Temer tira dinheiro do esporte escolar e dá mais ao futebol - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Itiruçu: Casa da Cultura treme enquanto se realizava reunião

Reunião é transferida ao perceber que Casa da Cultura em Itiruçu começou a tremer.  Na manhã desta sexta-feira(22) por volta das 9h...


Espaço publicitário


EDITORIAL

Refletindo: A verdadeira política do verdadeiro cristão

O Evangelho é o caminho da verdade e da vida eterna, a política é o caminho do cidadão onde interfere diretamente na sua vida terrena (ALIMENTAÇÃO, MORADIA, SAUDE, EDUCAÇÃO, ESPORTE LAZER ETC.)

O Evangelho busca a paz espiritual, quanto à política favorece ou dificulta à vida da comunidade, porém um povo evangelizado com certeza a política só faz favorecer, pois a comunidade sabe o que é o melhor para ela.
A política não se reúne em atividades partidárias, eleições, lideres etc. e sim em um conjunto de atividades que o cidadão deve sentir com o seu dever e direito de estar presente, compromisso da realidade social, não pregando discórdia e sim a união porque o cristianismo deve evangelizar na totalidade da existência humana, inclusive na dimensão da política.

CONTINUE LENDO


COLUNA Êta lê lê



Êta lê lê Segunda-feira gorda do foguetório

Ao ter suas contas aprovadas por 7 a 2 na última sessão da Câmara de Vereadores da Boa Terra, o ex-prefeito Wagner Novaes era só alegria. Como os estampidos das bombas eram ouvidos nos quatro cantos da cidade, muitos ficaram imaginando o que teria acontecido:

"Quem chegou ou está indo para Bom Jesus da Lapa?";
"Hoje é festa de que Santo?";
"Aniversário de quem?";
"Quem tá jogando hoje?"

O que muitos não sabiam, era que a festa tinha um nome, Wagner Novaes. Este celebrava a vitória em casa, já que um pouco distante, 7 edis lhe dariam a honra de aprovar as suas contas públicas.

CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Temer tira dinheiro do esporte escolar e dá mais ao futebol

Por: Redação Itiruçu Notícias - quarta-feira, 13 de junho de 2018 - 0 Comentários

Governo Federal tira verbas do esporte é destinados para para  segurança,



A Medida Provisória editada nesta segunda-feira pelo presidente Michel Temer deve fazer grande estragos no esporte brasileiro. Todos os setores foram afetados, principalmente a formação de atletas e os esporte escolar e universitário. A expectativa é que, só a formação de atletas perda ao menos R$ 500 milhões ao ano. Só há uma exceção: o governo não mexeu na parcela que vai aos clubes de futebol, exatamente os que são menos dependente dos recursos das loterias federais. Pelo contrário: ainda garantiu a eles uma verba extra, de cerca de R$ 10 milhões ao ano.

Os clubes são beneficiados por 22% da arrecadação bruta da Timemania – R$ 104 milhões no ano passado. O percentual se mantém na MP editada nesta segunda. Ao mesmo tempo, a cota de 3% que ia para o Ministério do Esporte foi reduzida para 0,75% até o fim do ano e para 0,25%, apenas, a partir de 2019. Por lei, 2/3 desse montante deveriam ser compartilhados pelo ministério com as secretarias estaduais de esporte para “aplicação exclusiva e integral em projetos de desporto educacional desenvolvido no âmbito da educação básica e superior”.



Os clubes de futebol, na verdade, até são relativamente prejudicados, uma vez que foi alterada a legislação da futura Lotex, um tipo de raspadinha virtual, que lhes daria 2,7% da arrecadação futura. Mas o governo compensou essa perda, destinando a eles 9,57% da arredação das loterias de prognóstico esportivo – ou seja, a Loteca e a Lotogol, que já existem. Antes não havia essa verba para os clubes, que seria de R$ 9,9 milhões pelo total de arrecadação do ano passado.

Com relação à Lotex, quem sai perdendo é o “esporte educacional”, que deveria receber 10% da arrecadação da Lotex, a partir de regulamentação publicada pelo próprio Temer em abril, há apenas dois meses. Naquele momento, o governo destinou 10% da arrecadação da nova loteria para o Ministério do Esporte, que também vai perder essa verba. O dinheiro agora vai para o Fundo Nacional da Segurança Pública.

Chama atenção também o fato de as Confederação Brasileiras de Desporto Escolar (CBDE) e Universitário (CBDU), que respetivamente ficavam com 10% e 5% da fatia do esporte nas loterias, terem sido completamente alijadas do texto da MP. No ano passado, elas receberam R$ 22 milhões e R$ 11 milhões, respectivamente.

Ao mesmo tempo, também os clubes formadores de atletas não aparecem na MP. No ano passado, o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) recebeu R$ 66 milhões pela Lei Pelé, investindo o grosso desse montante em editais de projetos de competições de base e de formação de atletas. Os editais valem até 2020, mas, com o fim do dinheiro federal que antes era garantido por lei, os projetos poderão precisar serem encerrados. Em 2017, a grande maioria dos campeonatos nacionais de base foram organizados com esse dinheiro.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

Campanha de Doação