Arrow

Terça-feira às 19:30hs: Transmissão da Sessão da Câmara WebRádio Conexão Virtual - Itiruçu Notícias is on Mixlr

On LINE : Programação do GS SOM

Versículos Bíblicos  


Acesse e curta nossa FAN PAGE

Seguidores do Google+

Apoiar propostas de dinamização cultural em espaços públicos e privados é o objetivo do Agitação Cultural: Edital de Dinamização em Espaços Culturais, que foi lançado nesta terça-feira (01), no Palácio Rio Branco, em evento que contou com a participação do governador Rui Costa, do secretário de Cultura Jorge Portugal, de autoridades e da comunidade cultural. O investimento será de R$ 15 milhões, com recursos do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA), e contemplará ações de qualquer segmento cultural que aconteçam com frequência mínima de uma vez por mês, em um período de três a seis meses, sendo o teto de apoio por proposta de R$ 150 mil. Os projetos devem ser realizados de janeiro a julho de 2016. As inscrições contemplam pessoas físicas e jurídicas e podem ser feitas de 02 a 30 de setembro, pelos sites www.cultura.ba.gov.br e http://siic.cultura.ba.gov.br/

“A grande riqueza da Bahia é a sua gente, a sua cultura. Somos referência no país inteiro. Nós temos que dar espaço às artes e culturas, como forma de combater a violência e de gerar empregos e transformação social. Elas são alimento da alma e vetor de desenvolvimento econômico”, ressaltou o governador Rui Costa durante o evento, que contou com apresentação do cantor e compositor Raimundo Sodré, cujo CD Os Girassóis de Van Gogh teve apoio financeiro do Fundo de Cultura.

O conceito ampliado de espaço cultural e o investimento elevado do mecanismo de fomento na Bahia, comparado ao de outros estados, foram destaques na apresentação do secretário Jorge Portugal. “Nossa prioridade, este ano, foi pagar os valores de editais anteriores que estavam em aberto, e isso foi feito. Mas estávamos determinados a celebrar os dez anos Fundo de Cultura com novidades. Por isso, resolvemos ampliar o Edital de Dinamização de Espaços Culturais, com esse novo formato e investimento maior”, afirma Jorge Portugal.

As propostas podem ser realizadas em espaços culturais convencionais – como um teatro, um museu, um arquivo público ou biblioteca – e também em espaços que funcionam ou possuem possibilidades reais para funcionar como centros e elos de difusão, fruição, formação e produção de conteúdos artístico-culturais, com ambientes capazes de abrigar ações culturais abertas à população, como shows, espetáculos, exposições, exibições audiovisuais, realização de oficinas, dinâmicas sócio-educativas de conteúdo cultural e outras atividades afins. Dessa forma, uma praça, um salão paroquial, um terreiro ou uma aldeia também poderão ser incluídos.

 “A ideia é envolver todos os elos da cadeia produtiva da cultura. Através dessa circulação, queremos atingir os 27 territórios de identidade do Estado e, inclusive, fazer circular muito do que ajudamos a produzir através do Fundo ao longo dos últimos anos”, explica o superintendente de Promoção Cultural da SecultBA, Alexandre Simões. Um dos objetivos da seleção é contribuir para manter a vivacidade cultural e incentivar a utilização mais intensa dos espaços culturais do estado, em especial os gerenciados pela própria Secretaria. O investimento é dez vezes superior ao destinado ao edital Dinamização de Espaços Culturais do ano passado, fonte de inspiração para a proposta que incorporou um novo conceito de espaço cultural e novas formas de ocupação. “Os editais setoriais temáticos retornam em 2016”, informa o superintendente.

Parcela Única - As propostas do Agitação Cultural: Edital de Dinamização em Espaços Culturais envolvem iniciativas de baixo, médio e alto orçamento. Para que as produções disponham de lastro financeiro que garanta a ocupação dos espaços, o pagamento será feito em parcela única, após a assinatura do Termo de Acordo e Compromisso (TAC).

A SecultBA irá monitorar a execução das ações pactuadas e será gerada uma programação artística e cultural que merecerá todo o suporte de comunicação e divulgação em todas as regiões do Estado, estimulando o acesso e a fruição. A seleção buscará contemplar propostas nos 27 territórios de identidade. Caso não haja propostas inscritas ou pré-selecionadas suficientes para seguir esta regra, serão priorizadas as propostas melhor avaliadas, independentemente de território.

Culturas Populares e Incentivo a Ações Municipais - Além do edital Dinamização em Espaços Culturais, a SecultBA prepara dois outros importantes: de Premiação para Culturas Populares, voltado para mestres, grupos e entidades das culturas tradicionais e de Incentivo a Ações Municipais. Ambos ainda serão submetidos à Procuradoria Geral do Estado.

As inscrições para a segunda seleção do edital Mobilidade Artístico Cultural 2015 estão abertas até o dia 07 de setembro. O edital recebe propostas de iniciativas de residência, de formação, de intercâmbio e de difusão artístico-cultural no Brasil e no exterior. O certame oferece suporte financeiro a artistas e promotores culturais selecionados possibilitando que tenham experiências em outros países e estados brasileiros. As atividades propostas devem acontecer entre fevereiro e abril de 2016, e as inscrições podem ser realizadas por meio de envio de documentação via Correios. No total, serão duas seleções em 2015, com o investimento de R$ 500 mil, via Fundo de Cultura do Estado da Bahia.

Sobre o Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias Estaduais de Cultura e da Fazenda da Bahia e tem como mantenedoras as empresas Oi e Coelba. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.

Na manhã desta terça-feira 1º de setembro de 2015, aconteceu um ato cívico em frente à prefeitura de Itiruçu  em homenagem ao aniversario de emancipação política de Itiruçu.

Com a presença da Prefeita interina  Dra Rita Novaes, do Presidente da câmara Robson Mauro, os  vereadores  Paulo Ezio ,  Gilmar Machado Junior ,  secretários, e populares, foi hasteada as bandeiras ao entoar o hino nacional brasileiro.

Em seguida a Vice-prefeita convidou todos para a reinauguração do memorial aos Italianos localizado na Casa da Cultura na Praça Vivaldo Bastos, onde estão expostos equipamentos agrícolas , fotos e utensílios oriundos da época da colonização Italiana  em Itiruçu  . No momento tudo com fundo musical de canções italianas .

1º de setemdro 2015

Ainda não é desta vez que  Itiruçu  terá o coeficiente aumentado no FPM , a expectativa era boa , mas  traz porem segundo dados do IBGE , esta noticias deve demorar mais um pouco a se tornar realidade. A  estimativa da população 2015 População estimada 13.336 pessoas Fonte: IBGE

O município de Itiruçu ainda não teve o coeficiente aumentado no FPM  como se previa,  a expectativa era boa , porem segundo dados do IBGE , esta noticia deve ter alguns capítulos a mais , para se tornar realidade.
A estimativa da população de Itiruçu em 2015 é de 13.336 pessoas (Fonte: IBGE),  números insuficientes para sai dos 0.8% para 1,0% que no caso necessitaria de ter 13.585 habitantes. Ficam faltando 278 habitantes para aumenta os valores dos recursos do FPM  para 1,0%.
Um caso curioso é o do municipio de Maracás que pode perder dinheiro  para do recurso do FPM de 1.4 para 1.2 por causa de 22 habitantes a menos.
Mas os  municípios pode ainda entrar com recurso junto ao IBGE e tentar aumentar sua população e seus recursos para o próximo ano. Os municípios terão o prazo de 20 dias, a contar da divulgação, e poderão contestar a estimativa do IBGE, devido a uma conquista da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Nesta segunda-feira (31), o veiculo Palio Adventure Bege, placa policial JRW 6685 licenciado em  Lafaiete Coutinho, que foi roubado o dia 11 de julho de 2015 em frente ao batalhão da PM, em Itiruçu, de propriedade de Ailton Andrade conhecido por "Ailtinho de Jú",  foi recuperado  pela policia de Vitoria da Conquista.

Segundo informações  o veiculo provavelmente   teria sido vendido a um cidadão como veiculo  "pocado", porem em uma blitz  o carro teria sido abordado e multado  por falta do uso de cinto de segurança.  O prefeito de de Lafaiete Coutinho Zenildo Santana (Zé Coca) o qual o veiculo ainda está vinculado  teria recebido através de um aplicativo  a multa, em contato com o policial Civil Ramon   manteve contatos com a policia de Vitoria da Conquista  que prendeu o veiculo.
"Ailtinho de Jú", seu irmão Jó , juntamente com o policial Civil Ramon foram a Vitoria da Conquista e trouxeram o veiculo, que de seu estado original foram trocados os jogos de rodas e retirado o som automotivos avaliado me cinco mil reais.
No regaste do veiculo imagens foram flagradas no pátio onde ficam os veículos apreendidos  na delegacia de Vitória da Conquista de uma Moto CG 150  com de Placa JRG 4102 com licenciamento de Itiruçu, não foi informado quais razões da prisão da moto e de seria o proprietário.

Policiais Militares do 19° BPM, em parceria com a Guarda Municipal de Jitaúna realizaram durante a manhã de hoje (31), a operação de combate à criminalidade. A ação policial teve inicio as 08h e foi até as 10h40minh retornando às 14h até as 17h30min.

Segundo informações, essa abordagem tem como objetivo coibir a circulação de armas e drogas, dentre outras práticas delituosas por parte de indivíduos mal-intencionados vindo de outros municípios.

O trabalho de abordagem e revista a veículos e seus ocupantes, são realizados em diversos pontos estratégicos da cidade e, em estradas e rodovias de acesso, como a BR 330 que liga Jitaúna ao município de Jequié dentre outras localidades.

Foram abordados e revistados: 05 ônibus, 15 carros de passeio, 11 motos e diversas pessoas. Foram apreendidas três motos e duas armas brancas, dois menores que estavam de posse das armas brancas, foram ouvidos e liberados. Não houve apreensão de ilícitos e nem prisão durante a operação. AInda segundo as informações as ações de combate ao crime irão acontecer constantemente no município.

As associações e cooperativas de agricultores familiares da Bahia já podem cadastrar as manifestações de interesse para a seleção dos editais do projeto Bahia Produtiva, da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), a partir desta terça-feira (1º).

Para fazer a inscrição, basta acessar o site www.car.ba.gov.br, basta se cadastrar e preencher o formulário online da Manifestação de Interesse.  Lá, está disponibilizado todo o conteúdo dos três editais de chamadas públicas de apoio a subprojetos socioambientais, da cadeia produtiva da apicultura e meliponicultura e da bovinocultura de leite.

O investimento total dos editais é de R$ 80 milhões, recursos do Estado e do Banco Mundial. Serão beneficiados agricultores familiares, empreendedores da economia solidária, povos e comunidades tradicionais e famílias assentadas de reforma agrária dos 27 Territórios de Identidade.

Os editais

O edital de Apoio a Subprojetos Socioambientais tem o valor total de R$ 40 milhões e tem como meta apoiar no mínimo de 150 subprojetos. Para proponentes de comunidades indígenas, comunidades quilombolas e comunidades de fundo e fecho de pasto, será reservado investimento mínimo de 25% do total dos recursos do Edital (R$ 10,8 milhões).

Já o edital de Apoio a Subprojetos da Cadeia Produtiva da Apicultura e Meliponicultura e o edital de Apoio a Subprojetos da Cadeia Produtiva da Bovinocultura de Leite totalizam o investimento de R$ 20 milhões cada. Ambos apoiarão no mínimo de 50 subprojetos. Esses editais asseguram os recursos para investimentos em Assistência Técnica (ATER) e em Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (CEFIR) para todos beneficiários, desde que já não estejam contemplados.

Bahia Produtiva

O Bahia Produtiva realizará ações voltadas para integrar a produção às agroindústrias, assim como para agregação de valor e acesso aos mercados. Entre os objetivos do projeto estão a inclusão produtiva e o acesso a mercados, segurança alimentar e nutricional, melhoria do acesso ao serviço de abastecimento de água e saneamento, infraestrutura básica necessária para apoiar a produção e a comercialização, entre outros. 

A primeira penetração do território do município data de aproximadamente de 1823 quando, perseguido pela guerra de “Mata Marotos”, José Antônio Braga, de nacionalidade portuguesa, ocupou grande área no Sudoeste baiano, ficando conhecido como MORRO GRANDE, tornando-se de seu domínio particular, e assim foi registrado na forma de Lei de Terra de 1853. 
Ao Sul de Morro Grande, e a uma distância aproximada de uma légua, está a Lagoa de Tiririca, onde se localizou Salustiano de Barros, que realizou abertas, fez roças, rasgou picadas a guisa de entradas e construiu sua casa de residência. Após algum tempo, vendeu sua posse a José Noberto de Barros, que por sua vez a transferiu para Guilherme do Eirado Silva, que havia se instalado na “Toca da Onça”, atualmente Jaguaquara, que afinal a vendeu a João de Souza Brandão, aqui chegado em 03 de janeiro de 1901. 
Com o espírito empreendedor e prático, João Brandão imprimiu à propriedade Lagoa da Tiririca um novo e vital impulso, aumentando as abertas e desenvolvendo a lavoura cafeeira, rasgou novas estradas, construiu numerosas casas com início de ruas, como sejam: Rua da Lancha, atualmente Rua Teixeira de Freitas; Rua das Flores, hoje Rua Pedro Ribeiro; Rua do Paraíso, hoje Rua Presidente Vargas; Rua Vera Cruz, hoje Rua Auro Rocha. Em 30 de maio de 1904, na Praça da Liberdade (hoje Praça Vivaldo Bastos) foi construída por seu punho e trabalho de todos os familiares, a capela primitiva de invocação a São João, passando depois à Capela de Santo Antônio e, posteriormente, Capela de São Roque. Hoje, esta Capela não existe mais. Foi derrubada, e em seu lugar construíram dois prédios, onde funcionam a Farmácia Confiança e o Bar de Tico Brandão. Continue lendo !
Outros Links:

Relação dos Prefeitos do municipio de Itiruçu
Lista com os nomes dos vereadores de Itiruçu
Manifestações e datas Artísticas e Socioculturais
História do Tradicional São Pedro de Itiruçu
Datas comemorativas e feriado municipais
Imagens de Prédios Históricos de Itiruçu 
História do Distrito de Upabuçu em Itiruçu

Publicidade

 photo dra rita coacutepia_zpsxcdxnsbz.png