Ministério da Saúde orienta prefeitura a transferir R$1,4 mi à Pestalozzi - Itiruçu Notícias
Arrow
Campeonato Brasileiro Serie C - Juazeirense x Remo Ao Vivo

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Ministério da Saúde orienta prefeitura a transferir R$1,4 mi à Pestalozzi

Por: Redação Itiruçu Notícias - quarta-feira, 17 de maio de 2017 - 0 Comentários


O Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas do Ministério da Saúde, o Drac, recomendou que a prefeitura de Alagoinhas repasse à Associação Pestalozzi os R$ 1,4 milhão que foram transferidos pelo ministério aos cofres do município. A orientação partiu da diretora do Drac, Cleusa Bernardo, em reunião nesta quarta-feira (17) em Brasília com o deputado federal Jorge Solla (PT-BA) e os vereadores Luciano Sérgio (PT) e Roberto Lima (DEM).
“Não tem problemas, se estava funcionando pode pagar retroativo, mesmo sem contrato. O dinheiro é carimbado, ele vai em nome da instituição. Eu quero que passe pra Pestalozzi, não quero pegar dinheiro de volta. E ele não pode, não faz sentido ficar com esse dinheiro lá”, disse a diretora.

O recurso de R$ 200 mil começou a ser transferido mensalmente à Prefeitura em setembro de 2016, quando a entidade foi credenciada como Centro Especializado de Reabilitação da Rede Viver Sem Limites, do Ministério da Saúde. Como a prefeitura assinou o contrato com a Associação Pestalozzi somente em maio deste ano, recebeu os recursos, mas não os repassou à entidade.
“Não há polêmica, nem dificuldade. É algo corriqueiro na administração pública o pagamento retroativo e é isso que deve ser feito pela prefeitura neste caso, de uma verba carimbada que foi depositada para pagar um determinado serviço, tão importante para a população de Alagoinhas”, ressaltou o deputado Jorge Solla.

O vereador Luciano Sérgio destacou a importância da Associação Pestalozzi de Alagoinhas. “É uma entidade de extrema importância para o município e toda a região, pela qualidade dos serviços disponibilizados para a sociedade, principalmente para os portadores de deficiências neurológicas. Além disso, o centro de referência às pessoas com deficiência ainda possui acompanhamento fisioterápico”, ressaltou.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif