Michel Temer perdoou R$ 47,4 bilhões em dívidas de empresas - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Michel Temer perdoou R$ 47,4 bilhões em dívidas de empresas

Por: Redação Itiruçu Notícias - terça-feira, 22 de janeiro de 2019 - 0 Comentários


O ex-presidente Michel Temer bateu o recorde dos últimos 10 anos e concedeu o perdão de R$ 47,4 bilhões de dívidas de empresas com o último grande Refis, concedido pelo governo federal. No total, foram 131 mil contribuintes perdoados, enquanto o restante de débitos tributários, o equivalente a R$ 59,5 bilhões, foi parcelado em até 175 vezes. As informações são do Estadão/Broadcast.

Ao longo de todo o ano, deputados e senadores fizeram forte pressão sobre o presidente para alterar as condições do Refis. O governo, por sua vez, acabou cedendo aos pedidos, acreditando num apoio à reforma da Previdência.

O parcelamento do Refis permite a renegociação das dívidas das empresas com o país, com descontos sobre multas, juros e encargos. Como contrapartida, o país recebe uma parte da dívida adiantada. O Refis do ano passado só ficou atrás do chamado ‘Refis da Crise, que aconteceu em 2008, com um perdão de R$ 60,9 bilhões.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS