Notícias do Vale

Notícias da Bahia

Noticias do Brasil

Opinião & Notícias

Assista aos nossos principais vídeos

O ex-jogador da seleção brasileira Daniel Alves , de 40 anos,  foi condenado a 4 anos e 6 meses de prisão por agressão sexual. A sentença foi anunciada pelo tribunal de Barcelona (ESPENHA) na manhã desta quinta-feira (22) 

A Sentença diz que o brasileiro jogou a mulher no chão do banheiro da boate Sutton, em 2022,  imobilizou-a e penetrou sem consentimento. O ex-jogador ainda terá que pagar uma indenização de mais de R$ 800 mil.

Também foi imposto a Daniel Alves um período de cinco anos em liberdade vigiada, a ser cumprido depois da pena na prisão. Ele deve se manter afastado da casa ou do local de trabalho da denunciante por pelo menos um quilômetro e não entrar em contato com ela.

A condenação foi divulgada duas semanas após o término do julgamento. A defesa do ex-jogador informou que vai recorrer à decisão. A apelação ainda pode ser feita em duas instâncias, no Tribunal Superior de Justiça da Catalunha (TSJC) e no Supremo Tribunal da Espanha. Enquanto recorrer, Daniel segue preso.

Daniel Alves não esteve presente durante a leitura da sentença. Nela estavam a promotora, Elisabet Jiménez; a advogada da vítima, Ester García; e a advogada de Daniel, Inés Guardiola, além de advogados de defesa e promotoria. Após deixar o tribunal, a defesa disse que vai recorrer da sentença.

Vladimir Putin: “Estamos perto de criar vacinas contra o câncer”
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou, nesta quarta-feira (14) que os cientistas do país estão perto de criar vacinas contra o câncer que, em breve, estarão disponíveis para portadores da doença, informou a Reuters.

Na TV, Putin disse que “estamos muito perto de criar as chamadas vacinas contra o câncer e drogas imunomoduladoras de nova geração”.

A fala foi dita em fórum de futuras tecnologias, em Moscou (Rússia). Putin disse, ainda, que “espero que, em breve, elas serão usadas, de forma eficaz, como métodos de terapia individual”.

Contudo, o presidente russo não informou quais tipos de câncer, efetivamente, serão englobados pela vacina.

Vacinas contra o câncer

Vários países e empresas vêm trabalhando em vacinas contra a doença;

No ano passado, o Reino Unido assinou um acordo com a BioNTech visando realizar testes clínicos com “tratamentos personalizados contra o câncer”;

Eles almejam alcançar dez mil pacientes até 2030;

Já a Moderna e a Merck estão desenvolvendo uma vacina experimental que, em estudo de meio-estágio, mostrou que pode diminuir as chances de morte por melanoma pela metade após três anos de tratamento.

Além disso, hoje em dia, existem seis vacinas licenciadas contra o HPV, que pode desenvolver câncer de colo de útero e outros tumores, bem como vacinas contra a Hepatite B, que leva ao câncer de fígado.

Na pandemia de Covid-19, a Rússia desenvolveu sua própria vacina contra o SARS-CoV-2, a Sputnik V, e a vendeu para vários países, apesar de ter lutado internamente contra a falta de vontade do povo russo de se vacinar. À época, o próprio Putin afirmou ter tomado-a, de modo a mostrar sua eficácia e segurança

Em seu sexto jogo pelo Barcelona, Vitor Roque viveu noite inesquecível na vitória por 1 a 0 sobre o Osasuna nesta quarta-feira. O atacante de 18 anos saiu do banco no segundo tempo, marcou pela primeira vez desde que chegou ao clube e foi eleito melhor em campo. Sonho realizado.

"Lembro que era criança e sempre sonhei com isso. Tornou-se realidade. Marcar com esta camisa era o que eu queria. Abri espaço e consegui marcar de cabeça" - disse o brasileiro após o jogo.

Vitor Roque tornou-se o brasileiro mais jovem a marcar defendendo o Barça no Campeonato Espanhol, superando Ronaldo Fenômeno. Ele, que ainda não foi titular em nenhuma ocasião, tem 114 minutos somados na equipe comandada por Xavi.


A Supercopa é da Espanha, mas foram os brasileiros que tomaram conta. E um deles reinou. Com três gols de Vinicius Junior, o Real Madrid goleou o Barcelona por 4 a 1 neste domingo, na Arábia Saudita, e conquistou o título pela 13ª vez. Rodrygo fez o outro gol do campeão, e Lewandowski marcou o único do Barça, que agora deixa Xavi mais pressionado. Vitor Roque nem sequer saiu do banco no 

O Real Madrid levanta a sua 13ª Supercopa e se aproxima do Barcelona, maior vencedor do torneio, com 14 taças. A última conquista havia sido em 2022. Os dois times voltam a campo na Copa do Rei, na quinta-feira: a equipe de Carlo Ancelotti faz clássico com o Atlético no Metropolitano, e o Barça pega o Unionistas, da Terceira Divisão.

O presidente argentino Javier Milei notório por suas declarações enfáticas, enviou uma carta aos líderes dos cinco países que compõem o Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) nesta semana.

Na correspondência, segundo o jornal O Globo, Milei comunicou que, "até o momento", a Argentina decidira se retirar da lista de nações que se juntariam ao grupo a partir de 1º de janeiro de 2024.

A inclusão da Argentina no bloco foi deliberada durante a última cúpula realizada no final de agosto, na África do Sul.

Rússia atinge a liderança no mercado de diesel brasileiro e veio para ficar, apontam analistas
Rússia ultrapassa os EUA e se consolida como principal fornecedor de diesel para o Brasil. De acordo com analistas, os obstáculos impostos pelas sanções econômicas já estão superados e a Rússia deve se manter no mercado brasileiro no médio e longo prazo.

No mês de novembro, o envio de diesel da Rússia para o Brasil atingiu níveis recordes, revelaram dados do London Stock Exchange Group (LSEG). Os carregamentos devem chegar aos portos brasileiros em dezembro e garantir que o ano de 2023 seja um dos mais bem-sucedidos para o comércio entre Brasil e Rússia na história das relações bilaterais.

De acordo com dados da SECEX, a corrente de comércio entre Brasil e Rússia entre janeiro e outubro de 2023 já cresceu em 5% em relação ao mesmo período de 2022, ano recorde no comércio entre os países.

Se em 2022 o carro-chefe do comércio entre Brasil e Rússia eram os fertilizantes, em 2023 o produto que está garantindo a manutenção do desempenho da Rússia no mercado brasileiro é o diesel com teor ultrabaixo de enxofre (ULSD, na sigla em inglês).

Tradicionalmente, o Brasil importa cerca de 25% do diesel que consome, principalmente de países como os EUA. Em agosto de 2023, no entanto, a Rússia respondeu por 70% das importações de diesel brasileiras, se tornando o principal fornecedor do país.
De janeiro a agosto de 2023, o Brasil importou 3,15 milhões de toneladas de diesel russo, comparado a 2,20 milhões de toneladas do combustível provenientes dos EUA. Em valor, a queda nas vendas de diesel dos EUA no mercado brasileiro entre 2022 e 2023 chega a 65%.

 De acordo com o diretor do Instituto uto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (USP), Ildo Sauer, a chegada do diesel da Rússia ao Brasil é consequência de um rearranjo no mercado mundial de petróleo e gás natural, motivado pelo insucesso das sanções econômicas impostas contra a Rússia em 2022.

"A Rússia buscou novos mercados para suas exportações, como consequência das sanções lideradas pelos EUA e com adesão subalterna da Europa e da tentativa ingênua de colocar um preço-teto às exportações de petróleo russas", disse Sauer à Sputnik Brasil. "O que houve foi um rearranjo do mercado mundial, no quadro origem–destino."
Como consequência, "a Europa sofre com aumento dos preços dos derivados de petróleo e um processo de desindustrialização", enquanto "o Brasil se beneficia ao importar diesel russo a preços convidativos"

Bolsonaro é barrado em foto oficial de posse de Javier Milei na Argentina
O ex-presidente brasileiro Jair Bolsonaro (PL) tentou, sem sucesso, se inserir em foto oficial durante a posse de Javier Milei como presidente argentino.
Líderes sul-americanos presentes no evento, incluindo os presidentes Luis Lacalle Pou (Uruguai), Santiago Peña (Paraguai), Gabriel Boric (Chile) e Daniel Noboa (Equador), expressaram sua objeção à participação do ex-chefe de Estado na imagem, conforme noticiou o jornal Folha de S.Paulo.

Eles argumentaram que seria inadequado incluir um ex-presidente, especialmente um adversário interno do atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
Além dessas figuras, outras personalidades globais marcaram presença na posse, como o primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, o presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky, e o rei da Espanha, Felipe VI.

O representante brasileiro no evento foi o chanceler Mauro Vieira, um dos primeiros a cumprimentar Milei na Casa Rosada, sede do governo argentino.
O chefe do Itamaraty enfatizou o desejo do governo Lula de trabalhar em cooperação com a Argentina.
Durante o encontro, Milei fez uma brincadeira ao chanceler brasileiro, dizendo: "Mas no futebol, nós sempre ganhamos de vocês".
Essa troca de palavras descontraída marcou momento leve durante a posse e evidenciou a dinâmica entre os líderes presentes.

Bancos de fomento anunciam R$ 50 bilhões para integração de infraestrutura sul-americana
O Governo Federal anunciou nesta quinta-feira, 7 de dezembro, durante a Cúpula do Mercosul, a iniciativa “Rotas para a Integração”. O programa terá cerca de R$ 50 bilhões (US$ 10 bilhões) de bancos de fomento para constituir uma rede de rotas de integração e desenvolvimento sul-americano.

A integração regional deve ser parte das soluções para enfrentar os desafios compartilhados, da construção de um mundo pacífico e fortalecimento da democracia”

A ideia é reduzir distâncias, aprimorar logística, facilitar conexões e ampliar a produtividade. As obras envolvem infovias, hidrovias, rodovias, ferrovias, portos, aeroportos e linhas de transmissão de energia elétrica.

Os investimentos virão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco de Desenvolvimento da América Latina e do Caribe (CAF), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Banco de Desenvolvimento (Fonplata).

“É o maior fundo financeiro da história da integração do Mercosul”, definiu o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante. “Melhorar a infraestrutura vai permitir adensar cadeias produtivas regionais”, completou.

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, apresentou as cinco rotas previstas no plano de integração da América do Sul, delimitadas após cinco meses de consultas aos estados fronteiriços e a partir de obras do Novo PAC. São elas: Ilha das Guianas, Manta-Manaus, Quadrante Rondon, Capricórnio, Porto Alegre-Coquimbo.

Tebet destacou que os estados fronteiriços com países sul-americanos são divididos por apenas uma floresta, rio, ponte ou avenida. “Somos países irmãos, sul-americanos, embora com diversas línguas, somos um só povo”, afirmou, ao lado dos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Santiago Peña (Paraguai) e Luis Arce (Bolívia).

O foco da atuação conjunta será em projetos estratégicos de infraestrutura de integração, incluindo o apoio tanto por meio da disponibilidade de linhas de financiamento como por meio da estruturação de projetos.

A iniciativa também poderá promover o financiamento de projetos de integração nas áreas social, ambiental e institucional. “A integração regional deve ser parte das soluções para enfrentar os desafios compartilhados, da construção de um mundo pacífico e fortalecimento da democracia”, ressaltou a ministra.

Para Sérgio Diaz-Granados, presidente-executivo do CAF, a integração regional é um elemento que faz parte integrante do DNA do CAF. “Gerar e construir esse acordo só foi possível porque concordamos pela necessidade urgente de construir condições efetivas de infraestrutura para fortalecer a integração sul-americana”, afirmou Diaz-Granados.

O presidente do BID, Ilan Goldfajn, afirmou que o banco pretende mobilizar aproximadamente R$ 15 bilhões em assistência financeira e técnica para projetos de infraestrutura em apoio à integração da América do Sul. “Estamos empenhados em impulsionar a região para um robusto desenvolvimento de sua infraestrutura”, disse Goldfajn.

A presidente do Fonplata, Luciana Botafogo, destacou que a ampliação da integração regional vai ampliar o potencial conjunto dos países “e gerar novas oportunidades comerciais e de investimentos que fortalecem as economias nacionais.” O Fonplata disponibilizará até US$ 600 milhões (R$ 3 bilhões) para a iniciativa entre 2024 e 2026.

 Durante a Cúpula do Mercosul, o presidente Lula afirmou que juntos os países da região são mais fortes. Ele destacou como ponto importante da Presidência brasileira a conclusão do acordo de livre-comércio com Singapura e a adesão da Bolívia como conquistas significativas. Após o encontro entre os líderes, o Brasil passou a Presidência ‘pro tempore’ do bloco para o Paraguai. Os países do Mercosul divulgaram um comunicado conjunto. 

No documento, comemoraram a retomada da Cúpula Social realizada presencialmente nesta semana pela primeira vez desde 2016. Também revisaram o trabalho realizado durante o segundo semestre de 2023, em temas como comércio, infraestrutura e energia.

OUÇAWEB RÁDIO ITIRUSSU

Notícias de Itiruçu

Ocorrência Policial

Notícias do Esporte

Anúncios




Redes Sociais

Outras redes Sociais:

Instragam

Twitter