.

Notícias do Vale

Notícias da Bahia

Noticias do Brasil

Opinião & Notícias

Audios & Vídeos

O Mundial de Clubes 2023 já tem data e local confirmados. Campeão da Libertadores de 2022, o Flamengo será o representante do Brasil na competição. Ao lado do Real Madrid, campeão da Champions, o Rubro-Negro estreia no torneio já nas semifinais. O Mundial acontece entre os dias 1 e 11 de fevereiro, em Marrocos. As cidades ainda não foram confirmadas oficialmente, mas a tendência é de que sejam Tânger e a capital, Rabat.

Os três primeiros jogos dizem respeito às fases preliminares, que decidirão os times classificados para as semifinais. O chaveamento das partidas será sorteado no dia 13 de janeiro.

01/02 - Jogo 1: Al Ahly x Auckland City (primeira fase)
04/02 - Jogos 2 e 3 (segunda fase)
07/02 - Semifinal 1
08/02 - Semifinal 2
11/02 - Disputa de terceiro lugar
11/02 - Final

O Flamengo entra direto na semifinal, que vai acontecer nos dias 7 e 8 de fevereiro. Caso vença, o Flamengo jogará a final do Mundial de Clubes no dia 11 de fevereiro.

Times classificados

Flamengo (Brasil - América do Sul)
Real Madrid (Espanha - Europa)
Seattle Sounders (Estados Unidos - Concacaf)
Wydad Casablanca (Marrocos - país sede)
Al Ahly (Egito - África)*
Auckland City (Nova Zelândia - Oceania)
Al Hilal (Arábia Saudita - Ásia)**

* O Al Ahly foi vice-campeão da Liga dos Campeões da África, mas ganhou a vaga por que o campeão, Wydad Casablanca, será o representante do país-sede.

A medalhista olímpica e ex-jogadora de vôlei Ana Moser assumiu, oficialmente, o comando do Ministério do Esporte nesta quarta-feira (04/01). Em solenidade de transmissão de cargo, realizada em Brasília, a ministra enfatizou a necessidade de tornar a prática esportiva acessível para todos e de desenvolver o esporte amador. Ela brincou que a missão é mais difícil que a vivida com a Seleção Brasileira nas quadras contra Cuba.

“Muito mais que honra, essa é uma missão que recebo em nome de uma causa, que é garantir o direito de todos ao esporte”, afirmou a ministra. “Este foi o pedido feito pelo presidente: fazer uma revolução no esporte, uma revolução do esporte na educação, na saúde, na assistência social, dentro dos municípios. Oferecer acesso ao esporte e à atividade física na vida de todos e todas, e também desenvolver o esporte amador”, completou.

Para tornar a prática esportiva mais democrática e ampla, Ana Moser acredita que a pasta precisará focar na base da pirâmide. “É inverter a lógica que sempre colocou como prioridade o esporte de rendimento, o topo da pirâmide, de uma estrutura que deveria ser garantidora, na prática, do direito de todos ao esporte que está previsto na Constituição”, defendeu.

A ex-atleta lembrou ainda os altos índices de sedentarismo no Brasil, agravados pela pandemia de Covid-19, e pediu a integração entre as pastas e os poderes públicos. “Sempre foi um grande desafio sensibilizar as lideranças para entenderem realmente o potencial do esporte e defenderem que ele aconteça na vida das pessoas. Precisamos desenvolver a cultura da prática motora, da prática esportiva, inserida nas famílias, nos bairros, nas cidades”, convocou.

“Eu diria que um milagre aconteceu para quem defende o esporte como um direito de todos. Acho que não seria eu nessa cadeira se não fosse essa intenção”, definiu. “Nossa proposta é buscar estratégias, recursos e parcerias para implantar o acesso ao esporte e à atividade física em todo o país, para a maior parte da população que possamos atender”, acrescentou.

A ministra destacou ainda que trabalhará com o Congresso Nacional no avanço da Lei Geral do Esporte e do Plano Nacional do Esporte. “Vamos dar um foco grande na conversa com o Legislativo e com os outros setores para que essas legislações avancem e possam dar a base para termos mais gente praticando esporte”, disse Ana Moser, que ainda aproveitou o evento para homenagear três ídolos brasileiros: Sócrates, Pelé e Isabel Salgado, também ex-jogadora de vôlei e que faleceu em novembro.


Apoio

O Ministério do Esporte volta à Esplanada dos Ministérios com o suporte de outros ex-atletas no comando da pasta. Marta Sobral, duas vezes medalhista olímpica com a seleção brasileira de basquete (prata em Atlanta 1996 e bronze em Sydney 2000), foi anunciada como nova secretária de Esporte de Alto Rendimento. Diogo Silva, um dos maiores nomes do taekwondo brasileiro e ouro nos Jogos Pan-Americanos Rio 2007, integra a nova equipe. A Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor ficará a cargo do professor José Luís Ferrarezi.

“A volta do ministério com uma mulher é perfeita. Fico feliz e arrepiada porque a gente sabe a importância que a mulher tem. A Ana Moser tem projetos sociais e não é de hoje. Ela sabe as dificuldades que o atleta tem”, ressaltou Marta Sobral. “O esporte impacta no SUS, na economia, na segurança pública. Então, ele não pode estar isolado”, ponderou Diogo Silva.

Participaram da solenidade os ex-ministros do Esporte Orlando Silva e Leandro Cruz. Também estiveram os atuais ministros da Educação, Camilo Santana, do Trabalho, Luiz Marinho, da Saúde, Nísia Trindade, da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, da Mulher, Cida Gonçalves, da Igualdade Racial, Anielle Franco, e da Controladoria-Geral da União (CGU), Vinícius de Carvalho.

Engrenagens esportivas

O evento também contou com a presença de diversos representantes de entidades esportivas, que comemoraram a recriação da pasta. “O Comitê Olímpico do Brasil está, como sempre esteve, parceiro do Governo Federal. Felicitamos a Ana Moser pela investidura nesse cargo, importantíssimo para o esporte brasileiro, e parabenizamos o presidente Lula pela escolha e por recriar o Ministério do Esporte, que era uma ausência sentida pelo movimento olímpico”, afirmou o presidente do COB, Paulo Wanderley Teixeira.

“Trazer o esporte para o status de ministério de novo é importante. O esporte é muito mais do que medalha, o esporte é educação. E que bacana ver que a ministra tem essa agenda de fazer com que o esporte de participação e educacional seja de acesso a todos no Brasil”, comemorou o presidente do Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na siga em inglês), Andrew Parsons.

Também estiveram presentes o presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Mizael Conrado, o presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, o presidente do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), Paulo Maciel, o diretor-geral do COB, Rogério Sampaio, treinadores, atletas e ex-atletas.


Perfil

Catarinense de Blumenau, Ana Moser tem 54 anos e é ex-atleta de voleibol. Foi capitã da seleção brasileira de vôlei e conquistou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Atlanta, nos EUA, em 1996. Integrou a equipe vice-campeã mundial em 1994 e conquistou o tricampeonato do Grand Prix. Em 2009, entrou para o Hall da Fama do voleibol.

A ex-atleta é uma das criadoras do Instituto Esporte & Educação (IEE), entidade do Terceiro Setor fundada em março de 2001 e presidida por Ana Moser em 2021. A ONG desenvolve projetos de atendimento direto a crianças e adolescentes em atividades esportivas e socioeducativas, na formação de professores e estagiários, na sensibilização de políticas públicas e no desenvolvimento de metodologia de esporte educacional.

Em 2005, em parceria com o Unicef e com o canal ESPN Brasil, criou a Caravana do Esporte, "movimento de ação e mobilização social pelo direito das crianças ao esporte, ao lazer, à educação e à cultura“.

Ana Moser também atuou à frente da ONG Atletas Pelo Brasil, sendo uma das articuladoras da sociedade civil em prol da Lei Geral do Esporte e do Plano Nacional do Desporto. Na área pública, atuou como diretora do Centro Olímpico do Parque do Ibirapuera, vinculado à Secretaria de Esportes de São Paulo, e integrou o Conselho Nacional do Esporte

As estrelas da 97ª Corrida Internacional de São Silvestre, que ocorreu na manhã deste sábado (31/12), vieram, mais uma vez, de países da África. Atletas de Quênia, Uganda, Etiópia e Tanzânia dominaram o pódio da tradicional prova que encerra o ano esportivo brasileiro. Entre as mulheres, a queniana Catherine Reline, de apenas 20 anos, liderou os 15 km da corrida de ponta a ponta e venceu a São Silvestre 2022 com o tempo de 49min39s. Entre os homens, a vitória foi de Andrew Kwemoi, que se tornou o primeiro campeão de Uganda, com o tempo de 44min43s.

Os brasileiros mais bem colocados foram Jenifer Nascimento (54min02s), no feminino, e Fábio Jesus Correia (46min13s), no masculino, ambos subindo ao pódio na quarta colocação. Fábio ainda emocionou o público que acordou cedo para assistir à prova pela Globo ao homenagear a mãe, que morreu em 2020.

O Brasil não sobe ao lugar mais alto do pódio em uma São Silvestre desde 2010, quando Marílson dos Santos venceu a prova masculina. Na feminina, a última campeã brasileira foi Lucélia Peres, em 2006.

Pódio feminino

  1. Catherine Reline Amanang Ole (Quênia) - 49min39s
  2. Wude Ayalew Yimer (Etiópia) - 50min01s
  3. Kebebush Yisma Ewoldemariam (Etiópia) - 52min57s
  4. Jenifer Nascimento (Brasil) - 54min02s

Pódio masculino

  1. Andrew Rotich Kwemoi (Uganda) - 44min43s
  2. Joseph Tiophil Panga (Tanzânia) - 45min17s
  3. Maxwell Kortek Rotich (Uganda) - 45min42s
  4. Fabio Jesus Correia (Brasil) - 46min13s

Os brasileiros que querem tentar a sorte para começar 2023 com um dinheiro extra na conta têm até este sábado, dia 31, para apostar na Mega da Virada. O prêmio está estimado em R$ 500 milhões, o maior valor da história, segundo a CAIXA. As apostas podem ser feitas até às 17h. O sorteio acontece também no sábado, às 20h.

Para apostar, basta preencher o volante específico da Mega da Virada 2022 com seus números da sorte, em uma das mais de 13 mil lotéricas CAIXA espalhadas pelo Brasil.

Se preferir, pode fazer pelo portal Loterias CAIXA ou no aplicativo Loterias CAIXA, disponível gratuitamente para usuários IOS e Android. Quem é cliente do banco também pode apostar pelo Internet Banking.

Desde a primeira edição, em 2009, a Mega da Virada já premiou 111 apostas que acertaram as seis dezenas milionárias. Segundo a CAIXA, se apenas um ganhador acertar as seis dezenas da Mega da Virada 2022 e aplicar o prêmio na poupança do banco, vai receber R$ 3,4 milhões por mês, somente em rendimentos.

O eletricista Lindauro Alves conta que sempre faz uma ‘fezinha’ na Mega da Virada e já tem planos para usar o dinheiro, se for o sortudo da vez.

“Já ganhei 4 quadras de R$ 600 [na Mega da Virada] e, agora que esse prêmio é o maior, não vou desistir de jogar. Se ganho uma bolada dessa, realizo o sonho dos meus dois filhos e o meu, que é comprar uma fazenda e uma ‘caminhoneta’ boa.”

Para jogar na Mega da Virada, é só marcar de 6 a 20 números dentre os 60 disponíveis no volante. O apostador ainda pode deixar que o sistema escolha os números por meio da opção de jogo Surpresinha. O preço da aposta simples, com 6 números, é R$ 4,50.

Para aumentar as chances de ganhar o prêmio, também é possível escolher a opção Bolão Caixa, com preço mínimo de R$ 10, sendo que cada cota não pode ser inferior a R$ 5. É possível fazer um bolão de no mínimo 2 e no máximo 100 cotas. Vale ressaltar que o Bolão CAIXA só é comercializado presencialmente nas Lotéricas CAIXA, com toda a segurança e com a entrega do recibo original de cota. Não há canais eletrônicos para o Bolão.

Morreu aos 82 anos na data tarde desta quinta-feira (29/12), Edson Arantes Nascimento Pelé, o maior jogador da história, aos 82 anos. Tricampeão mundial com a seleção brasileira, descobriu um câncer de cólon em setembro de 2021. Ele estava internado desde o dia 29 de novembro no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo para reavaliação da quimioterapia contra o tumor de cólon e o tratamento de uma infecção respiratória.

A família ainda não divulgou detalhes sobre o velório, mas uma estrutura foi montada na Vila Belmiro nos últimos dias para receber a vigília. O sepultamento ocorrerá em Santos.
 
 


 
 

Oito clubes e dezoito ligas municipais amadoras de futebol do estado comemoram, neste mês de dezembro, mais um ano de fundação com muita festa. Dentre os mais velhos, estão o São Cristovão, Redenção e Botafogo Esporte Clube. Juazeirense e Serrano, atualmente na primeira divisão, também comemoram mais um ano de muitas conquistas. 

A FBF, através do presidente Ednaldo Rodrigues, parabeniza e saúda a todos os filiados e seus torcedores pela passagem da importante data e os agradece pela contribuição ao crescimento do futebol baiano.

Clubes:

1/12/1993     Jacobina Esporte Clube
2/12/1945     Redenção Futebol Clube
11/12/2001     Palmeiras Nordeste Futebol Ltda.
12/12/2006     Sociedade Desportiva Juazeirense
13/12/1927     São Cristóvão Esporte Clube
19/12/1928     Botafogo Esporte Clube
20/12/1985     Ass. Atlética Sisal Bonfinense
22/12/1979     Serrano Sport Club
 

Ligas:
3/12/1981     Liga Desportiva Mairiense
7/12/1976     Liga Esportiva de Pau Brasil
10/12/1982     Liga Coaraciense de Futebol
10/12/1984     Liga Desportiva de Itagibá
10/12/1984     Liga Desportiva Mundonovense
12/12/1986     Liga Uruçuquense de Futebol Amador
13/12/1985     Liga Desportiva de Igaporã
15/12/1984     Liga Aurelinense de Futebol
16/12/1973     Liga Desportiva de Vera Cruz
17/12/1996     Liga Esportiva de Cândido Sales
19/12/1964     Liga de Futebol de Acajutiba
19/12/1988     Liga Desportiva de Campo Formoso
20/12/1960     Liga Santestevense de Futebol
20/12/1969     Liga Esportiva Paratinguense
21/12/1980     Liga Jitaunense de Futebol
23/12/1983     Liga Pombalense de Desportos
29/12/1986     Liga Itiruçuense de Futebol
31/12/1986     Liga Desportiva Varzeana
 

A manhã deste domingo (18/12)  com diversos eventos esportivos em Itiruçu. Entre os eventos o Moto Fest Grau,  foi destaque devido ser inédito na cidade de Itiruçu. A rua Juraci Magalhães foi interditada para que os  motociclistas mostrarem suas apresentações que consistiram  com a demonstração de diversas manobras.

Apesar da reclamações de alguns moradores o eventos teve uma boa presença de publico que apreciaram as manobras radicais dos motociclistas.  

Diversos modelos  e cilindradas de motos participaram do eventos com motociclistas de Itiruçu e região. Algumas modificadas para fazerem as manobras  que  ainda contou com a interação do público, que admiravam a apresentação dos motociclistas.

O evento  foi realizado na manhã deste domingo. Segundo a Policia militar após o termino do evento , muitas reclamações da população local por som alto e Motocicletas com descarga adulterada. O que foi necessários ação militar para manter as devida ordem. Isto aconteceu apenas do fim do evento.

O domingo esportivo em Itiruçu, ainda teve Corrida de argolinha e uma torneio de futebol no estádio Fontourão.


OUÇAWEB RÁDIO ITIRUSSU

Anúncios

alt=”atributo alt aqui” />

Facebook