Com o fim de coligações, Itiruçu pode ficar com apenas 4 partidos - Itiruçu Notícias
Arrow
Exerça sua cidadania



Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Refletindo: A verdadeira política do verdadeiro cristão

O Evangelho é o caminho da verdade e da vida eterna, a política é o caminho do cidadão onde interfere diretamente na sua vida terrena (ALIMENTAÇÃO, MORADIA, SAUDE, EDUCAÇÃO, ESPORTE LAZER ETC.)
O Evangelho busca a paz espiritual, quanto à política favorece ou dificulta à vida da comunidade, porém um povo evangelizado com certeza a política só faz favorecer, pois a comunidade sabe o que é o melhor para ela.
A política não se reúne em atividades partidárias, eleições, lideres etc. e sim em um conjunto de atividades que o cidadão deve sentir com o seu dever e direito de estar presente, compromisso da realidade social, não pregando discórdia e sim a união porque o cristianismo deve evangelizar na totalidade da existência humana, inclusive na dimensão da política.

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Com o fim de coligações, Itiruçu pode ficar com apenas 4 partidos

Por: Redação Itiruçu Notícias - segunda-feira, 8 de janeiro de 2018 - 0 Comentários


Depois que o plenário do Senado promulgou a votação do projeto que acaba com as coligações para a eleição do Legislativo e cria regras para barrar legendas com baixo desempenho nas urnas além de acabar com a coligação de partidos para eleições proporcionais (para deputados e vereadores) que passa a valer a partir de 2020, quando acontecem as eleições para prefeitos e vereadores.  Muitos dos partidos que formam coligações para disputar vagas nas Câmaras Municipais, deverão sofrer alterações profundas especialmente em municípios menores como Itiruçu, podendo levar muitos até a extinção.
Pelo texto, haverá a partir da eleição de 2018 uma cláusula de desempenho progressiva: 1,5% dos votos válidos nacionais a deputado federal, distribuídos em pelo menos um terço dos Estados. Em 2030, a cláusula chegará a 3% dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço dos Estados, com um mínimo de 2% em cada uma deles. A estimativa é a de que a medida, ao final, reduza as atuais 35 siglas a menos da metade.
Com o fim das coligações, os partidos devem apresentar chapas completas ou com maior número possível de candidatos a vereador. No caso de Itiruçu, por exemplo, a previsão é de que alguns partidos deixem de existir.
Atualmente dos 13 partidos que concorreram as eleições em 2016 (PRB, PSDB, PSB, PC do B, PSD, PSL, DEM, PMDB, PR, PP, PTN, PROS e PT) só tem representação popular os que tiveram eleitos como o  PRB com a prefeita Lorena Di Gregário, e o vereador Ezequiel Borges;  o PSD tem o vice prefeito Junior Petrukio e dois vereadores Jó de Ju e Duda de Zilí; o PC do B tem dois vereadores Ito do Feto e Nino; PSDB  tem dois vereadores Helinho e Aguinaldinho; o PSB  tem o vereador Paulinho, o PSL tem o vereador Robertão.
A perspectiva é que as mudanças de partidos se iniciem já neste ano de 2018, e que apenas 04 partidos sobrevivam para 2020.
O vereador Robertão já se manifestou que deve sai do PSL, a tendência é que ele se filie ao PSB. O PSL com isso deve ser extinto no município. O PP,  PMDB, PR, PTN e PROS, são os outros partidos que devem ser extinto em Itiruçu já que não tem representação eleita no ultimo pleito.  Além de considerar que será difícil um destes partidos montar uma chapa para concorrem em 2020, a não ser que haja uma grade mudanças de partidos entre os eleitos.
No caso do DEM e do PT depende dos resultados das eleições de outubro próximo.  No DEM, a esperança é que ACM Neto se elega a governador para que o partido sobreviva para 2020. O mesmo ocorre com PT, caso Lula ou alguém do partido seja eleito a presidente ou ainda a governador certamente terá respaldo e poderá ser forte em 2020. Caso ambos os partidos não tenha sucesso nas eleições deste ano, é muito provável que também fiquem foram do próximo pleito municipal.
De acordo cenário atual o PRB deve continuar, porem terá que se reforçar para 2020 a fim de formar uma chapa para as eleições proporcionais.
O PSB parece que já está pensando no futuro com o reforço  dos futuros ex-PSL o ex-prefeito Ailton Cezarino e o vereador Robertão, todavia também necessitará de uma outras liderança .
O PSDB do ex-prefeito Wagner Novaes é uma incógnita, já que os dois vereadores eleitos podem sair do partido a qualquer momento com boas chances de ir parar no PRB. Com isto o partido pode até não participar de eleições municipais  futuras.
O PSD do vice-prefeito Junior Petrukio terá um difícil tarefa de manter o partido, pois apenas os dois vereadores não serão suficiente para chegar até 2020 forte com chances de manter ou ampliar as vagas no legislativo municipal.
O PC do B com seus dois vereadores pode ser um dos partidos protagonista futuramente, mas se perder seus dois vereador para outro partido corre o risco de também ficar fora das eleições municipais.
Em uma analise mais profunda no atual cenário político apenas o PRB, PSD e PSB estariam na disputa das eleições de 2020. Mas quem vai aposta nisto?


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

Campanha de Doação