Passa de 830 número de mortos na Indonésia - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Motorista alcoolizado que provoca morte. Qual a punição?

O comportamento do brasileiro no trânsito encontra-se longe do recomendável. O número de motoristas que dirigem alcoolizados, inclusive...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Passa de 830 número de mortos na Indonésia

Por: Redação Itiruçu Notícias - domingo, 30 de setembro de 2018 - 0 Comentários

 Até o momento, não há registro de brasileiros vitimados pelo fenômeno



Sequência de terremotos e tsunami abalou a ilha de Celebes. Autoridades anunciam a realização de enterro em massa, por motivos sanitários, na cidade de Palu, onde foi registrada a maioria das mortes.
O número de mortos na sequência de terremotos e tsunami que abalou a ilha de Celebes, na Indonésia, subiu para 832, segundo balanço divulgado neste domingo (30/09) pelas autoridades locais.
De acordo com o porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho, a maioria das vítimas foi registrada em Palu, cidade com cerca de 350 mil habitantes na costa oeste de Celebes, havendo também registro de 11 mortes na vizinha Donggala.
Nugroho afirmou que um enterro em massa será realizado na cidade de Palu, por motivos de segurança sanitária.
A Cruz Vermelha Internacional alertou que ainda há pouca informação sobre Donggala, cidade de difícil acesso, afirmando ser a situação "extremamente preocupante" no local.
As falhas nas comunicações têm dificultado os trabalhos das equipes de busca e salvamento no terreno. As agências internacionais falam em centenas de feridos, que recebem tratamento médico em tendas improvisadas.
As autoridades indonésias reabriram o aeroporto de Palu, o que deve acelerar a chegada de ajuda humanitária.
Os voos comerciais serão limitados, e as operações de emergência e de ajuda humanitária terão prioridade.
A Força Aérea indonésia anunciou o envio para Palu de 12 aviões Hércules, quatro Boeing 737, cinco aviões CN 295, dois aviões CN 235 e vários helicópteros, para ajudar em tarefas de salvamento, assistência humanitária, retirada de moradores e logística.

A Indonésia está situada sobre o chamado Anel de Fogo do Pacífico, uma zona de grande atividade sísmica e vulcânica onde, em cada ano, são registrados cerca de 7 mil terremotos, a maioria moderados.
Entre 29 de junho e 19 de agosto, pelo menos 557 pessoas morreram e quase 400 mil ficaram desabrigadas devido a quatro terremotos de magnitudes entre 6,3 e 6,9 graus, que sacudiram a ilha indonésia de Lombok.
O governo brasileiro informou que, por enquanto, não há informações de brasileiros vítimas do maremoto que atingiu a Venezuela. Em nota, o Ministério das Relações Exteriores diz que está atento e lamenta o ocorrido no país asiático.
"Até o momento, não há registro de brasileiros vitimados pelo fenômeno. O Itamaraty seguirá acompanhando a situação, por meio da Embaixada do Brasil em Jacarta e da Divisão de Assistência Consular (DAC) em Brasília", informa o comunicado.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores