Notícias do Vale


Notícias da Bahia

Noticias do Brasil

Opinião & Notícias

Audios & Vídeos

Roberto Carlos tem três músicas inéditas prontas para serem lançadas. As canções foram gravadas no estúdio do artista, na Urca, zona Sul do Rio de Janeiro, e fazem parte de um número maior de músicas que ele compôs durante o período de quarentena. 

Segundo a assessoria do "rei", o primeiro single inédito deve ser lançado até o fim do ano e se chama "Bicho solto". O cantor e compositor de 81 anos teve que desmarcar o show que faria nesta quarta-feira (22), no Qualistage, na Barra, zona Oeste do Rio, por ter testado positivo para a Covid-19.

Em decisão tomada pela juíza Fabiana Marini, a Justiça de São Paulo determinou a penhora de carros e troféus do ex-piloto Emerson Fittipaldi, bicampeão mundial de Fórmula 1, por conta de uma dívida de R$ 416 mil. A informação é do UOL.
O processo foi movido pela Sax Logística de Shows e Eventos por uma prova de automobilismo promovida por Emerson Fittipaldi, a 6 horas de São Paulo – Campeonato Mundial de Endurance.

A empresa foi contratada para suceder o processo de liberação na alfândega dos carros e equipamentos para a competição, além do fretamento de aviões e contêineres. Porém os valores combinados não foram pagos e, hoje, o valor é estipulado em R$ 416 mil, com juros e multa.

Os bens que a Justiça decidiu penhorar estão localizados na avenida Rebouças, em São Paulo, sede da empresa do ex-piloto.
No imóvel estão guardados, por exemplo, o carro Copersucar 1976, da Escuderia Fittipaldi, a única equipe originalmente brasileira da Fórmula 1 e a taça do bicampeonato mundial.

Em documento enviado à Justiça, os advogados de Fittipaldi contestaram a penhora. Segundo eles, o ex-piloto não é o proprietário dos bens. Segundo os contratados, os patrimônios pertencem ao Museu Fittipaldi, criado em 2003.

“O museu não é parte litigante do processo, e a penhora dos bens que lhe pertencem é irregular. Fittipaldi sequer é administrador do Museu Fittipaldi, sendo apenas membro presidente do conselho de deliberação”, explica a defesa de Fittipaldi à Justiça.

E, ainda de acordo com os advogados, os bens não podem ser leiloados, pois teriam sido trazidos ao Brasil através de um acordo com a Receita Federal, onde não houve a cobrança de impostos.

A Sax Logística de Shows e Eventos informou que as alegações da defesa de Fittipaldi são uma manobra do ex-piloto para ocultar bens.

Fittipaldi respondeu à acusação de fraude dizendo que o museu foi constituído muito anos antes da assinatura do contrato com a empresa. Mesmo com a argumentação, a juíza Fabiana resolveu manter a decisão da penhora, ressaltando que o endereço do museu é o mesmo da empresa executada, o que indicaria uma evidente confusão patrimonial. O ex-piloto ainda pode recorrer a decisão.

Iniciou o preparativos  para o projeto Esquenta Espicha em Itiruçu. A Vila junina,  vai contar com quermesse, coreto, shows, feira de artesanato, espaço para quadrilhas adulto e infantil, além de muito arrasta pé. Com cenografia típica de São João, as regiões vão reafirmar o espírito junino, sem perder a essência. O projeto é uma iniciativa da produtora Cidade da Música com apoio do Governo do Estado e Bahiatursa e  da Prefeitura de Itiruçu.

A Vila  vai até a 6 de julho, ao som da sanfona, zabumba e do triângulo e fará parte da maior festa da cidade o tradicional São Pedro.

Na na praça principal onde é realizado  a festa de São Pedro já foram anunciadas a maioria das atrações:  

Quinta-feira - Luan Santana, Déa Oliveira, Tai & Dan; 

Sexta-feira -  Nathanzinho, Tiago Brava,Xapa Quente;

Sábado - Xand Avião, Keyla Batista, Forrozão G7, Me Leva

Domingo -  Emely Rodrigues, Neilton 7 Love. Miquéias Muniz, e Xapa Quente.

No próximos dias mais atrações deve ser anunciadas..

Simaria vive escândalo com o ex-marido Vicente Escrig, além de estar nos holofotes por causa de um atrito com Simone. Após a entrevista escandalosa que concedeu para Leo Dias, do Metrópoles, falando sobre a irmã, a cantora anunciou o afastamento dos palcos.

Ao que parece a famosa tem passado por momentos delicados por conta da separação de Vicente Escrig. Os dois colocaram um ponto final no casamento no ano passado, mas parece que a separação não foi amigável.

A briga foi tão séria que no pedido de Simaria dizia que o ex-marido se recusava a sair da casa e que estava praticando violência psicológica contra ela, obrigando-a a comer trancada no quarto. A defesa dele, no entanto, garante que Vicente precisava ficar em casa para cuidar dos filhos, para não deixá-los serem criados por babás.

Porém, o ex-casal tinham babás, mas Vicente não se dava bem com as funcionárias. Até mesmo um relato de uma ex-empregada de Simaria foi incluído no processo.

A briga foi tão séria que no pedido de Simaria dizia que o ex-marido se recusava a sair da casa e que estava praticando violência psicológica contra ela, obrigando-a a comer trancada no quarto. A defesa dele, no entanto, garante que Vicente precisava ficar em casa para cuidar dos filhos, para não deixá-los serem criados por babás.

Porém, o ex-casal tinham babás, mas Vicente não se dava bem com as funcionárias. Até mesmo um relato de uma ex-empregada de Simaria foi incluído no processo.

Um homem matou a esposa com golpes de machado na zona rural Caculé, cidade que fica no sudoeste da Bahia. Depois de cometer o crime, no domingo (19), ele ingeriu veneno e tirou a própria vida.

De acordo com a Polícia Militar, o caso aconteceu em uma localidade conhecida como Fazenda Grama. A vítima foi identificada como Maria José Gomes Rocha. A idade dela não foi divulgada.

A polícia investiga o que motivou Nivaldo Santos Rocha a cometer o crime. Testemunhas afirmaram que ele não tinha problemas psicológicos aparentes.

Os corpos foram encontrados por vizinhos, que chamaram polícia. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) esteve no local, para fazer a perícia. 

Foto: Reprodução/TV Bahia

Cinco pessoas foram presas e armas e drogas apreendidas na tarde de domingo (19) em Iramaia, cidade do sudoeste baiano, durante uma operação policial.

Foram apreendidos um fuzil calibre 7.62 de numeração raspada, duas submetralhadoras calibre .40 com carregadores, 943 comprimidos de ecstasy, 3.300 porções de cocaína, além de 64 quilos da droga, 12 quilos de crack, 1.972 quilos de maconha e mil vasilhames de skunk, totalizando nove quilos.

De acordo com a Polícia Militar, a situação ocorreu durante uma abordagem a pessoas que viajavam juntas e estavam em um carro e um caminhão que seguiam em direção a Feira de Santana. Os veículos estavam no pátio de um posto de combustível e os suspeitos apresentaram nervosismo, além de informações desencontradas.

Durante as buscas, os policiais encontraram armas e drogas que estavam escondidas no caminhão. Segundo os suspeitos, todo o material saiu do estado de São Paulo e tinha como destino o interior da Bahia.

Os suspeitos e todo o material apreendido foram encaminhados para a delegacia de Jaguaquara, onde o flagrante foi registrado.

 Foto: Divulgação/PM-BA

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta segunda feira (20/06), a Operação Mercado Negro, que visa combater o crime de descaminho, na cidade de Vitória da Conquista- BA.

A investigação iniciou a partir da constatação de que um homem comercializava, em Vitória da Conquista, nos últimos cinco anos, aparelhos da marca IPHONE, trazidos do Paraguai para o Brasil, sem o pagamento de tributos.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, e apreendidos estoques dos produtos descaminhados, bem como diversas anotações comprovando o grande volume de vendas realizadas sem notas fiscal e sem contabilização formal.

O investigado é um dos maiores vendedores da região Sudoeste da Bahia, e a prática do comércio irregular dos produtos permitia a movimentação financeira de milhões de reais. Sem qualquer receio de que fosse alcançado pelas leis penais, o suspeito expunha a marca da empresa livremente na rede social, ampliando o público consumidor para todo o país.

O homem será indiciado pela prática do crime de descaminho, cuja pena máxima pode chegar a 4 anos de prisão, e crime contra a ordem tributária com pena prevista de reclusão de dois a cinco anos e multa.

Ascom PF

OUÇAWEB RÁDIO ITIRUSSU

Notícias de Itiruçu

Anúncios

Notícias dos Esportes

Instagram

Facebook