimenta US$ 2,6 bilhões (ou R$ 8,6 bilhões).
O anúncio gerou também forte mobilização de representantes do mercado, que vêm se reunindo nos últimos meses com autoridades brasileiras e americanas na tentativa de reverter a regra.
A Casa Branca diz que o Departamento de Comércio decidirá até maio se as exceções ao Brasil e demais países ainda podem ameaçar a indústria do aço dos EUA.
Por enquanto, as taxas voltam a ser de 0,9%, para o aço e 2% para o alumínio.
"O presidente mantém ampla autoridade para modificar as tarifas, inclusive removendo as suspensões ou suspendendo outros países. Qualquer país que não esteja suspenso no momento continua sendo bem-vindo para discutir uma possível suspensão com os Estados Unidos, com base em um compromisso mútuo de abordar o excesso de capacidade e produção de aço e alumínio em todo o mundo", informou a Casa Branca após o anúncio.
Canadá e México já haviam sido excluídos do pacote de sobretaxas, anunciado em 1º de março por Donald Trump, em Washington.
Agora, com as novas exceções, Rússia, Turquia e Japão serão os países mais afetados pela medida.
O principal alvo da retórica do presidente, porém, tem sido a China, contra quem Trump vem impondo tarifas bilionárias sobre parcela significativa das exportações aos EUA.A ameaça de retaliação chinesa começa a configurar uma guerra comercial.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif