ADAB inicia ação para comprovar ausência da PSC - Itiruçu Notícias
Arrow
Cores da Saúde: Julho Amarelo alerta sobre câncer nos ossos



Passeio Cicloturismo de Itiruçu


EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


ADAB inicia ação para comprovar ausência da PSC

Por: Itiruçu Notícias - sábado, 27 de agosto de 2016 - 0 Comentários


A Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), inicia inquérito soroepidemiológico para a Peste Suína Clássica (PSC) em 320 criatórios de suínos de subsistência distribuídos por todo o estado. Está previsto colheita de 1.200 amostras em 15 coordenadorias da Agência, abrangendo 139 municípios, para demonstrar ausência de circulação viral. A Bahia já possui o reconhecimento nacional, desde 2001, e o internacional foi concedido este ano pela Organização Mundial de Sanidade Animal (OIE).

O Inquérito Soroepidemiológico para PSC, determinado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), é realizado a cada dois anos, apenas em criatórios de suínos de subsistência, popularmente conhecidos como suínos de fundo de quintal, pois estão mais expostos ao vírus, caso haja circulação no estado. As amostras serão encaminhadas ao Laboratório Nacional Agropecuário do Ministério da Agricultura (Lanagro) para análise.

Extinta há mais de vinte anos na Bahia, a PSC é uma doença que gera embargos econômicos e restrições comerciais a exportação de carne do Brasil. “Por isso é necessário manter a vigilância constante para que possamos continuar com status de estado livre com reconhecimento internacional, e desta maneira atrair novos investidores, aumentar a produção, e, consequentemente, a Bahia vir a exportar carne suína. Vamos continuar intensificando as atividades de vigilância ativa e passiva nas áreas com maior vulnerabilidade, com ações de monitoramento sorológico”, diz o diretor-geral da ADAB, Marco Vargas.

Segundo o coordenador do Programa de Sanidade de Suídeos, Sérgio Vidigal, a Bahia possui cadastrado um plantel de 620.000 cabeças de suínos, dos quais 30.000 são matrizes, e detém 1.328 granjas comerciais espalhadas em todo o estado.

A peste suína clássica é uma doença viral que acomete os rebanhos suídeos (porcos, javalis, javaporco, catetos, etc.), transmitida através de secreções, excreções, sêmen e sangue, e também por contato direto entre os animais. A doença é fatal, principalmente em animais jovens, e afeta suínos de todas as faixas etárias. Entre os sintomas estão febre alta, fraqueza, vômito, perda de apetite, manchas vermelhas e aborto.
Informações via Ascom ADAB


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif



São Pedro 2018

Melhores momentos - Por Wilson Novaes