Cena rara com nevasca no deserto do Saara no norte da África - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre Câncer de cólon - Intestino Grosso

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Cena rara com nevasca no deserto do Saara no norte da África

Por: Itiruçu Notícias - - quinta-feira, 11 de janeiro de 2018 - 0 Comentários


No último domingo (7) as douradas dunas que cercam a cidade de Aïn Séfra(província de Naama, norte da Argélia) se tingiram de branco no domingo após uma atípica tempestade de neve cair na região, de acordo com matéria do jornal Express na segunda-feira. A nevasca produziu uma capa de 40 centímetros de espessura  porém, em menos de duas horas, a neve se dissipou.
É o terceiro ano consecutivo que os 35.000 moradores da localidade veem cair flocos de neve sobre o deserto do Saara (dezembro de 2016, janeiro de 2017 e 2018), um fenômeno que não ocorria há 37 anos, quando o povoado vivenciou uma nevasca de meia hora em 18 de fevereiro de 1979.
Localizado no norte da África, o deserto do Saara é o segundo maior do mundo com aproximadamente nove milhões de quilômetros de extensão e o mais quente do mundo, decorrente de seu clima hiperárido.
De acordo com a revista "Maxisciences", essa é a terceira vez em quase 40 anos que acontece esse fenômeno no deserto do Saara. Os dois últimos foram em 1979 e 2016.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif