Nossas redes sociais

some text  some text  some text  some text  some text  some text  some text 

Arrow

Ouça Web Rádio Itirussu no seu celular ou tablet

Ouça nossa rádio em seu celular ou tablet com Android ou no iPhone e iPads


Resultados encontrados: Mostrando postagens com marcador Saiba mais sobre Itiruçu. Mostrar todas as postagens

Bem Representativo da Cultura e da História do Municípios Município:ITIRUÇU Região:SUDOESTE Distância da Capital (Km.): 329 DDD:073 CEP:45350-000


Nome: Prédio da Prefeitura Municipal e Câmara Municipal Endereço: Rua Juscelino Kubitscheck, nº 78 Bairro:Centro Nome do Proprietário: Prefeitura Municipal Época de construção (séc.): XX


Nome: Igreja Santo Antônio de Pádua Endereço: Rua Juscelino Kubitscheck, s/nº Bairro: Centro Nome do Proprietário: Diocese de Jequié Época de construção (séc.): XX

Igreja de São Roque ( sem mais informações)

Sociedade Litero Recreativa de Itiruçu - SLRI ( sem mais informações)


Nome: Casa Residencial do Senhor Nilton Pereira Dias Endereço: Rua Juscelino Kubitscheck, nº 233 Bairro: Centro Nome do Proprietário:Nilton Pereira Dias Época de construção (séc.):XX



Nome: Casa Residencial do Senhor Vivaldo Mota Farias Endereço: Rua Albino Serra, nº 33 Bairro: Centro Nome do Proprietário: Herdeiros da família Farias Época de construção (séc.): XX



Nome: Casa Paroquial Endereço: Avenida Presidente Vargas, nº 24 Bairro: Centro Nome do Proprietário: Paróquia de Santo Antônio de Pádua de Itiruçu Época de construção (séc.): XIX

Nome: Casa Residencial do Senhor Adolfo Elias Andrade Endereço: Praça Vivaldo Bastos, nº 04 Bairro: Centro Nome do Proprietário: Leomar Fontoura Andrade Época de construção (séc.): XX
(FOTO)
Nome: Sala Memorial Colônia Italiana
Endereço: Casa da Cultura Prof. Israel Souza – Sala 06
Sala onde estão guardados objetos dos imigrantes italianos, trazidos da Itália em 1950.
Nome do Proprietário: Prefeitura Municipal
Data da Criação: 03 de dezembro de 2000




Nos anos de 1900, chegaram aqui os primeiros habitantes, aqui chegando começaram a construir suas casas próximo ao grande lago aqui existente e logo foi batizada com o nome da comunidade como “LAGOA GRANDE” só nos anos de 1930 veio o “UPABUÇU” que na língua Tupy Guarany quer dizer “LAGOA GRANDE”.
Entre as primeiras famílias que aqui chegaram, algumas se destacaram como por exemplo; Ernesto José Umburanas,José Rodrigues De Souza, o popular “ZUZA”, Aprígio Bispo De Souza, Manoela Souza França, Basílio De Souza, Atanásio Eleutério De Souza. De acordo com o desenvolvimento surgiram as primeiras fazendas da região Fazenda Boa Esperança - Da Família Umburanas, Fazenda Baixa Da Lancha-Família Rodrigues, [HOJE POVOADO DA PROVISÃO] Fazenda São Benedito – Da Família Atanásio, Fazenda Serra Preta – Família Basílio, Fazenda São Gonçalo – Família Aprígio Bispo. Junto veio a professora Amélia Umburanas, nascida aqui filha do Sr° Ernesto, diplomada em Salvador por muito tempo dedicou-se a educação, com um trabalho voltado para a comunidade, muito católica pregando sempre o evangelho. Fundou por volta dos anos 1912 a Igreja De Nossa Senhora Da Conceição, hoje situa a Rua Josias Duarte Santos. Ainda hoje o altar sobre uma obra barroco, com as imagens de N.S. Da Conceição, São José e Coração De Jesus.
Joaquim França
A primeira escola municipal recebeu o nome de “MARIA ROSA UMBURANAS”, a primeira senhora Juniviana que por muito tempo ajudou centenas de crianças a vir ao mundo, com o tempo surgiram várias como por exemplo Mª Padeira; Teodora; Ana Umburanas, que além de parteira ela era uma grande representante e defensora da comunidade. A mais recente parteira que teve um trabalho gigantesco NE só em Upabuçu mas como também por toda região foi a dona Esverdiana [Nem Custodio] , pessoas que de certa forma prestaram grandes serviços a comunidade como o Sr° Ilário com as suas plantações de fumo em meio as ruas com suas piadas engraçadas que divertia à todos, Nena a pequena que adorava conduzir água numa lata sobre a cabeça pra toda comunidade que a colaborava com roupas e alimentos, as benzedeira como: Sinhá, Dona Alvarina, Qeqe, Saturino, Marota e muitas outras...
O TRANSPORTE:
O meio de transporte era muito difícil, não havia estradas que permitisse a vinda de veículos, tudo era conduzido sobre a força de animais como por exemplo jegue, cavalos, burros, boi... que em grupos formavam-se uma tropa e as pessoas que os conduzia era conhecido como tropeiro, essas tropas saiam daqui com o destino a várias cidades muito distante como Nazaré das Farinhas, Santa Inês, Amargosa, Maracás, Jaguaquara etc... as peças onde eram embaladas as mercadorias, sobre os animais era conhecida como “BROACA”, o vai e vem de mercadoria era normal na época.
O comercio, funcionava através de vendas, quitandas, bodegas, butiques, loja, padaria - onde era adquiridos, os alimentos, bebidas, roupas, calçados e outros acessórios. Aqui existia apenas uma loja de propriedade do Sr° Augusto Ribeiro, a padaria era do Sr° Fagundes, havia alguns engenhos onde se fabricava pinga [A GOSTOSA CACHAÇA!], açúcar, rapadura...
SEGURANÇA:
Era de uma forma muito insegura, a ditadura falava mais alto, os grandes fazendeiros tinham seus capataz considerados jagunços que recebia ordem dos patrões, espancava, expulsava, torturava até a morte e nada acontecia, era realmente um terror o medo tomava conta das pessoa. Quando o0 assunto era política tudo era mais complicado, as pessoas tinham que votar e eleger contra sua própria vontade, nos anos 1950 apenas dois policiais davam plantões o Soldado Bigode De Ouro e Tibucio – neste período houve vários conflitos inclusive o mais violento o que levou com a expulsão do senhor Feliciano, muita correria, sangue, foi realmente uma guerra, chuva de tiros. Os lideres políticos da região podemos destacar os senhores fazendeiros Rômulo Blochine o popular “ROMIM” - o da fazenda Lagoa, Elpidio Silva – fazenda/sitio, Ranufo Coutinho – Fazenda Pedra, além do Sr° Josias Duarte que morava qui e sofreu vários atentados, mas conseguiu separar chegando a ser eleito prefeito nos anos 1960;
RENDA PRINCIPAL:
A renda principal sempre foi o café a farinha da mandioca, só nos anos 60 surgiu o cultivo do tomate, pimenta trazido pelo Sr° José Brotencio um Italiano que por alguns anos investiu na hortifrutigranjeiro. Só nos anos 70 com a chegada do Sr° Donato de Gregório é que realmente a hortifrutigranjeiro teve um novo impulso dando assim uma nova fonte de renda, segura.
DATAS FESTIVAS:
O Natal começava os preparativos com grupos de pessoas organizadas em busca de cascas, gromelias, musgos nos morros como São Roque, Mata Escura, Santa Helena, Morro Grande Pé do Morro , são morros tradicionais na região, a partir do dia 20 começava as montagens dos presépios em quase 90% das casas, a partir dos dias 24 começava as visitas de populares, ternos de reis, organizados por moças e rapazes, o bumba meu boi, Maria Teresa e os mascarados integrantes do bumba meu boi que fazia suas últimas apresentações com o casamento matuto na noite de 05-02 o encerramento das festas natalinas . Era sempre abrilhantada com a grande apresentação do terno dos Ca blocos sobre a responsabilidade da Senhora Arlinda Eleutério. Dia 06-02 sagrado Dia de Reis.
PASCOA:
Era uma grande expectativa da comunidade para assistir a queima de Judá que tinha sempre o nome de um personagem político, ficavam todos atentos para os atestados que traziam, sempre contos e piadas muito engraçados, que eram escritos durante todo ano por pessoas que rimavam tudo que ocorriam com as pessoas da comunidade, como por exemplo:
O SÃO JOÃO:
Começava nos dias 12 e 13 com os festejos se santo Antonio, a noite do dia 12 organizada pelos jovens, com alvorada, as moças caprichavam na ornamentação da igreja a noite toda comunidade reunia-se na igreja onde era rezado e cantado a louvor a santo Antonio logo após a grande queima de fogos.
A noite de 13 era organizada por homens casados e esposas que caprichavam na ornamentação da igreja em cerrando com a grande queima de fogos, assim começava o clima dos festejos juninos , com os ensaios de quadrilhas, organização de grupos de farras, grupos para o grande rodo de arvores o vai e vem das pessoas na tirada de fogueiras etc..
Na madrugada de 22 para o dia 23 acontecia o grande robô de arvores onde era entregue na casa sem que a dona da casa soubesse o mesmo era acordado sobre o barulho de cantorias e fogos, o mesmo abria a porta com licor, salgados e biscoitos, quentão assim era todo o dia, a noite chegava, a festa continuava sem hora pra terminar com muita farra, quadrilha, queima de fogos regado a muito licor, quentão, vinho, cerveja, biscoitos, carne assada, sobre o som da sanfona, violão e sem esquecer do maior tiro preparado pelo senhor João Umburanas com sua ronqueira.
Continua com pau de cebo, quebra pote, ovo na colher, corrida de saco, mascarados,a farra continuava a cada casa onde chegava o forro esquentava o dia todo na zueira e na natureza sempre presente com aquela chuva que fazia parte do cenário.
Tudo acabava dia 29 com a fogueira do grande São Pedro.
Havia outras grandes festas tradicionais como Drama (Hoje Teatro) organizado pela profª Elizabete Umburanas e Tereza Evangelista, nos anos 50 e 60, nos anos 70 e 80 organizado pelo jovem Quincas, sem esquecer dos granes torneios de futebol com as participações de várias cidades como por exemplo Jequié, Gandu, Nova Ibia, Maracás, Planaltino, Nova Itarana, Brejões, Santa Inês, Mutuipe, Jaguaquara, Itiruçu, Lajedo do Tabocal, Grovolandia, Itajubá, Lafaiete Coutinho e muito mas...
Corrida de bicicleta, calas, jegues...
Festa da Padroeira Nossa Senhora da Conceição de 29-11 a 8-12 com a participação da comunidade que durante as novenas participava ativamente todas as noites, encerrando-se dia 8-12 com missa solene alvorada procissão pelas ruas . Havia a parte profana da festa com barracas, sons, festa dançante com bandas que atraem muitos visitantes da região.
Locais mais conhecidos por todos.
A Caldeirão De Usina, abertura sobre uma pedra onde as pessoas costumavam pegar água para o consumo diário.
A Grotinha fonte de água doce, localizada na propriedade do Sr° Adriano que a abastece toda comunidade, como dizia nosso avós, “QUEM BEBE ÁGUA DA GROTINHA, DAQUI NÃO SAI”. Hoje abandonada pelos ordens públicos! As fontes do Breginho, quando no verão era de lá que vinha o líquido precioso, distante a 4Km. O Beco da Veia Niúda, local onde aconteceu o primeiro assassinato na comunidade, quando o um senhor foi vítima de uma emboscada, Cruzeiro local onde as pessoas católicas costumavam ir em procissão, nas semanas santas e dias considerados santos. Lagoa Grande, local de pescar, nadar, passear de canoa. A Bica Da Anta Gorda, lugar em que as pessoas procuravam tomar o banho mas natural. Haviam alguns rodãos, maquina artesanal movida a força animal, onde era produzida farinha, café e outros produtos da região... Havia uma fruta nativa que fazia movimento na sua colheita o Cambuí, as casas de farinha manuais eram movidas a força humana. Só nos anos 80 chegaram as casas de farinha motorizadas. A rua Manoel Eleutério de Souza, antes era conhecida como Rua da Mangaba pela existência de um grande pé da fruta naquela rua.
Nos anos 1960 o único prédio escolar situado na propriedade do Sr° Augusto Ribeiro de Novais, onde funcionava a única escola municipal veio a baixo desabando toda estrutura, começava ai uma longa batalha contra o tempo, sem ter um local definido, era em casas particulares que as aulas aconteciam, isso, por muito tempo. Houve um período em que a professora Loloi foi transferida para o povoado da Vitória ficando sem nenhuma professora. Tudo isso por perseguição . Os alunos tinham que ir para a Vitória, só mas tarde é que a professora Elizabete Umburanas a popular Loloi retornou, ensinando em casas particulares como as professoras Tereza E. de Souza e Gerolina Coelho popular Nenga, só em 1968 com a inauguração da escola estadual Meandro Menahim. Ai, Sim! Começava uma nova era na educação, com a chegada das professoras Célia Brandão e Geny Souza, enquanto isso a professora Tereza Evangelista é transferida para o povoado Salobro mas uma vez perseguição política, vieram outras professoras, como, Vanir Andrade, Conceição Souza, Regina Andrade, Renildes. Em 1982 é contratada pela secretaria de educação a professora Alice Ramos, só em 1986 com a instalação do colégio de 1° grau.
Nos anos 70 abriu-se , um novo horizonte em toda região, grande empresários como os senhores Carlos Viana, Edizio Rodrigues o popular “Didio” Pompeu, Dr° Cesar, Garrido, Dr° Onildo, investiram pesado na plantação de café, começando com grande desmatamento muitas maquinas pesadas, mão-de-obra em abundancia, começava o plantio, logo chegou a colheita, com ela veio o poder aquisitivo, a população triplicou, Upabuçu vivia melhores momentos, o meio de transporte mudou radicalmente, ônibus, carros conduzia os trabalhadoras, em 74 chegava a Coelba com ela chega mas conforto e desenvolvimento, em 76 era fundada a Associação Desportiva Upabuçu [A.D.U] trazendo um grande desenvolvimento na área esportiva e também no social, com grande realizações de eventos como o grande Torneio da Amizade com a participação de vinte e quatro cidades. Foram vinte anos de ação sobre a responsabilidade do jovem Quincas como o presidente, em 1983 chegou a embasa trazendo mais conforto, mais um investimento do governo do estado, em 1986 para a nossa alegria é inaugurado o colégio Dr° Antônio Sergio Carneiro, neste mesmo período era inaugurado o calcamento da rua José Rodrigues de Souza.
Escrito por Joaquim França

A primeira penetração do território do município data de aproximadamente de 1823 quando, perseguido pela guerra de “Mata Marotos”, José Antônio Braga, de nacionalidade portuguesa, ocupou grande área no Sudoeste baiano, ficando conhecido como MORRO GRANDE, tornando-se de seu domínio particular, e assim foi registrado na forma de Lei de Terra de 1853.
Ao Sul de Morro Grande, e a uma distância aproximada de uma légua, está a Lagoa de Tiririca, onde se localizou Salustiano de Barros, que realizou abertas, fez roças, rasgou picadas a guisa de entradas e construiu sua casa de residência. Após algum tempo, vendeu sua posse a José Noberto de Barros, que por sua vez a transferiu para Guilherme do Eirado Silva, que havia se instalado na “Toca da Onça”, atualmente Jaguaquara, que afinal a vendeu a João de Souza Brandão, aqui chegado em 03 de janeiro de 1901.
Com o espírito empreendedor e prático, João Brandão imprimiu à propriedade Lagoa da Tiririca um novo e vital impulso, aumentando as abertas e desenvolvendo a lavoura cafeeira, rasgou novas estradas, construiu numerosas casas com início de ruas, como sejam: Rua da Lancha, atualmente Rua Teixeira de Freitas; Rua das Flores, hoje Rua Pedro Ribeiro; Rua do Paraíso, hoje Rua Presidente Vargas; Rua Vera Cruz, hoje Rua Auro Rocha. Em 30 de maio de 1904, na Praça da Liberdade (hoje Praça Vivaldo Bastos) foi construída por seu punho e trabalho de todos os familiares, a capela primitiva de invocação a São João, passando depois à Capela de Santo Antônio e, posteriormente, Capela de São Roque. Hoje, esta Capela não existe mais. Foi derrubada, e em seu lugar construíram dois prédios, onde funcionam a Farmácia Confiança e o Bar de Tico Brandão.
Graças ao dinamismo de João de Souza Brandão, “Lagoa de Tiririca” começou a apresentar um aspecto de povoado, o que de fato se verificou com a chegada de novos elementos atraídos pelo futuro que acenava certo, dada a fertilidade da terra e, sobretudo à vontade realizadora de João Brandão em transformar aquele local em um centro populoso de desenvolvimento administrativo e independente, que para tanto oferecia nas picadas iniciais em aberturas de ruas aos recém-chegados para construírem suas residências com o fito de aumentar a população e atrair outros que se deslocavam para esta região a fim de sondagem e encontrarem as vantagens de ali fixarem residências e então resolve substituir a denominação de origem para o de “ALTO DO BONFIM”, mostrando realmente o seu desejo de progresso.
Dentre as pessoas logo chegadas e que melhor compreendeu o idealismo de João Brandão, certificando-se da ascendente possibilidade da povoação. Estava o recém morador José Ignácio Pinto, que chegando em 1921, inicia as suas atividades comerciais, efetivando marcante contribuição ao progresso local.
Era de ver-se o entusiasmo de José Ignácio Pinto, prosseguindo a missão de João de Souza Brandão, animando e empolgando todos para uma obra comum: o progresso local.
E assim, na velha Fazenda da Lagoa de Tiririca, em 1921, com nova denominação de Alto do Bonfim, já se contemplava um verdadeiro centro populacional com agricultura promissora e comércio bem desenvolvido.
A mercê desse progresso, conseguiram fosse a povoação elevada a distrito de Paz de Jaguaquara, conforme Lei Municipal nº 8, de 8 de dezembro de 1922, referendada pela Lei Estadual nº 1.567, de 2 de agosto do mesmo ano.
Já a 18 de outubro de 1924, instalava-se a primeira Agência Postal, e Alto do Bonfim prosperava cada vez mais .José Ignácio Pinto era infatigável nos anseios da autonomia político e administrativa para o aprazível Distrito de Alto do Bonfim. Com o seu trabalho dinâmico e os esforços dos colonizadores proporcionaram ao povoado e às suas imediações grande surto de progresso que muito concorreu para a sua elevação à categoria de arraial.
Foi o arraial elevado a sede da sub-prefeitura de Itiruçu, pelo Decreto Estadual nº 8.476, de 9 de junho de 1933. E, afinal, após luta gloriosa, obtinha-se a completa independência a 18 de julho de 1935, pelo Decreto nº 9.599 que permaneceu o nome de Itiruçu, e passou a Município, por feliz e autorizado sugestão de Teodoro Sampaio.
“E ao primeiro dia do mês de setembro do ano de mil novecentos e trinta e cinco (1º de setembro de 1935), conforme cópia autêntica da Ata de Instalação, foi instalado o MUNICÍPIO DE ITIRUÇU, e teve como primeiro prefeito nomeado pelo Exmº. Sr. Governador do Estado da Bahia, Tenente Juracy Montenegro Magalhães, o Sr. José Ignácio Pinto, e se deu a instalação presidida pelo Exmº. Dr. Alfredo Manoel de Queiroz Costa, protor deste termo de Jaguaquara, em exercício do Juiz de Direito desta comarca com sede na cidade de Maracás, previamente designada pelo Sr Dr. Secretário do Interior. Conforme telegrama e seu teor:
"Senhor Juiz de Direito Maracás pt Solicito presidirdes instalação vila Município Itiruçu dia primeiro setembro vindouro pt
Saudações João Santana Secretário interior"
O nome de Itiruçu é originário do Tupi Guarani: morro grande. Os naturais do município de Itiruçu denominam-se "ITIRUÇUENSES".

A Agência Telegráfica 
Foi instalou-se a 19 de abril de 1936. A 21 de fevereiro de 1937 instalou-se a primeira Coletaria Estadual. Itiruçu, com justos crescimentos ao progresso assinalável e graças  a valores e pertinaz dedicação de Geir Magalhães, o Decreto nº 512, de 19 de julho de 1945, criava o Termo Judiciário de Itiruçu, que se instalou entre múltiplas expansões de júbilo, a 5 de fevereiro de 1946.

Imigrantes Italianos
A chegada dos italianos a Itiruçu deu-se em maio de 1950. Em dezembro do mesmo ano vieram os familiares. Eram cerca de vinte os pioneiros. Logo que chegaram, passaram a ocupar os respectivos lotes de terra reservados na "Fazenda Batéia", adquiridas e loteadas pelo Estado; com casa e uma pequena área desbravada ao redor.
A Colônia foi instalada em 1950, no Governo Otávio Mangabeira. Era Secretário da Agricultura o Professor Nestor Duarte e Prefeito de Itiruçu o Senhor Geir Magalhães.
O Governo, além da terra e da casa singela em cada lote, proporcionou assistência técnica, ajuda financeira mensal com que pudessem se manter nos primeiros tempos, sementes, adubos etc.
Às primeiras famílias italianas, juntaram-se outras nos anos seguintes que emigraram atraídas pelas boas perspectivas de vida, já que na Itália era grave a situação do país, assolado pela 2ª Grande Guerra.
Foi importante para Itiruçu a vinda dos italianos, que contribuíram para o desenvolvimento da agricultura e integração social e cultural com a população ela terra que adotaram como sua.

Atualmente com cerca de 12.693 Habitantes e com uma Área 313,70 km2 e uma distância até a capital de 320 quilômetros. Terra do Morro Grande e o beija-flor entre outras reservas naturais. Possui clima ameno devido a sua altitude em torno de 900 metros. Tem na agricultura sua principal atividade econômica. Produz olerícolas (hortaliças), café arábica e caqui.
Fotos Arquivo Itiruçu Noticias
LISTA DE PREFEITOS DE ITIRUÇU - BA


José Ignácio Pinto - Sub-prefeito – 23/07/1933 a 01/09/1935
1º. José Ignácio Pinto - 01/09/1935 a 01/09/1936

 2º. Romeu Silva – 01/09/1936 a 17/12/1937



3º. Vestino Sales Vasconcelos – 17/12/1937 a 23/01/1938
5º. Romeu Silva – 30/07/1938 à 30/09/1940


4º. Artur Narciso Gomes – 23/01/1938 a 30/07/1938
9º. Artur Narciso Gomes – 19/05/1946 a 13/10/1946
 
6º. José Alfredo da Silva Freire – 04/03/1941 a 16/10/1941

  7º. Drº  Walmick Cardoso de Moura – 16/10/1941 a 01/10/1942

 8º. Geir Magalhães – 01/10/1942 a 19/05/1946
11º. Geir Magalhães – 11/01/1948 a 31/01/1951

10º. Vivaldo de Oliveira Bastos – 13/10/1946 a 11/01/1948

 12º. José Bonfim dos Santos – 07/04/1951 a 07/04/1955
14º. José Bonfim dos Santos – 07/04/1959 a 31/12/1962

13º. Adolfo Elias de Andrade – 07/04/1955 a 07/04/1959

 15º. Genival Coutinho – 31/12/1962 a 07/04/1963 (Tampão)
18º. Genival Coutinho – 31/01/1971 a 31/12/1972

 16º. Josias Duarte Santos – 07/04/1963 a 07/04/1967

 17º. Antônio Francisco de Souza – 07/04/1967 a 07/04/1971
20º. Antônio Francisco de Souza e 

  VICE: Emanoel Oliveira e Silva 
 01/02/1977 a 31/01/1983

19º. Pedro Pimentel Ribeiro – 01/01/1973 a 31/01/1977
21º. Pedro Pimentel Ribeiro – 01/02/1983 a 31/12/1988 / VICE: Pedro Leite da Silva
23º. Pedro Pimentel Ribeiro – 01/01/1993 a 31/12/1996
 VICE: Fernando Henrique Andrade Souza

 22º. Pedro Leite da Silva – 01/01/1989 a 31/12/1992 / VICE: Terezinha dos Santos Souza


 24º. Wagner Pereira Novaes – 01/01/1997 a 31/12/2000

 VICE: Rubens Costa do Amaral

25º. Wagner Pereira Novaes – 01/01/2001 a 31/12/2004 
VICE: Ailton Cezarino de Novaes

 28º. Wagner Pereira Novaes – 01/01/2013 a 31/12/2016
VICE: Rita de Cássia Souza Brandão e Novaes


 26º. Ailton Cezarino de Novaes – 01/01/2005 a 31/12/2008 / VICE: Vincenzo Tenisi

27º. Carlos Roberto Martinelli Iervese - 01/01/2009 a 31/12/2012/ 
VICE: Paulo Ézio das Mercês

 29º.  Lorenna Moura Di Gregório - 01/01/2017 a 31/12/2020/ 
VICE: Gilmar Machado de Santana Junior


LEGISLATIVO - ITIRUÇU/BA

1ª CÂMARA DE VEREADORES
Prefeito: José Ignácio Pinto


PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / CARGO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO
Artur Narciso Gomes – Presidente






Ângelo Cezarino – Vice Presidente






Jovino Gomes Almeida – 1º Secretário






Flávio Alves da Silva – 2º Secretário






Ludovico Catunda Farias






Alcebíades José da Cunha






José Agenito de Oliveira






Antonio de Souza Leal















2ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Geir Magalhães

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / CARGO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

09
01
1948



Ranulfo Coutinho – Presidente






Américo da Silva Andrade – Vice Presidente






Vivaldo de Oliveira Bastos – 1º Secretário






Alcebíades José da Cunha – 2º Secretário






Odilon Pires da Costa






Elpídio Apolinário da Silva






Laureano Nunes Carneiro






Ludovico Catunda Farias















3ª CÂMARA DE VAREADORES:
Prefeito: José Bonfim dos Santos

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

07
04
1951
07
04
1955
Atalíbio José Almeida  / PSD






Américo da Silva Andrade  / PSD






Adalberto Pereira  / PSD






Nilo Vilobaldo da Silva  / PSD






Leôncio Mota Lordêlo  / UDN






Josias Duarte Santos  / UDN






Manoel Pedro Peixoto Filho  / UDN






Maria Cândida Castilho Fontoura / PTB















4ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Adolfo Elias de Andrade

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

07
04
1955
07
04
1959
Manoel Lindolfo Cerqueira  / UDN






Maria Cândida Castilho Fontoura  / PTB






José Bonfim dos Santos  / PSP






Josias Duarte Santos  / PSP






Genival Coutinho  / PSD






Vivaldo de Oliveira Bastos   / PSD






Maria Madalena Souza  / PSP















5ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: José Bonfim dos Santos e
Prefeito Tampão: Genival Coutinho

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

07
04
1959
07
04
1963
Vivaldo de Oliveira Bastos  / PSD






Genival Coutinho  / PSD






Josias Duarte Santos  / PSB






Gerson Araújo Souza  / PSP






Gilberto Scaldaferri  / PSP






Manoel Alves do Nascimento   / PSP






Antonio Souza Teixeira  / PSP






Adson Pires de Novaes   / UDN















6ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Josias Duarte Santos

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

07
04
1963
07
04
1967
João Feliciano de Oliveira  / UDN






Waldemar da Silva Fróes  / UDN






Gerson Araújo Souza  / UDN






Dílson Sampaio Braga  / PTB






Maria Madalena Oliveira e Silva  / UDN






Roque Brocchini  / PSD






Adson Pires de Novaes  / PSD






Edvaldo Souza Fontes  / PSD















7ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Antonio Francisco de Souza

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

07
04
1967
07
04
1971
Iolando Scaldaferri   / ARENA






Emanoel Oliveira Silva  / ARENA






Elpídio Apolinário da Silva  / ARENA






Antonio Pimenta Teixeira   / ARENA






Dílson Sampaio Braga(Suplente) / ARENA






Jackson Luquez Ribeiro   / ARENA






Pedro Pimentel Ribeiro   / ARENA






Alírio Bastos da Guarda   / ARENA






João Batista de Cerqueira   / ARENA






Nivaldo Umburanas    / ARENA














8ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Genival Coutinho

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

31
01
1971
31
01
1972
Arnaldo Severino Rocha






João Vitorino dos Santos






Antonio Daniel da Conceição






Manoel Gertrudes do Nascimento






Almir Souza Serra






Rômulo Brocchini






Manoel José da Silva Sobrinho






Emanoel de Oliveira e Silva






Abigail Helena Mota Ribeiro















9ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Pedro Pimentel Ribeiro

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

01
02
1973
31
01
1977
João Batista de Cerqueira






Aguinaldo Almeida Pires






Josias Duarte Santos






José da Silva Nunes






João Vitorino dos Santos






Arnaldo Severino Rocha






Antonio Daniel da Conceição






Manoel José da Silva Sobrinho






Lourival de Souza Cardoso















10ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Antonio Francisco de Souza

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

01
02
1977
31
01
1983
Gilberto Ayres da Silva






Antonio Daniel da Conceição






Maria da Glória de Araújo






José Nativo Umburanas de Novaes






João Batista de Cerqueira






Newton Pereira Dias






João Vitorino dos Santos






Terezinha dos Santos Souza






Arnaldo Severino Rocha















11ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Pedro Pimentel Ribeiro

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

01
02
1983
31
12
88
Genival Bispo da Silva






Edvaldo Souza da Cruz






Joaquim França Souza






João Batista de Cerqueira






Maria da Glória de Araújo






Mário Rebouças da Silva






João Vitorino dos Santos






João da Silva Andrade






Gilson Souza






Terezinha dos Santos Souza






Damião Umburanas de Novaes















12ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Pedro Leite da Silva

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

01
01
1989
21
12
1992
Gilson Souza   / PFL






Joaquim França Souza   / PFL






Edvaldo Souza da Cruz   / PFL






José Nativo Umburanas de Novaes  / PFL






Antonio Hélio Pereira de Souza  / PFL






Manoel Matos de Souza






Ailton Cezarino de Novaes






João da Silva Andrade






João Batista de Cerqueira   / PFL






Manoel João Oliveira Santos






Claudionor de Souza Pirôpo  / PFL















13ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Pedro Pimentel Ribeiro

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

01
01
1993
31
12
1996
Ailton Cezarino de Noves / PSDB






Manoel Matos de Souza / PSDB






Joaquim França Souza






Antonio Hélio Pereira Souza






Juvenil Santos Andrade / PFL






Nilman Brocchini Umburanas






José Carlos Barbosa Bitencourt  / PMDB






Salvador Souza dos Anjos






Edina Maria Ribas Passos / PFL






Ivan Oliveira Cerqueira / PFL






Erisvaldo Teixeira de Novaes / PFL















14ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Wagner Pereira Novaes

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

01
01
1997
31
12
2000
Manoel Matos de Souza / PSDB






Vilberto Leal Scaldaferri






Manoel Mota Cardoso






Juvenil Santos Andrade






Erisvaldo Teixeira de Novaes






Edvaldo Souza da Cruz






Edina Maria Ribas Passos






Fernando Henrique Andrade Souza






Ivan Oliveira Cerqueira






Idailton Oliveira da pureza






Nilman Brocchini Umburanas















15ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Wagner Pereira Novaes

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

01
01
2001
31
12
2004
Manoel Matos de Souza






Robson Mauro Ribeiro






Josevi Umburanas Santos






Félix Gonçalves dos Santos / PMDB






Erisvaldo Teixeira de Novaes






Josefa Neusa M. Luz Fontoura/ PSDB






Edina Maria Ribas Passos / PFL






Genaro Giarrusso Neto






Ivan Oliveira Cerqueira






Edvaldo Souza da Cruz






João Santana Borges da Cunha / PDT















16ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Ailton Cezarino de Novaes

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

01
01
2005
31
12
2008
Vilberto Leal Scaldaferri






Robson Mauro Ribeiro / DEM






Josevi Umburanas Santos  / PMDB






Ivan Oliveira Cerqueira / PSDB






Erisvaldo Teixeira de Novaes / PSDB






Maria Lúcia Guerra Armede Iervese / PPS






Edina Maria Ribas Passos / DEM






Paulo Raimundo Martins Fortuna






Nilman Brocchini Umburanas















17ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Carlos Martinelli Iervese

PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

01
01
2009
31
12
2012
Vilberto Leal Scaldaferri  / PR






Robson Mauro Ribeiro   / DEM)






Josevi Umburanas Santos   /  PMDB






Aguinaldo Vieira Lopes (PT)






Erisvaldo Teixeira de Novaes   /  PSDB






Maria Lúcia Guerra Armede Iervese  / PPS






Diógenes Pires Serra  /  PSDB






Emerson Silva das Merces  / PP






Nilman Brocchini Umburanas  / PT DO B















17ª CÂMARA DE VEREADORES:
Prefeito: Wagner Pereira de Novaes



PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

01
01
2013
31
12
2016
Gilmar Machado Junior  / PT






Robson Mauro Ribeiro  / DEM






Josevi Umburanas Santos  / PMDB






Aguinaldo Vieira Lopes  / PROS






Erisvaldo Teixeira de Novaes  / SDD






João Mota  / PT






Alexandre Maiomome  / PCdoB






Paulo Ézio Silva das Merces  / PSB






Nilman Brocchini Umburanas  / PT DO B*










*Mirando Foi eleito mais faleceu no dia 18 de março de 2013





PERÍODO DE MANDATO


INÍCIO
FIM
NOME / PARTIDO
DIA
MÊS
ANO
DIA
MÊS
ANO

01
01
2016
31
12
2020
Ezequiel do Nascimento Borges  / PRB






Antonio Helio Pereira de Souza Filho  / PSDB






Agnaldo Vieira Lopes  /PSDB






Paulo Ezio Silva das Merces  / PSB






Ailton Santos Oliveira  /PC DO B






João Mota Cardoso Neto  / PC DO B






Izilio Vieira Junior  / PSD






Jocenil Oliveira Andrade  / PSD






Roberto Silva dos Santos  / PDT







Web Rádio do Blog Itiruçu Notícias com transmissão utilizando a tecnologia streaming. Web Rádio Itirussu, conectada com você!
   
Baixe aqui app Web Rádio Itirussu


ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS


PUBLICIDADE




 Gilnar