Estudante itiruçuense representa município no Congresso da UEB - Itiruçu Notícias
Arrow
MENSAGEM DE ANO NOVO

Campanha


EDITORIAL

Viajando no tempo: do Jornal Itiruçu, evoluindo até o Itiruçu Notícias


O tempo urge e as memórias ficam, para revela a sua história. Recebi do amigo poeta Claudio Fernandes uma lembrança dos primeiros passos na área da informação. Na época não tinha internet, blogs, redes sociais, sites muito mesmo WhatsApp, mas já naquela época dávamos os primeiros passos na área da comunicação escrita. CONTINUE LENDO


COLUNISTAS

Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS EM 2017


Estudante itiruçuense representa município no Congresso da UEB

Por: Redação Itiruçu Notícias - sexta-feira, 14 de julho de 2017 - 0 Comentários


Estudante Itiruçuense reapresentará o município no 7º Congresso da União dos Estudantes da Bahia (UEB) . Lucas da Guarda representará o colégio  Maria Cândida Fontoura  e segundo ele vai em busca de novos conhecimentos e ações a serem implementadas no município.
Durante o Congresso acontecerão debates sobre diversos temas fundamentais para a juventude, com destaque para a educação.

O Congresso  acontece de 14 e 16 de julho, na cidade de Juazeiro, na região norte da Bahia na Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e tem como tema ”Com tiranos não combinam baianos corações”, em referência ao hino da independência do estado.
”A Bahia é símbolo de resistência e luta. O Congresso dos estudantes baianos precisa demarcar isso. Vamos debater os rumos da educação, discutir o desenvolvimento no estado e, principalmente, preparar a nossa resistência”, explicou Nágila Maria, atual presidenta da entidade.

Para Nágila, o evento acontece em um momento muito importante para definição dos rumos do país. ”Por isso o Congresso da UEB será uma ferramenta essencial para organizar a juventude e disputar consciências pela defesa dos nossos direitos e da democracia”, disse.
Em 2017, a entidade baiana completa 74 anos de luta e também 12 anos de sua reconstrução, já que durante a ditadura militar suas atividades foram encerradas e colocadas na ilegalidade.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif