Polícia oferece R$ 5 mil por pistas de assassinos de delegado - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre a leucemina

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Opinião: O primeiro discurso da ministra do STF em 2018

Na sessão solene que marcou a abertura do Ano Judiciário de 2018, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, disse na manhã desta quinta-feira, 1, que é ”inadmissível e inaceitável desacatar a Justiça” e que sem ”Justiça não há paz”. ”Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão judicial pela qual se aplica o direito. Pode-se buscar reformar a decisão judicial, pelos meios legais, pelos juízos competentes. É inadmissível e inaceitável desacatar a justiça, agravá-la ou agredi-la. Justiça individual fora do Direito não é justiça, senão vingança ou ato de força pessoal”, discursou Cármen. ”Sem liberdade, não há democracia. Sem responsabilidade, não há ordem. Sem justiça, não há paz”, completou a presidente do STF... CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Polícia oferece R$ 5 mil por pistas de assassinos de delegado

Por: Redação Itiruçu Notícias - segunda-feira, 15 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

O delegado Fábio Monteiro foi encontrado morto próximo à Favela do Arará, na Zona Norte do Rio de Janeiro


Denúncia e a Secretaria de Estado de Segurança do Rio de Janeiro ofereceram uma recompensa de 5.000 reais a quem der alguma informação que levem à identificação e prisão dos assassinos do delegado Fábio Henrique Monteiro, de 38 anos, baleado na última sexta-feira )12).
A central de atendimento colhe denúncias sobre crimes através das ligações anônimas e repassa os relatos às autoridades competentes. Um dos criminosos já foi identificado. A Polícia Civil tenta localizar Wendel Luis Silvestre por ter participado do crime. Ele já era considerado foragido da Justiça por ter outro mandando de prisão expedido em aberto, acusado de tráfico de drogas. Qualquer pistas sobre o paradeiro dele também valem a recompensa.
O corpo do delegado foi sepultado neste sábado(13) no mausoléu da instituição, no bairro do Caju. Monteiro trabalhava na Central de Garantias Norte (CG), unidade que otimiza os flagrantes policiais. Era professor de direito da Acadepol, ex-agente da Polícia Federal e pai de dois filhos.
A polícia guarda em sigilo as informações já coletadas para não atrapalhar as investigações, mas uma hipótese é que ele tenha reagido a um assalto e foi executado. Ele foi encontrado com várias marcas de tiros no porta-malas de seu carro na Praça Dario Rogério, perto do viaduto de Benfica e das favelas do Arará e do Jacarezinho, na zona norte. 
O local fica a menos de dois quilômetros da Cidade da Polícia, complexo de unidades da Polícia Civil, onde Monteiro operava.
O crime desencadeou operações no Arará e no Jacarezinho e dezenas de suspeitos foram levados para prestar do depoimento.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

ENQUETE
Você votaria em quem para presidente?

Álvaro Dias (Podemos)
Ciro Gomes (PDT)
Cristovam Buarque (PPS)
Eymael (PSDC)
Fernando Collor (PTC)
Geraldo Alckmin (PSDB)
Jair Bolsonaro (PSC-RJ)
João Amoêdo (Novo)
Levy Fidelix (PRTB)
Lula da Silva (PT)
Manuela D'Ávila (PC do B)
Marina Silva (Rede)
Valéria Monteiro (PMN)
Outro
Nenhum