IGHB promove curso sobre História da Bahia, inscrições abertas - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Motorista alcoolizado que provoca morte. Qual a punição?

O comportamento do brasileiro no trânsito encontra-se longe do recomendável. O número de motoristas que dirigem alcoolizados, inclusive...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


IGHB promove curso sobre História da Bahia, inscrições abertas

Por: Itiruçu Notícias - quinta-feira, 3 de agosto de 2017 - 0 Comentários


O Instituto Geográfico e Histórico da Bahia encontra-se com inscrições abertas para o Curso História da Bahia. As aulas, com início dia 7 de agosto, serão ministradas pela professora doutora Antonietta D´Aguiar Nunes, acontecendo sempre uma semana por mês, entre agosto a novembro (das 14h às 18h), com carga horária de 80 horas. O IGHB é apoiado pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).

Durante o curso serão debatidos temas como a Pré-História Brasileira e Baiana; capitanias hereditárias; primeiros engenhos e negros vindos para o Brasil; o séc. XVIII baiano: ouro em Rio de Contas e Jacobina; Revolução dos Búzios; a província da Bahia do sec. XIX; a Bahia republicana; arte moderna na Bahia; revolução de 1930 e a chamada Era Vargas, dentre outros.
Estão sendo oferecidas 180 vagas. A taxa de inscrição é R$ 150, que pode ser feita pelo site www.ighb.org.br – Informações: Avenida Joana Angélica, 43, Piedade, e tel. 71 3329 4463 (das 13h às 18h).

O material de apoio do curso é o livro História Baiana – dos Tempos Pré-Históricos ao Brasil Reino, de autoria da professora Antonietta Nunes. Editado pela Kalango e lançado em maio deste ano, o livro começa nos tempos pré-históricos em que menciona os registros dessa época existentes na Bahia, fala dos indígenas que aqui habitavam quando os portugueses chegaram, das primeiras expedições exploradoras, guarda-costeirs e colonizadora, antes de mencionar o sistema de capitanias e falar das que primitivamente compuseram o território do hoje estado da Bahia. Traz práticas tabelas relacionando os administradores civis e eclesiásticos e os principais acontecimentos na gestão de cada um deles.

Trata da exploração econômica da terra, da defesa militar e da sociedade e cultura na Bahia colonial. Conclui com a elevação do Brasil a Reino, unido aos de Portugal e ao de Algarves, recém-criado, formando a comunidade lusófona de nações, submetida à mesma autoridade monárquica. Menciona, com breves históricos, cerca de 200 monumentos que devem ser conhecidos e visitados por soteropolitanos e turistas. No final, traz um glossário com explicação do sentido de certos termos usados que, ou são pouco conhecidos, ou têm outra significação em nossos dias.
Sobre a instrutora: Antonietta D´Aguiar Nunes  é graduada em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; Mestre e Doutora pela Universidade Federal da Bahia, onde também lecionou a disciplina de História da Educação. Atuou como Historiógrafa do Arquivo Público do Estado da Bahia entre 1981 e 2001. É instrutora, desde 2011, do Curso História da Bahia.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores