Baixas temperaturas aumentam as doenças respiratórias - Itiruçu Notícias
Arrow
Cores da Saúde: Julho Amarelo alerta sobre câncer nos ossos



Passeio Cicloturismo de Itiruçu


EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Baixas temperaturas aumentam as doenças respiratórias

Por: Redação Itiruçu Notícias - quarta-feira, 20 de junho de 2018 - 0 Comentários

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 300 milhões de pessoas no mundo convivem com a asma.


Oficialmente, o inverno começa no dia 21 de junho em todo o Hemisfério Sul e com ele chegam as baixas temperaturas em todo o Brasil. E na Bahia, embora o clima seja mais quente, têm cidades do interior que os termômetros chegam a 13/14 graus celsius neste mês, como acontece em Piatã, Seabra, dentre outros. E com as baixas temperaturas, aumenta a incidência das doenças respiratórias como asma, bronquite, além das doenças alérgicas. Para a pneumologista Margarida Neves, quando se trata da saúde, alguns cuidados devem ser reforçados nesta época do ano, principalmente àquelas pessoas que viajam para as cidades do interior do Estado para curtir os festejos juninos. "Sobretudo para quem já tem histórico de doenças respiratórias como asma ou alergias".
A médica recomenda que deve-se usar agasalhos adequados, por conta das baixas temperaturas que favorecem gripes e resfriados. Ela lembra ainda que crianças/bebês e idosos são mais suscetíveis a contrair doenças da estação.
Quando a criança é muito pequena, é preciso saber qual o problema respiratório, pois existe uma gama de diagnósticos na pediatria. Os pais devem procurar um médico, seja pneumologista ou pediatra para dar o primeiro acompanhamento, examinar a criança e ver se há sinais e sintomas de alerta aparentes.
O início do inverno no Brasil coincide com o Dia Nacional do Controle da Asma, 21 de junho, que coincide ainda, com a proximidade dos festejos juninos que ocorrem nos dias 23 e 24. Por isso, especialistas recomendam que as pessoas que possuem a doença evitem a inalação de fumaças provenientes das fogueiras e dos fogos de artifício, sobretudo que esse ano também tem Copa do Mundo, que aumenta a utilização dos fogos, por conta das comemorações durante os jogos.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 300 milhões de pessoas no mundo convivem com a asma. No Brasil, a doença atinge cerca de 20 milhões de pessoas e é responsável por cerca de três mil mortes por ano, sendo a quarta causa de internação hospitalar, afetando indivíduos de todas as idades. E no inverno, os casos de internação por doenças respiratórias aumentam de 35 a 50%.
 Ascom/Sesab


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif



São Pedro 2018

Melhores momentos - Por Wilson Novaes