“A Bahia não aceita ser retaliada”, diz Alex Lima - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Itiruçu: Plantão Escolar de matriculas vão até dia 08/02

A secretaria de Educação  do município de Itiruçu está realizado o esquema de plantão escolar matriculas em toda rede municipal de ens...


EDITORIAL

Refletindo: Histórias da politica de Itiruçu: O Otimista

Essa quem contava era o saudoso amigo Aguinaldo Pires (Gal Pires), ex- vereador e ex-presidente da câmara de Itiruçu, grande contador de causo, que morreu há três anos em um trágico acidente na BR-116 nas imediações de Itatim – BA.
1962, ano de eleição, em Itiruçu a disputa foi entre Valdeck Almeida (UDN), candidato do ex- prefeito Zé Bonfim e Josias Duarte (PSD), apoiado por Vivaldo Bastos e pelo ex-prefeito Geir Magalhães, tinha o povoado do Upabuçu como seu reduto eleitoral. Em um comício em Upabuçu, Josias percebeu certo desânimo no eleitorado, a incerteza da vitória era flagrante.
CONTINUE LENDO


COLUNA Êta lê lê



Êta lê lê Segunda-feira gorda do foguetório

Ao ter suas contas aprovadas por 7 a 2 na última sessão da Câmara de Vereadores da Boa Terra, o ex-prefeito Wagner Novaes era só alegria. Como os estampidos das bombas eram ouvidos nos quatro cantos da cidade, muitos ficaram imaginando o que teria acontecido:

"Quem chegou ou está indo para Bom Jesus da Lapa?";
"Hoje é festa de que Santo?";
"Aniversário de quem?";
"Quem tá jogando hoje?"

O que muitos não sabiam, era que a festa tinha um nome, Wagner Novaes. Este celebrava a vitória em casa, já que um pouco distante, 7 edis lhe dariam a honra de aprovar as suas contas públicas.

CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


“A Bahia não aceita ser retaliada”, diz Alex Lima

Por: Itiruçu Notícias - quarta-feira, 18 de maio de 2016 - 0 Comentários


O deputado estadual Alex Lima (PTN) não recebeu bem a notícia de que o governo federal revogou a construção de 11,250 unidades habitacionais do programa Minha Casa Minha Vida. Para o parlamentar, a população não pode sofrer por conta das brigas políticas. “É evidente que estamos em um momento de instabilidade política, mas a população não deve pagar a conta das brigas no governo federal. Em nome do nosso estado e de muitos nordestinos que sonham com a casa própria, afirmo que a Bahia não aceita ser retaliada dessa forma”, afirmou o parlamentar.

As obras previstas seriam administradas por entidades escolhidas pelo governo e destinadas à faixa 1 do programa, que atende famílias com renda mensal de até R$ 1.800. Por meio de nota, o Ministério das Cidades afirmou que a decisão é uma “medida de cautela” e a revogação das portarias que habilitam a contratação de unidades habitacionais representa 1,5% de todo programa. No entanto, somente no município de Alagoinhas, 264 unidades do Minha Casa Minha Vida tiveram a construção cancelada.

Presidente da Comissão de Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle da Assembleia Legislativa, Alex Lima defende outras formas de economia, sem alterar os programas sociais. “Se a revogação foi feita por falta de recursos para execução, sugiro que outros setores sejam revistos para que os programas sociais não sofram alterações. Espero que uma solução justa seja encontrada, pois as brigas políticas devem ficar de lado para que a população não sofra”, disse o deputado.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores