ITIRUÇU NOTÍCIAS | O seu portal online de notícias !
Arrow
Versículos Bíblicos  


Acesse e curta nossa FAN PAGE



Na sessão do dia 24 de abril, Odilon Rocha do PMDB, em seu pronunciamento questionou o valor do salário dos vereadores. "O valor que o vereador ganha aqui, se ele não for corrupto, ele mal se sustenta durante o mês", disse Odilon, O vídeo com a declaração circula pela  redes sociais e foi alvo de reclamações de moradores do município e que mostra a realidade dos reapresentantes do povo por todo Brasil..
Cada um dos 15 vereadores de Parauapebas recebem o valor bruto de R$ 10.013,00 de salário, antes dos descontos de impostos. Os vereadores ainda tem direito aos valores de R$ 2.800,00 para custear despesas com combustível e R$ 1.00,00 para despesas com telefone, totalizando o valor de R$ 13.813,00, que equivale a 17 salários mínimos.
Além deste valor, os vereadores ainda tem direito a uma caminhonete alugada pela câmara e diárias para viagens, que variam de R$ 300,00 a R$ 800,00.
Assim com  Parauapebas, outros municípios a população devem também se questionar o que  vereador faz em sua cidade. Dá nomes de ruas, titulo cidadão , indicações para fazer  redutores de velocidade? Este é o vereador que você quer?
Veja Vídeo:

Diante das referências ao senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, nas conversas entre o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, e os senadores Romero Jucá e Renan Calheiros, o ex-ministro Jaques Wagner (PT) cobrou respostas sobre o caso.

"É a segunda vez apenas nesta semana que o nome de Aécio Neves surge em circunstâncias no mínimo suspeitas. O candidato derrotado procurou Renan Calheiros para saber se haveria alguma coisa a mais contra ele na Lava Jato. Segundo Renan, o tucano estaria com medo. O Brasil, então, quer saber: do que tem medo Aécio Neves? O país aguarda respostas", afirmou.
No áudio divulgado ontem pela Folha, o presidente do Senado diz a Machado que foi procurado pelo tucano que queria saber mais informações sobre a delação do ex-senador Delcídio Amaral. "Aécio está com medo. [me procurou] 'Renan, queria que você visse para mim esse negócio do Delcídio, se tem mais alguma coisa'", contou o peemedebista.

Já na primeira conversa divulgada pela Folha, na qual Machado fala com Romero Jucá, o ex-presidente da Transpetro diz que "o primeiro a ser comido vai ser o Aécio" numa referência à operação Lava Jato. "O Aécio não tem condição, a gente sabe disso. Quem que não sabe? Quem não conhece o esquema do Aécio?", diz. "Caiu [a ficha]. Todos eles. Aloysio, Serra, Aécio", completou Jucá.
"Romero Jucá e Sérgio Machado sabem. Qual é o esquema em que senador Aécio, citado cinco vezes por delatores da Lava Jato, está envolvido? Agora o Brasil também quer e tem o direito de saber: O que foi feito para que Aécio Neves fosse eleito presidente da Câmara em 2001?", questionou Jaques Wagner anteontem. Até o momento, Aécio não se pronunciou.
Informações Via Brasil 247

O ex-senador Gim Argello, que está preso em Curitiba (PR) na Operação Lava Jato, mandou um recado para seus colegas parlamentares; ele, que negocia uma delação premiada, arrolou 15 nomes como suas testemunhas de defesa, incluindo dois personagens que se notabilizaram por uma oposição de caráter moralista nos últimos anos: o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) e o ex-tucano senador Alvaro Dias (PV-PR); Gim foi acusado de usar uma CPI para obter recursos para campanhas políticas, acusação que já recaiu sobre Dias; recentemente, Sampaio foi também citado pelo ex-senador Delcídio Amaral por tentar manipular a CPI dos Correios; lista de Gim também inclui outros nomes do DEM, como Rodrigo Maia (DEM-RJ), do PSDB, como o líder Antonio Imbassahy (PSDB-BA), e do PT, como Marco Maia (PT-RS)

O prefeito do município de Rio Real, Orlando do Banco (PSB), desmentiu as acusações de que estaria usando uma máquina do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para fins particulares.
A denuncia surgiu em varios portais de noticias da bahia que  o prefeito de Rio Real estaria usando uma máquina do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para fins particulares. Um vídeo publicado no perfil da jornalista Ilza Nery no Facebook (assista) mostra, com a ajuda de um drone, um trator com o símbolo do programa circulando pela propriedade do mandatário. De acordo com o vereador do município, João Bosco (PMN), as informações foram repassadas por populares da comunidade de Mucambo do Rio Azul. “É uma falta de respeito o prefeito usar a máquina do PAC para uso pessoal”, disse em entrevista ao Bahia Notícias.

Através de contato através de e-mail com Itiruçu Noticias a assessoria do prefeito  revelou que de  acordo com o gestor, o vídeo não comprova qualquer tipo de crime e afirmou ter sido vítima de uma armação política. "A foto pode ter sido tirada de qualquer lugar e o trator pode pertencer a qualquer pessoa física, jurídica ou a qualquer município. Fui vítima de uma armação. Colocaram um trator vazio, no meio do nada, um adesivo forjado, e contrataram um drone com o mero intuito de me prejudicar ", explicou. Com 30 anos de vida politica, Orlando do Banco ainda ressaltou o trabalho baseado na transparência realizado no município. "Sou um homem sério, funcionário público a mais de 30 anos , que nunca sequer respondeu a um processo administrativo. Tenho minha consciência tranquila e trabalho com seriedade e respeito. Vou continuar fazendo minha gestão e os responsáveis por esta armação serão processados", disse.



Nesta quarta-feira (25/05), o Tribunal de Contas dos Municípios decidiu pela rejeição das contas do prefeito de Gongogi, Altamirando de Jesus Santos, relativas ao exercício de 2013. A prestação de contas não foi encaminhada à Câmara para fins de disponibilidade público e não foi apresentada voluntariamente pelo gestor ao TCM, o que obrigou a corte a designar auditores para a tomada de contas compulsória. Na administração do município desde 2009, o prefeito teve todas as suas contas, até agora, rejeitadas pelo TCM em razão de incontáveis irregularidades.
Diante da gravidade dos fatos apurados, o relator do parecer, conselheiro Fernando Vita, determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual contra o gestor, já que o exame das contas indicam o cometimento de diversos atos que se enquadram como crimes de improbidade administrativa. A relatoria aplicou multa de R$47.396,00 pelas falhas contidas no relatório técnico e determinou o ressarcimento aos cofres municipais da quantia de R$1.628.364,96, com recursos pessoais, em razão da saída de recursos das contas bancárias municipais sem comprovação da despesa e ausência de notas fiscais e processos de pagamentos.
Os técnicos registraram um sem número de ilegalidades, como a abertura de crédito adicional suplementar sem prévia autorização legislativa, descumprimento dos índices mínimos de investimento em educação (23,67%), saúde (10,88%) e remuneração dos profissionais do magistério com recursos do Fundeb em percentual abaixo do mínimo exigido (63,99%) e não recolhimento de multas e ressarcimentos impostos pelo próprio TCM. Cabe recurso da decisão.

É com profundo pesar que o Itiruçu Notícias informa o falecimento  da Sra . Alice Bastos, aos 95 anos. Dona. Licinha, como era chamada,  foi viúva do ex-prefeito de Itiruçu Vivaldo de Oliveira Bastos (Foto)  , que comandou o município entre o ano de 1946 a 1948. Dona Licinha faleceu em Salvador e seu o sepultamento será amanhã, dia 27, as 16:30h no Jardim da Saudades. 


Desde a segunda-feira passada, 16 de maio, o Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA) realiza, em sua página na internet, consulta pública virtual com o objetivo de obter opiniões e contribuições para aperfeiçoar a sua atuação no combate à Corrupção, mais especificamente ao desvio de recursos públicos. Para participar, o cidadão deverá preencher o formulário que estará disponível em www.mpf.mp.br/ba/consulta-publica-2016, até o dia 31 de maio.

Na consulta, o participante poderá indicar as áreas em que percebe melhor atuação pelos procuradores da República na Bahia, citar investigações e ações marcantes e escolher as áreas em que considera o MPF mais atuante. É possível, ainda, enviar contribuições por meio do campo aberto disponível no final do formulário.

Serviço:
Consulta pública do MPF na Bahia
De 16 a 31 de maio
Onde: www.mpf.mp.br/ba/consulta-publica-2016

Publicidade

 photo dra rita coacutepia_zpsxcdxnsbz.png