Mutuípe: Sesab confirmam falta de prioridade para cirurgias eletivas - Itiruçu Notícias
Arrow
formatura do Proerd em Itiruçu - Imagens Wilson Novaes


Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Mutuípe: Sesab confirmam falta de prioridade para cirurgias eletivas

Por: Redação Itiruçu Notícias - segunda-feira, 26 de março de 2018 - 0 Comentários

Solla intermédia a realização de cerca de 100 cirurgias eletivas por mês em Mutuípe


A superintendente de Regulação da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), Ana Paula Andrade, expôs dados que evidenciam a falta de prioridade da prefeitura Mutuípe em relação às cirurgias eletivas. De acordo com a programação mensal para a execução das intervenções apresentada pela superintendente em audiência pública na Câmara de Mutuípe, na última quinta-feira (22), a gestão municipal deslocou todas as cirurgias eletivas para serem realizadas em outras cidades.
Se a prefeitura segue na contramão dos investimentos em cirurgias eletivas em Mutuípe, o deputado federal Jorge Solla intermediou junto ao secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, para que o Hospital Clélia Rebouças passe a realizar cerca de 100 cirurgias eletivas por mês. Serão procedimentos como histerectomia, vasectomia, laqueadura, cirurgias de hérnia e de hemorróidas.
“Esses dados apresentados pela superintendente Ana Paula demonstram o descaso da gestão municipal em relação às cirurgias eletivas, alegando desconhecer que o Hospital Clélia Rebouças fazia essas cirurgias. Conseguimos, graças ao secretário Fábio Vilas-Boas e o governador Rui Costa, um valor para cirurgias eletivas que corresponde a mais de nove vezes os recursos que haviam sido programados e que foram retirados pela prefeitura”, declarou Jorge Solla.
O município retirou um total de R$ 12,8 mil em recursos para cirurgias eletivas em Amargosa (R$ 6.008,78), Sapeaçu (R$ 4.658,34) e São Félix (R$ 2.139,66), num total de 18 intervenções que eram realizadas em Mutuípe por mês.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif