Notícias do Vale


Notícias da Bahia

Noticias do Brasil

Opinião & Notícias

Audios & Vídeos

Dono de hits já conhecidos no cenário nacional da música, o cantor e compositor Norberto Curvello é um da atrações da Sexta-feira dia 01/06 no São Pedro de Itiruçu. O Musico começou a sua carreira em 2002 como vocalista na banda de forró ‘Cangaia de Jegue’, banda essa que fez muito sucesso na Bahia.

Em 2016 Noberto vislumbrando outros desafios profissionais decide fazer a ruptura com a banda e segue sozinho até hoje fezendo o que mais gosta música boa. O fato é que ele vem se destacando no meio artístico com o seu talento e criatividade, carregando na bagagem um grande histórico por onde já passou e segue misturando os ritmos com forró dando aquela liga denominada de ‘Forrónejo’.

A música “Red Label ou Ice”, virou febre em todas as festas, atingindo assim o repertório de quase todos os grandes artistas consagrados da nossa música popular brasileira.

Atualmente a música de trabalho é o hits "Meu São João"; veja a letra abaixo

Meu São João
Tradição
E toda cidade
Já tá com saudade

Saudade da fogueira queimando
Dos pipoco das bomba estourando
De ouvir Gonzagão, aglomeração
De ver todo mundo dançando

Eu amo
Eu quero
volta pra mim
Meu São João

O amor pela cidade de Itiruçu, agora está estampado em frente a Rua João Brandão, principal via que dá acesso a entrada da cidade próximo a Prefeitura e do Jardim da Praça Ademario Meira. A prefeitura  instalou o letreiro turístico com os dizeres “Eu Amo Itiruçu. A palavra "amor" está representada por um grande coração vermelho.

O letreiro iluminado por luzes de led, principalmente a noite chama muita atenção. O novo símbolo que integra o paisagismo do município vem atraindo moradores e visitantes que contemplar a novidade tanto presencial como também nas redes sociais.

Foto Wilson Novaes

Itiruçu é uma das referencias dos festejos juninos na região, tendo um dos melhores São Pedro da Bahia. Visando descartar o aumento de casos de Covi-19 após as festas a recomendação da Prefeitura de Itiruçu através da Secretaria de Saúde e tomar a vacina contra Covid-19. 

Para isto a secretaria de Saúde esta disponibilizando em  todas unidades de saúde a vacinação da 4ª dose para as pessoas a partir de 50 anos e profissionais de saúde, garantindo a segurança para moradores e turistas durante as comemorações juninas. O atendimento será das 8h30 às 15h. 

lembrando que a vacinação para  crianças e adultos que ainda não completo o ciclo vacinação ou que ainda não tomou também pode procurar uma unidade de saúde. Vacinação não é cuidada de si mesmo mais também de seus parentes e amigos . A vacina está salvando vidas.

Foto Wilson Novaes


O cantor de arrocha romântico, Jefinho Love Light, natural de Jaguaquara, município localizado no Vale do Jiquiriçá, no Sudoeste baiano, vai se apresentar no São João de Itaquara dia 25, o São Pedro de Itiruçu no dia 2 de julho e de outras cidades da sua região. No mês de julho ele volta a Salvador para a realização de mais um show, após temporada bem sucedida no Pelourinho. 

O cantor de 28 anos, que já trabalhou durante muito tempo no Ceasa carregando frutas e verduras, hoje se dedica exclusivamente à sua carreira, destacando o arrocha romântico. O projeto Jefinho Love Light conta com o apoio do empresário Flavinho Souza, seu conterrâneo e dono da Cidade da Música, que carrega uma grande bagagem no entretenimento.

Em seu repertório não podem faltar os grandes sucessos do ídolo Pablo e outros hits do segmento. Para acompanhar todas as novidades sobre os shows e carreira de Jefinho, que já realizou o grande sonho de tocar no carnaval de Salvador em 2020, é só conferir a página @jefinholovelight_oficial.

Informações Flávia Uzêda

 

O Ministério Público (MP) Eleitoral, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE/BA) ajuizou, entre 7 e 15 de junho, quatro representações em face dos diretórios regionais dos partidos União Brasil, Liberal (PL), Avante e dos Trabalhadores (PT), por propaganda partidária irregular em favor da exposição de seus respectivos pré-candidatos nas eleições gerais de 2022.

De acordo com o procurador Regional Eleitoral da Bahia, Fernando Túlio da Silva, os partidos utilizaram seus horários de propaganda partidária gratuita em televisão e rádio para a promoção pessoal de seus pré-candidatos ao governo ou ao legislativo federal. A prática é vedada pela Lei nº 9.096/96 que determina que, ao contrário da propaganda política, o tempo de exibição no rádio e na TV reservado para propaganda partidária deve ser utilizado pelos partidos para: difundir os programas partidários; transmitir mensagens aos filiados sobre a execução do programa partidário, eventos e atividades do partido; divulgar a posição do partido em relação a temas políticos e ações da sociedade civil; incentivar a filiação partidária e esclarecer o papel dos partidos na democracia brasileira; e promover e difundir a participação política das mulheres, dos jovens e dos negros.

Aos partidos políticos que descumprem esses termos, a lei prevê a pena de cassação do horário de exibição gratuita previsto para o semestre seguinte, podendo o partido perder de duas a cinco vezes a soma do tempo (calculado em minutos) de propaganda que foi utilizado de forma irregular. O MP Eleitoral pode ajuizar representações por propagandas partidárias irregulares até o último dia do semestre em que foi utilizada a inserção impugnada, salvo se a veiculação ocorrer nos últimos 30 (trinta) dias desse período, hipótese em que o prazo se findará no 15º (décimo quinto) dia do semestre seguinte.

União Brasil – na representação ajuizada em 7 de junho, a PRE/BA aponta inserções em emissoras de TV e rádio do estado, nos dias 1, 3 e 6 de junho, para a promoção pessoal, notadamente, de Antônio Carlos de Magalhães Neto (ACM Neto), pré-candidato a governador pelo partido. O órgão requer a cassação de oito minutos em televisão e rádio no tempo de propaganda partidária gratuita previsto para o partido para o segundo semestre.

Roberto Carlos tem três músicas inéditas prontas para serem lançadas. As canções foram gravadas no estúdio do artista, na Urca, zona Sul do Rio de Janeiro, e fazem parte de um número maior de músicas que ele compôs durante o período de quarentena. 

Segundo a assessoria do "rei", o primeiro single inédito deve ser lançado até o fim do ano e se chama "Bicho solto". O cantor e compositor de 81 anos teve que desmarcar o show que faria nesta quarta-feira (22), no Qualistage, na Barra, zona Oeste do Rio, por ter testado positivo para a Covid-19.

Em decisão tomada pela juíza Fabiana Marini, a Justiça de São Paulo determinou a penhora de carros e troféus do ex-piloto Emerson Fittipaldi, bicampeão mundial de Fórmula 1, por conta de uma dívida de R$ 416 mil. A informação é do UOL.
O processo foi movido pela Sax Logística de Shows e Eventos por uma prova de automobilismo promovida por Emerson Fittipaldi, a 6 horas de São Paulo – Campeonato Mundial de Endurance.

A empresa foi contratada para suceder o processo de liberação na alfândega dos carros e equipamentos para a competição, além do fretamento de aviões e contêineres. Porém os valores combinados não foram pagos e, hoje, o valor é estipulado em R$ 416 mil, com juros e multa.

Os bens que a Justiça decidiu penhorar estão localizados na avenida Rebouças, em São Paulo, sede da empresa do ex-piloto.
No imóvel estão guardados, por exemplo, o carro Copersucar 1976, da Escuderia Fittipaldi, a única equipe originalmente brasileira da Fórmula 1 e a taça do bicampeonato mundial.

Em documento enviado à Justiça, os advogados de Fittipaldi contestaram a penhora. Segundo eles, o ex-piloto não é o proprietário dos bens. Segundo os contratados, os patrimônios pertencem ao Museu Fittipaldi, criado em 2003.

“O museu não é parte litigante do processo, e a penhora dos bens que lhe pertencem é irregular. Fittipaldi sequer é administrador do Museu Fittipaldi, sendo apenas membro presidente do conselho de deliberação”, explica a defesa de Fittipaldi à Justiça.

E, ainda de acordo com os advogados, os bens não podem ser leiloados, pois teriam sido trazidos ao Brasil através de um acordo com a Receita Federal, onde não houve a cobrança de impostos.

A Sax Logística de Shows e Eventos informou que as alegações da defesa de Fittipaldi são uma manobra do ex-piloto para ocultar bens.

Fittipaldi respondeu à acusação de fraude dizendo que o museu foi constituído muito anos antes da assinatura do contrato com a empresa. Mesmo com a argumentação, a juíza Fabiana resolveu manter a decisão da penhora, ressaltando que o endereço do museu é o mesmo da empresa executada, o que indicaria uma evidente confusão patrimonial. O ex-piloto ainda pode recorrer a decisão.

OUÇAWEB RÁDIO ITIRUSSU

Notícias de Itiruçu

Anúncios

Notícias dos Esportes

Instagram

Facebook