MPF denuncia duas pessoas por saque fraudulento de FGTS - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre a leucemina

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Opinião: O primeiro discurso da ministra do STF em 2018

Na sessão solene que marcou a abertura do Ano Judiciário de 2018, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, disse na manhã desta quinta-feira, 1, que é ”inadmissível e inaceitável desacatar a Justiça” e que sem ”Justiça não há paz”. ”Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão judicial pela qual se aplica o direito. Pode-se buscar reformar a decisão judicial, pelos meios legais, pelos juízos competentes. É inadmissível e inaceitável desacatar a justiça, agravá-la ou agredi-la. Justiça individual fora do Direito não é justiça, senão vingança ou ato de força pessoal”, discursou Cármen. ”Sem liberdade, não há democracia. Sem responsabilidade, não há ordem. Sem justiça, não há paz”, completou a presidente do STF... CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


MPF denuncia duas pessoas por saque fraudulento de FGTS

Por: Itiruçu Notícias - - sábado, 19 de março de 2016 - 0 Comentários





O Ministério Público Federal (MPF) em Vitória da Conquista/BA ofereceu denúncia contra Danilo Cardoso dos Santos e Ricardo da Silva Souza por saque fraudulento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que configura crime de estelionato. Os dois ainda devem responder pela inserção de dados falsos em sistemas de informações, por alterarem informações no banco de dados trabalhistas administrado pela Caixa Econômica Federal.
De acordo com a denúncia, Souza falsificava carteiras de identidade e de trabalho e outros documentos, enquanto Santos ficava responsável por realizar os saques nas agências da Caixa. Os denunciados ainda teriam acessado e alterado o aplicativo Conectividade Social ICP – sistema privado da Caixa – para adição de dados sobre supostas demissões das vítimas.

Em janeiro desse ano, após tentativa fracassada no município baiano de Itambé, Souza e Santos conseguiram sacar R$ 4.092,00 na cidade de Itapetinga, em nome de Wambergue Pedreira Soares. No mesmo mês, após duas tentativas malsucedidas em Cândido Sales/BA, os denunciados dirigiram-se a uma agência da Caixa em Vitória da Conquista, distante 516km de Salvador, com documentos falsos de José Carlos de Jesus Santos, e realizaram o saque de R$ 6.938,26.

O gerente dessa última agência suspeitou da ação e acionou a Polícia Civil que, em conjunto com a Polícia Federal, prendeu Santos em flagrante. Souza, que esperava no carro, conseguiu fugir. Ricardo da Silva Souza continua foragido. Ele possui residência em Itororó e é irmão de vereador do município.
O MPF requer a condenação dos denunciados no art. 171 (Estelionato), § 3º do Código Penal, que prevê pena de reclusão, de um a cinco anos, e multa; e no artigo 313-A (Inserção de dados falsos em sistema de informações) da mesma legislação, que prevê pena de reclusão, de dois a 12 anos.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

ENQUETE
Você votaria em quem para presidente?

Álvaro Dias (Podemos)
Ciro Gomes (PDT)
Cristovam Buarque (PPS)
Eymael (PSDC)
Fernando Collor (PTC)
Geraldo Alckmin (PSDB)
Jair Bolsonaro (PSC-RJ)
João Amoêdo (Novo)
Levy Fidelix (PRTB)
Lula da Silva (PT)
Manuela D'Ávila (PC do B)
Marina Silva (Rede)
Valéria Monteiro (PMN)
Outro
Nenhum