William Waack detona Globo: "Um ninho de cobras" - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

William Waack detona Globo: "Um ninho de cobras"

Por: Redação Itiruçu Notícias - sábado, 10 de novembro de 2018 - 0 Comentários

Fora da Globo por ter ironizado uma cena com a frase  "Coisa de preto".


 William Waack

O jornalista William Waack, que foi demitido da Globo no ano passado após ser acusado de racismo nos bastidores da emissora, decidiu falar sobre a relação dele com o canal e sobre o polêmico vídeo no qual ele reclama de um link ao vivo, onde disparou: "Coisa de preto".

“Qualquer grande empresa é [um ninho de cobras]. Como se falava na minha época, lá nos Correios e Telégrafos também é assim. Qualquer grande empresa tem pessoas de extraordinária capacidade e de caráter muito bom, e qualquer grande empresa terá também canalhas inomináveis, e acho que isso aí se aplica como regra da humanidade”, falou William em conversa com Marcelo Bonfá, em seu canal no Youtube.

O jornalista também falou sobre a repercussão do vídeo no qual foi acusado de racismo: “Acho que a esmagadora maioria das pessoas percebeu que aquilo era uma piada de boteco, dita no ouvido de um amigo. Sussurrado como todo mundo faz depois de tomar duas cervejas e brincar”, explicou. “Aquilo evidentemente foi roubado de um servidor interno da TV Globo e fizeram o uso que fizeram”, acrescentou sobre como o vídeo vazou na internet.
Reprodução / YouTube


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS