Planserv orienta beneficiários sobre o cuidado com queimaduras - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre a leucemina

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Opinião: O primeiro discurso da ministra do STF em 2018

Na sessão solene que marcou a abertura do Ano Judiciário de 2018, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, disse na manhã desta quinta-feira, 1, que é ”inadmissível e inaceitável desacatar a Justiça” e que sem ”Justiça não há paz”. ”Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão judicial pela qual se aplica o direito. Pode-se buscar reformar a decisão judicial, pelos meios legais, pelos juízos competentes. É inadmissível e inaceitável desacatar a justiça, agravá-la ou agredi-la. Justiça individual fora do Direito não é justiça, senão vingança ou ato de força pessoal”, discursou Cármen. ”Sem liberdade, não há democracia. Sem responsabilidade, não há ordem. Sem justiça, não há paz”, completou a presidente do STF... CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Planserv orienta beneficiários sobre o cuidado com queimaduras

Por: Itiruçu Notícias - - segunda-feira, 6 de junho de 2016 - 0 Comentários


O Dia Nacional de Luta contra Queimaduras, celebrado no dia 6 de junho, é uma data que serve como alerta para todo este mês, em que, especialmente na região Nordeste do Brasil, cresce o número de acidentes causados pelo manuseio de fogos de artifício utilizados nos festejos juninos. Para que o arrasta pé não acabe antes da hora, o Planserv – Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais alerta seus beneficiários sobre cuidados que podem ser tomados na prevenção e no tratamento de queimaduras.

Para evitar problemas, é importante garantir a supervisão constante de crianças durante o manuseio de fogos de artifício. Além disso, a coordenadora de Prevenção do Planserv, Angela Nolasco, sugere que as pessoas fiquem atentas às recomendações dos fabricantes de fogos, evitando comprar os de fabricação caseira ou clandestina ou transportar/armazenar grandes quantidades de artefatos, pois “uma explosão, neste caso, pode ser fatal”. “Não acender fogueiras jogando álcool ou outro líquido inflamável diretamente nas chamas é uma decisão inteligente. Além disso, soltar balões é um crime que pode provocar grandes tragédias”, destacou.

Dicas - De acordo com a enfermeira do Núcleo de Feridas do Planserv, Daniele Vieira, existem três tipos de queimaduras que exigem cuidados diferenciados. Tanto no caso da de primeiro grau, em que a pele fica avermelhada, quanto na de segundo grau, em que há formação de bolhas e a dor é mais intensa, e de terceiro grau, mais grave, é aconselhável lavar a região afetada em água corrente por pelo menos cinco minutos para esfriar a pele, e, em seguida, buscar atendimento médico imediato. “Mesmo que não esteja sentido dor, o paciente queimado não deve remover, por conta própria, tecidos, pólvora, papel ou qualquer objeto que estiver grudado na pele, para não piorar a lesão. Só o médico saberá como fazer isso da melhor forma”, explicou a enfermeira.

Outras dicas importantes são: nunca furar as bolhas, não tocar a área afetada e jamais usar gelo, manteiga, pomadas, borra de café, clara de ovo, creme dental ou qualquer outro produto doméstico, ação que pode piorar a lesão ou causar infecções muito graves. “A queimadura também não pode ser coberta com algodão ou qualquer outro material. E, se as roupas também estiverem em chamas, a pessoa afetada não deve correr. Ao invés disso, deve deitar no chão e rolar. Um lençol ou pano úmido pode ser posto sobre a roupa, mas não sobre a pele queimada”, alertou Daniele.

Tratamento – De acordo com o cirurgião plástico Carlos Briglia, o tratamento de queimaduras deve ser feito por quem entende do assunto. “Especialistas em queimaduras e cirurgiões plásticos capacitados poderão agir de modo a evitar sequelas de queimaduras, tais como a formação de feridas crônicas, perda de partes anatômicas do corpo ou até de membros”, disse.

O médico explicou, ainda, que através de cirurgias plásticas é possível recuperar a função de membros comprometida pela queimadura. “A aparência da pele, porém, nem sempre se recupera plenamente”, concluiu. Conforme o Decreto nº 9552/2005, o Planserv tem cobertura para cirurgia plástica quando comprovadamente necessária para fins de recuperação de algum órgão ou membros.
Ascom | Planserv


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

ENQUETE
Você votaria em quem para presidente?

Álvaro Dias (Podemos)
Ciro Gomes (PDT)
Cristovam Buarque (PPS)
Eymael (PSDC)
Fernando Collor (PTC)
Geraldo Alckmin (PSDB)
Jair Bolsonaro (PSC-RJ)
João Amoêdo (Novo)
Levy Fidelix (PRTB)
Lula da Silva (PT)
Manuela D'Ávila (PC do B)
Marina Silva (Rede)
Valéria Monteiro (PMN)
Outro
Nenhum