Arrow


O município de Itiruçu mantém suspenso, por  30 (trinta) dias, os eventos que impliquem em aglomeração de pessoas, e que necessitem ou não de autorização ou licença do Poder Público, abrangendo o decreto foi publicado nesta segunda-feira (06). Veja quais eventos são proibidos:

I. festas, comemorações, formaturas, seminários, encontros e congêneres;
II. eventos esportivos em qualquer modalidade;
III. eventos artísticos, cívicos, políticos, religiosos e culturais;
IV. festas particulares;
V. clubes, casas de show e espetáculos de qualquer natureza;
VI. reuniões em associações;
VII. bares;
VIII. academias, centros de ginástica e estabelecimentos de condicionamento físico;
IX. todos os estabelecimentos comerciais e galerias, bem como quaisquer eventos e pontos comerciais congêneres com qualquer potencial de aglomeração e circulação de pessoas.

Ainda prosseguem suspensa a realização de velórios, até o dia 30 de abril, devendo ocorrer o funeral de forma que não ultrapasse a quantidade de 20 (vinte) pessoas, restritos a familiares.
Os encontros religiosos de qualquer natureza estarão suspensos, independente da quantidade de pessoas,  até a  data citada podendo tal prazo ser prorrogado. 

Outra medida anunciada pela Prefeitura de Itiruçu é que   transporte alternativo que poderá funcionar das 6:00 às 12:00 horas, devendo ter o número de vagas diminuídas pela metade, afim de evitar aglomerações.
Os proprietários dos veículos deverão disponibilizar o uso do álcool gel 70% para os passageiros e, após cada transporte, fazer a higienização de todos os assentos.
Quanto ao transporte de feirantes, no âmbito do Município de Itiruçu, fica suspenso até o dia 30 de abril, podendo tal prazo ser prorrogado. 
Itiruçu Notícias | Imagem reprodução
Mais medidas aperta o cerco contra o coronavírus em Itiruçu.  A Prefeitura  mantém  suspensas por  60 (sessenta) dias, as férias e licenças prêmio dos servidores públicos municipais que atuem no âmbito da Saúde, Segurança, Defesa Civil e Infraestrutura.

Ainda  permanecem suspensas, até o dia 30 de abril, podendo ser prorrogadas as atividades educacionais da rede de ensino pública e privada; as atividades relacionadas aos Programas Sociais do Serviço de Convivência e Fortalecimentos de Vínculos, CRAS e Criança Feliz.
Ficam mantidos os serviços da Secretaria Municipal de Saúde, com observância
das seguintes medidas: Estão suspensas as consultas e procedimentos eletivos fora do domicílio;  as viagens para Tratamento Fora do Domicílio serão ofertadas exclusivamente aos pacientes oncológicos e renais crônicos;  os procedimentos de cadastramento do Cartão SUS e marcação de consultas e exames serão realizados na respectiva Unidade de Saúde de referência.

Segundo medidas do poder municipal será composta equipe multidisciplinar de apoio às Unidades de Saúde para atendimento domiciliar dos pacientes em isolamento. Estão suspensas as atividades de palestras, academia da saúde, ballet e ações em grupo;

A marcação de viagem para pacientes do TFD será realizada de forma presencial na sede da Secretaria Municipal de Saúde; a confirmação da viagem será realizado através de contato telefônico, cujos números deverão ser divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde.
Itiruçu Notícias | Imagem reprodução 
A Bahia registra 437 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), o que representa 6,7% do total de casos notificados. Até o momento, 2.511 casos foram descartados e houve dez óbitos, sendo 08 no município de Salvador (05 idosos do sexo masculino, 01 idosa do sexo feminino, 01 pessoa do sexo masculino de 55 anos e 01 pessoa de 41 anos do sexo feminino), 01 óbito no município de Utinga (sexo masculino, 80 anos) e 01 no município de Itapetinga (sexo feminino, 28 anos). A letalidade foi de 2,28%.

Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 17 horas desta segunda-feira (6). Ao todo, 83 pessoas estão recuperadas e 46 encontram-se internadas, sendo 26 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.
Itiruçu Notícias |  Imagem Reprodução

Itiruçu: Veja os comercios que podem funcionar com portas abertas
O  Município de Itiruçu publicou nesta segunda-feira (06) novas medidas preventivas para o enfrentamento da emergência decorrente da Pandemia do Coronavírus (COVID-19). As providências estão sendo tomas no sentido de contenção adequada da disseminação ou impedir que esta ocupe patamares que produzam o caos na rede municipal de saúde.

Neste intuito foi  prorrogado  por mais 10 (dez) dias, o fechamento do comércio em geral, exceto as seguintes atividades comerciais tidas como essenciais:

I. supermercados, mercados e mini-mercados;
II. padarias;
III. farmácias e drogarias;
IV. postos de combustíveis;
V. lojas de Insumos médicos e hospitalares;
VI. distribuidoras de água, gás, bebidas e refrigerantes;
VII. funerárias;
VIII. lojas de Insumos agrícolas e produtos veterinários;
IX. laboratórios;
X. restaurantes localizados em margens de rodovias;
XI. açougues;
XII. feiras livres;
XIII. hotéis, pousadas e motéis;
XIV. centros de abastecimento de alimentos;
XV. frigoríficos;
XVI. estabelecimentos relacionados à cadeia produtiva de gêneros alimentícios;
XVII. clínicas veterinárias;
XVIII. segurança privada;
XIX. bancos, lotéricas e cooperativas de crédito;
XX. lojas de material de construção, vidraçarias, marmoraria, serrarias, serralherias e todos os demais estabelecimentos relacionados à cadeia produtiva da construção civil;
XXI. lojas de autopeças, borracharias, oficinas mecânicas e demais estabelecimentos relacionados á manutenção de veículos automotores;
XXII. óticas. 

Poderão funcionar, de portas fechadas, exclusivamente em regime de delivery, os seguintes estabelecimentos:
I. restaurantes, lanchonetes, quiosques e trailers de comercialização de alimentos;
II. distribuidoras de gás, distribuidoras de água e bebidas, lojas e distribuidoras de produtos essenciais à produção e acondicionamento de alimentos e distribuidoras de material de limpeza;
III. de telefonia e tecnologia.
Estes estabelecimentos, em hipótese alguma, haver consumo no local.  A autorização me venda delivery será exclusivamente em entrega de bens e serviços a domicílio.

Poderão funcionar, mediante agendamento individual, com horário preestabelecido, não podendo, em hipótese alguma, haver pessoas nas salas de espera:

I. clínicas odontológicas;
II. clínicas de psicologia e terapia ocupacional;
III. clínicas de fisioterapia, excetuando os serviços de pilates e estética;
IV. clínicas médicas;
V. salões de beleza;
VI. barbearias;
VII. escritórios de contabilidade;
VIII. escritórios de advocacia;
IX. pet shop.

Nestes serviço só será permitido acompanhantes apenas para os menores de idade e idosos. Os serviços de manicure e pedicure poderão ser prestados no domicílio do solicitante.

Os demais estabelecimentos comerciais e de serviços,  deverão permanecer fechados pelo prazo de 10 (dez) dias, sendo terminantemente proibido o seu funcionamento, mesmo em regime interno, de portas fechadas ou serviço de delivery.


O Ministério da Educação (MEC) informa que busca alternativas, em conjunto com o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), para destinar os alimentos em depósito nas escolas públicas aos estudantes que estão com aulas suspensas por conta do coronavírus

Em constante diálogo, o MEC e o Fundo Nacional de Desenvolvimento de Educação (FNDE) querem permtir que as secretarias de Educação definam como e com qual frequência haverá a distribuição dos alimentos, seguindo protocolos para evitar aglomerações de pessoas e contaminação da doença. Para isso, porém, buscam segurança jurídica para qualquer decisão. As pastas se reuniram nesta semana com o Consed e a Undiem e um novo encontro está previsto para os próximos dias.

Por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), o FNDE, vinculado ao ministério, já repassou R$ 763 milhões às escolas neste ano para compra de diversos itens, como arroz, feijão e macarrão, que estão em depósito.

A maior parte dos recursos do programa - mais de R$ 3 bilhões -, no entanto, ainda não foi para os estados e municípios. O MEC e as duas entidades que representam a comunidade escolar analisam como será feito o repasse em conformidade com as normas legais. O objetivo é não deixar os 40 milhões de estudantes atendidos pela iniciativa sem refeição durante o período de suspensão de aulas, definido por cada estado e município.

O MEC e as duas entidades que representam a comunidade escolar, em conformidade com a legislação que regulamenta a matéria, estudam uma forma de buscar atender as necessidades dos alunos beneficiários do PNAE.
Itiruçu Notícias |  Informações via MEC/FNDE
Sapeaçu: Prefeitura cobrar atestado de residencia para ter acesso a cidade
Apesar de ainda não ter casos de coronavírus registrados em Sapeaçu, a prefeitura da cidade decidiu exigir a apresentação de um comprovante de residência para liberar a entrada de veículos. A medida, anunciada nas redes sociais da gestão municipal, começa a valer a partir da próxima segunda-feira (6).

”Em virtude de não permitir a entrada de outras pessoas no município, as equipes da barreira de isolamento estarão exigindo o comprovante de residência para os motociclistas e automóveis”, diz o anúncio publicado no Instagram nessa sexta (3).

A prefeitura defende o isolamento social, recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), para conter a rápida disseminação do vírus.

Também na rede social, a gestão atualizou seu boletim de monitoramento da Covid-19. Eles possuem apenas um caso suspeito, advindo de outro município, e aguardam o resultado do exame. Todo o estado possui 290 casos de coronavírus, com sete mortes. 
Itiruçu Notícias | Com informações do Bahia Notícias
Empresa chinesa cancela compra de respiradores do governo da Bahia
Uma empresa chinesa que não teve o nome revelado cancelou a compra de 600 respiradores artificiais pela Bahia. O material já estava a caminho do Brasil e fez uma conexão em Miami, nos Estados Unidos, e ficou retido lá. A informação foi revelada pela Folha de S. Paulo e confirmada ao Correio pelo governo baiano.

A desconfiança é que o material possa ter sido adquirido pelo governo norte-americano. Na última quarta-feira (1°/4), O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), disse que contratos do governo brasileiro com empresas da China para compras de equipamentos foram desfeitos após os Estados Unidos enviarem mais de 20 aviões cargueiros para adquirir os mesmos itens. "As nossas compras, que tínhamos expectativa de concretizar para poder abastecer, muitas caíram", explicou.

O governo da Bahia informou que, neste momento, está buscando novos fornecedores. Depois das recentes tentativas frustradas de compras canceladas, o ministro da Saúde garantiu, nessa quinta-feira (2/4), que irá acionar a Força Aérea Brasileira (FAB) e as empresas de aviação nacional caso haja a necessidade de buscar os insumos.
Itiruçu Notícias |  Fonte Correio Brasiliense

PUBLICIDADE



 Gilnar