Entr. de Jaguaquara: Quadra inconclusa dificulta atividades escolares - Itiruçu Notícias
Arrow
formatura do Proerd em Itiruçu - Imagens Wilson Novaes


Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Entr. de Jaguaquara: Quadra inconclusa dificulta atividades escolares

Por: Ed Santos - terça-feira, 6 de fevereiro de 2018 - 0 Comentários

Diretora da Escola disse ainda ter solicitado encarecidamente ajuda do prefeito de Jaguaquara



A obra inconclusa da quadra de esportes da Escola Municipal Everaldo Souza Santos no Entroncamento de Jaguaquara, que além de ser usada para alunos fica disponível também a comunidade do distrito com mais de 10 mil habitantes, vem causando transtornos principalmente para o funcionamento da escola.

A quadra estava em péssimo estado, finalmente há quase três anos que a prefeitura de Jaguaquara com recursos federais iniciou uma obra de reestruturação. Obra esta que ainda não foi inaugurada, apesar de parcialmente concluída, porém já sofre a ação de parte da comunidade que insiste (talvez pela falta de outro espaço de lazer) em usar a quadra e com isso provocando a deterioração das referidas reformas.

Em contato com o programa Primeiro Jornal da Itiruçu FM, a diretora da Escola Leandra Oliveira nos falou das dificuldades para manter a proteção da referida quadra. A diretora disse ainda que inúmeras são as vezes que ela já foi pedir para que as pessoas não usem a quadra antes da conclusão das reformas. Mas que tem sido um trabalho de enxugar gelo.
Ela disse ainda ter solicita encarecidamente do Prefeito Giuliano Martinelli uma solução, por exemplo, colocar uma bica para escoação das águas das chuvas que caem da cobertura da referida quadra e que acaba inundando além da própria quadra o interior da escola. Sendo que nas ultimas chuvas as águas invadiram a secretária e salas de aulas.
Se nada for feito as águas poderão estragar mais rápido o piso e ainda afetará a escola inclusive interferindo nas aulas quando começar o ano letivo.
Ela inclusive disse que a aula inaugural coletiva ocorrida na noite desta segunda feira (5) teve que ser realizada no salão da Igreja Batista do Entroncamento, uma vez que na quadra não havia condição por está inundada e com as chuvas constantes havia o risco de no momento do evento chover e inundar.
Leandra afirmou que o prefeito teria dito que nesta semana tomaria uma providencia que ela está no aguardo com esperança de que uma solução será adotada pelo gestor municipal.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif