Frigorífico de Amargosa começa abater jumentos para exportação - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre a leucemina

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Opinião: O primeiro discurso da ministra do STF em 2018

Na sessão solene que marcou a abertura do Ano Judiciário de 2018, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, disse na manhã desta quinta-feira, 1, que é ”inadmissível e inaceitável desacatar a Justiça” e que sem ”Justiça não há paz”. ”Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão judicial pela qual se aplica o direito. Pode-se buscar reformar a decisão judicial, pelos meios legais, pelos juízos competentes. É inadmissível e inaceitável desacatar a justiça, agravá-la ou agredi-la. Justiça individual fora do Direito não é justiça, senão vingança ou ato de força pessoal”, discursou Cármen. ”Sem liberdade, não há democracia. Sem responsabilidade, não há ordem. Sem justiça, não há paz”, completou a presidente do STF... CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Frigorífico de Amargosa começa abater jumentos para exportação

Por: Itiruçu Notícias - - sábado, 29 de julho de 2017 - 0 Comentários


Um frigorífico de Amargosa começou na ultima quarta-feira (26) o abate de jumentos na cidade. egundo o governo do estado o Frinordeste gera 150 empregos diretos e 270 indiretos. A expectativa é de que 300 toneladas de carne por mês sejam produzidas e exportadas para o mercado asiático.
"Os 420 empregos gerados são resultado concreto da viagem que fizemos à China em março de 2016. Retornaremos ao país asiático ainda este ano com o objetivo de confirmar investimentos de grande porte, que vão gerar ainda mais empregos e desenvolvimento para o nosso estado", explica o governador Rui Costa.
Sócio da empresa, Mairton Souza explica que o frigorífico será dedicado exclusivamente para esse tipo d carne. "Para conhecer o mercado, nós iniciamos o abate, de forma experimental, no frigorífico da Chapada Diamantina (FrigoCezar), em Miguel Calmon. A partir desse teste, nós destinamos um frigorífico apenas para este tipo de abate", diz.
Além da carne, a intenção é de que o couro do animal também seja exportado para indústrias de cosméticos e farmacêuticos.
O projeto vai desde a compra de jumentos de pequenos produtores rurais para procriação pela empresa, incluindo melhoramento genético a partir de animais que vêm da China.

O deputado estadual Marcell Moraes (PV) já se manifestou  dizendo que irá ingressar no Ministério Público da Bahia (MP-BA) com uma ação contra o abate de jumentos para consumo humano .
O parlamentar disse: "Um absurdo o que estão fazendo com os jumentos da Bahia! Denunciarei esse frigorífico de Amargosa ao Ministério público, pois nos últimos 10 anos, a população desses animais está caindo. Imagina se simplesmente começarmos a abatê-los? Não podemos permitir esse verdadeiro extermínio de animais."
Ainda segundo o deputado, o consumo humano da carne de jumento pode ser perigoso, pelo risco de contração de doenças que muitas vezes nem apresentam sintomas.
 Foto reprodução


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

ENQUETE
Você votaria em quem para presidente?

Álvaro Dias (Podemos)
Ciro Gomes (PDT)
Cristovam Buarque (PPS)
Eymael (PSDC)
Fernando Collor (PTC)
Geraldo Alckmin (PSDB)
Jair Bolsonaro (PSC-RJ)
João Amoêdo (Novo)
Levy Fidelix (PRTB)
Lula da Silva (PT)
Manuela D'Ávila (PC do B)
Marina Silva (Rede)
Valéria Monteiro (PMN)
Outro
Nenhum