Lauro de Freitas: Programa “Mulher, Viver sem Violência” - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre Câncer de cólon - Intestino Grosso

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Lauro de Freitas: Programa “Mulher, Viver sem Violência”

Por: Itiruçu Notícias - - quarta-feira, 13 de abril de 2016 - 0 Comentários


Desde a última segunda-feira (11), o município de Lauro de Freitas esteve contemplado com a Unidade Móvel do Programa “Mulher, Viver sem Violência”, fruto de uma parceria entre o Governo Federal e o Governo da Bahia.

Hoje (13), está sendo realizado o último dia de atendimentos na comunidade de Jambeiro, situada no município. As mulheres são convidadas para participar de uma roda de conversa, onde recebem orientações sobre violência de gênero e a Lei Maria da Penha. A partir desse primeiro contato, as participantes que solicitam, passam também por uma etapa de atendimento com uma equipe multidisciplinar (composta por profissionais das áreas de Serviço Social, Psicologia e Direito), onde são assistidas e encaminhadas.

A coordenadora da unidade, Aldinete Carvalho, ressaltou outro aspecto importante do projeto: a capacitação da rede de atendimento local, que acontece sempre nos dias anteriores aos atendimentos nas Unidades Móveis. “É o primeiro passo para trazer unidade para o atendimento da região, porque se não tivermos alinhamento entre a rede, não conseguiremos efetivar o trabalho”, explicou.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif