Veja a origem da Páscoa da Judaica até a Cristã - Itiruçu Notícias
Arrow
Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Veja a origem da Páscoa da Judaica até a Cristã

Por: Redação Itiruçu Notícias - sexta-feira, 30 de março de 2018 - 0 Comentários

O sacrifício de resgate é superior ao sacrifício da Páscoa porque liberta as pessoas da escravidão ao pecado e à morte 




A Semana Santa é uma tradição religiosa católica que celebra a Paixão, a Morte e a ressurreição de Jesus Cristo. Ela se inicia no Domingo de Ramos, que relembra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém e termina com a ressurreição de Jesus, que ocorre no domingo de Páscoa.

O Domingo de Ramos  é  segundo as comemorações católicas quando Jesus é recebido em Jerusalém como um rei, mas os mesmos que o receberam com festa o condenaram à morte. Jesus é recebido com ramos de palmeiras. Nesse dia, são comuns procissões em que os fiéis levam consigo ramos de oliveira ou palmeira, o que originou o nome da celebração. Segundo o evangelho, Jesus foi para Jerusalém para celebrar a Páscoa Judaica com os discípulos e entrou na cidade como um rei, mas sentado num jumentinho - o símbolo da humildade - e foi aclamado pela população como o Messias, o rei de Israel.

 A origem da  Páscoa segundo historiadores vem  deste quando  Deus libertou os escravos israelitas do Egito em 1513 antes de Cristo. Deus mandou os israelitas se lembrarem dessa data importante todo ano, no dia 14 do mês judaico de abibe, que mais tarde foi chamado nisã.
O nome Páscoa vem de uma palavra hebraica que significa “passar por alto”. Naquela ocasião, Deus poupou os israelitas de uma calamidade que matou todo primogênito no Egito. (Êxodo 12:27; 13:15) Antes de trazer essa praga devastadora, Deus orientou os israelitas a passar um pouco do sangue de um cordeiro ou cabrito na entrada da casa. (Êxodo 12:21, 22, nota) Deus veria esse sinal e ‘passaria por alto’, ou não mataria o primogênito daquela casa. — Êxodo 12:7, 13. Além do cordeiro (ou cabrito), os israelitas comiam pão sem fermento e ervas amargas. — Êxodo 12:8. Os pais aproveitavam a Páscoa para ensinar seus filhos sobre Jeová Deus. — Êxodo 12:25-27.
Outros costumes nos dias de Jesus, as pessoas também tomavam vinho e cantavam na celebração da Páscoa. — Mateus 26:19, 30; Lucas 22:15-18.

Depois de ter celebrado a Páscoa em 14 de nisã do ano 33, Jesus deu início a uma nova celebração: a Ceia do Senhor. (Lucas 22:19, 20; 1 Coríntios 11:20) Essa ceia ficou no lugar da Páscoa judaica, pois celebra o sacrifício do ‘Cristo, o cordeiro pascoal’. (1 Coríntios 5:7) O sacrifício de resgate é superior ao sacrifício da Páscoa porque liberta as pessoas da escravidão ao pecado e à morte. — Mateus 20:28; Hebreus 9:15. A Páscoa Cristã passou a celebrar a Ressurreição de Jesus Cristo.
Pesquisa Google



Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif