"Maracaz" o itiruçuense campeão do Nordeste em 2018 - Itiruçu Notícias
Arrow
Cores da Saúde: Julho Amarelo alerta sobre câncer nos ossos



Passeio Cicloturismo de Itiruçu


EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


"Maracaz" o itiruçuense campeão do Nordeste em 2018

Por: Redação Itiruçu Notícias - domingo, 8 de julho de 2018 - 0 Comentários

O Atleta é o primeiro Itiruçuense a conquistar um titulo a nível nacional no futebol


Após ser campeão, o capitão do Sampaio Correa,  Jobson Brito Gonzaga,  natural de Itiruçu conhecido em sua terra Natal pelos amigos e familiares  por "Jobinho" mas que no meio do Futebol foi apelidado por "Maracaz", não esquece de sua terra natal principalmente nos momento de compartilhar as vitórias.
Foi o que aconteceu na conquista da Copa do Nordeste  quando a "Querida Bolívia" empatou com o Bahia clube que defendeu ainda na base até 2013 se transferindo para o Vitoria, e com passagens pelo Londrina e América de Natal.
O jogo terminou 0 a 0  como o Sampaio tinha vencido o primeiro jogo por 1 a 0 o itiruçuense que também é o capitão do Sampaio levantou o troféu mais cobiçado do futebol nordestino.
Jobson Maracás  foi descoberto pelos dirigentes do Bahia na disputa da final da Copa Sub-17 de Regiões em 2012 organizada pela Superintendência de Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), no estádio de Pituaçu em uma preliminar do Bahia. A atuação dele naquele dia foi o suficiente para que portas fossem abertas.
“Nossos observadores estavam acompanhando a decisão e ficaram impressionados. Ele se destacou na final. Nossos observadores viram e conversaram com ele logo depois do jogo. Menos de uma semana depois, ele já estava aprovado e treinando com a gente no Fazendão” lembra o diretor das divisões de base do clube, Newton Mota.
Jobinho também mudou de nome, por ter vindo da seleção municipal levou o apelido de Maracas.. Mas ele faz questão de ressaltar que é Itiruçuense. 
Após o jogo  "Jobinho" para os itiruçuense  "Maracaz" para o meio esportivo lembrou mais uma vez de sua terra Natal veja vídeo abaixo:



Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif



São Pedro 2018

Melhores momentos - Por Wilson Novaes