Justiça suspende leilão de privatização do Metrô de São Paulo - Itiruçu Notícias
Arrow
Cores da Saúde: Julho Amarelo alerta sobre câncer nos ossos



Passeio Cicloturismo de Itiruçu


EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Justiça suspende leilão de privatização do Metrô de São Paulo

Por: Redação Itiruçu Notícias - quinta-feira, 18 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

Secretaria dos Transportes Metropolitanos informou que o governo de São Paulo está trabalhando para suspender a liminar


A 12ª Vara da Fazenda Pública da Capital de São Paulo concedeu hoje (18) liminar que suspende a licitação e o leilão de privatização das linhas 5-Lilás e 17-Ouro da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô). A decisão prevê multa diária de R$ 1 milhão em caso de descumprimento, além de sanções administrativas e criminais.
“Basicamente, pode-se dizer que se trata de uma privatização custeada com recursos públicos. Ironia àqueles, economistas convencionais, que defendem a privatização das estatais brasileiras como um dos tópicos principais da política econômica-fiscal de austeridade”, disse o juiz Adriano Marcos Laroca em sua decisão.
O magistrado considerou “muito baixo” o valor mínimo a ser pago pelo vencedor do leilão, em torno de R$ 180 milhões, em relação aos custos das obras de construção das linhas, em torno de R$ 7 bilhões. “O que agrava essa percepção é o cálculo apresentado pelos autores, com base em dados oficiais do Metrô, mostrando que, com base no carregamento mensal do trecho em funcionamento da linha 4-Lilás multiplicado pelo valor da tarifa de remuneração, em 17 meses a concessionária recuperaria o custo da outorga”, destacou o juiz.
A liminar atende à ação ajuizada pelos vereadores Sâmia de Souza Bomfim e Antônio Biagio Vespoli, ambos do PSOL-SP.
Em protesto contra o leilão, inicialmente agendado para amanhã (19), e agora suspenso, os metroviários estão fazendo desde a 0h hora de hoje uma paralisação de 24 horas, que afeta parcialmente a operação do metrô na cidade de São Paulo nesta quinta-feira.
Fonte Agência Brasil


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif



São Pedro 2018

Melhores momentos - Por Wilson Novaes