Brasil é o país com mais vírus perigosos, inclusive para o ser humano - Itiruçu Notícias
Arrow
Exerça sua cidadania



Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Refletindo: A verdadeira política do verdadeiro cristão

O Evangelho é o caminho da verdade e da vida eterna, a política é o caminho do cidadão onde interfere diretamente na sua vida terrena (ALIMENTAÇÃO, MORADIA, SAUDE, EDUCAÇÃO, ESPORTE LAZER ETC.)
O Evangelho busca a paz espiritual, quanto à política favorece ou dificulta à vida da comunidade, porém um povo evangelizado com certeza a política só faz favorecer, pois a comunidade sabe o que é o melhor para ela.
A política não se reúne em atividades partidárias, eleições, lideres etc. e sim em um conjunto de atividades que o cidadão deve sentir com o seu dever e direito de estar presente, compromisso da realidade social, não pregando discórdia e sim a união porque o cristianismo deve evangelizar na totalidade da existência humana, inclusive na dimensão da política.

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : Eleições em Itiruçu

Eleições  serão realizada neste domingo dia 07 de outubro.  Se a mesma empolgação dos eleitores para as eleições do próximo domingo...


MAIS LIDAS DO MÊS


Brasil é o país com mais vírus perigosos, inclusive para o ser humano

Por: Itiruçu Notícias - quarta-feira, 5 de julho de 2017 - 0 Comentários


Uma pesquisa, realizada pela ong americana EcoHealth Alliance, analisou a distribuição global de 586 vírus, que são capazes de infectar  754 espécies de mamífero, inclusive o ser humano.
O levantamento mapeou quais lugares do mundo existem mais virus “zoonóticos”, ou seja, que podem ser transmitidos de animais para pessoas. E nós ficamos com o primeiro lugar entre os países latinoamericanos. Grande parte dos virus se concentram na região da Amazônia, justamente devido à ampla diversidade do local. Os animais mais afetados seriam os macacos e os morcegos.
Os macacos que vivem no continente africano também hospedam alguns vírus zoonóticos, mas os bichos mais perigosos de lá são os bodes, os antílopes e os camelos.
A ideia do estudo não é semear o pânico, mas sim prever onde será a próxima pandemia (epidemia que se espalha por um grande território) e assim, estimular política públicas de prevenção. Como se sabe em terras tupiniquins nenhum governo previne nada, então não é esperada nenhuma mudança significativo no trato da saúde das pessoas.
Com a pesquisa, os cientistas tentaram estimar de onde poderá surgir a próxima grande pandemia (epidemia que se espalha por uma grande região geográfica). Vale destacar que o estudo só computou a presença de vírus zoonóticos, não seu potencial de contágio. Ou seja, não calcula a quantidade de pessoas que eles poderiam efetivamente infectar – se muita gente ou apenas moradores de áreas próximas à floresta.
(Fonte: EcoHealth Alliance)


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

Campanha de Doação