Opinião: Lula condenado e as faces dos indícios - Itiruçu Notícias
Arrow
Cores da Saúde: Julho Amarelo alerta sobre câncer nos ossos



Passeio Cicloturismo de Itiruçu


EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Opinião: Lula condenado e as faces dos indícios

Por: Ed Santos - quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

Resultado de imagem para Lula
Não foi novidade! Já era esperado não pelas provas, mas pelas convicções políticas que mais uma vez predominou no julgamento onde os Desembargadores do TRF4 de Porto Alegre não só manteve como ampliou as penas para o ex-presidente da república e único pré-candidato com maior aceitação popular, Luis Inácio Lula da Silva.

Sem provas? Como assim?! Isso mesmo, acompanhando a peça acusatória do MPF não foi mostrado nenhum documento, ou outro tipo de prova que não deixasse dúvidas do dolo do reu, no caso, o Lula. Apenas foi apresentado como sendo provas ligações supositivas por que um corrupto confesso como Ceveró, Duque, Delcidio, etc. disse a um juiz que um ex diretor da Petrobrás por exemplo foi indicado por Lula, e que portanto Lula sabia que estavam roubando, e por que sabia e indicava presidentes da estatal (o que é normal com todos os presidentes) era o chefe de tudo, e certamente estava sendo beneficiado, por que um outro corrupto confesso também assim disse buscando com isso reduzir e receber prêmios em suas penas, que o tríplex era de Lula. Parece uma ligação perfeita, mas cadê a prova?

Bom, o Ministério Público ainda por sua vez usou de uma reportagem do Jornal O Globo, onde alguém havia confessado ao jornalista que o tríplex era de Lula e se o ex presidente andou interessado...então concluiu-se: bom certamente é dele, porem mais uma vez, cadê a prova? Então com uma boa retórica, fez se ligações daqui, ligações dali, que chegou a apenas a indícios, indícios que disseram provar. Mas afinal indícios são provas? Alguém pode ser condenado apenas com indícios?

Afinal e o Triplex é mesmo de Lula, tem algum registro, algo que podesse provar? Não, segundo documentos legalmente registrados o tríplex é da empresa OAS, cuja justiça federal de Brasilia teria hipotecado da referida empresa. E o que tem a ver com o Lula? O fato de Lula ter visitado o lugar e conhecer o antigo dono da OAS. Mas afinal o que isso prova? Prova só que ele foi lá. Mas a pergunta vem em seguida, só por que alguém visita alguma casa já pode ser dono?

Como ninguém mostrou as provas, só cabe ficarmos com um julgamento revanchista e de vingança. E por que? Por que desde que houve o inicio do processo contra Dilma, todos se lembram que iniciou-se também denuncias contra Lula. Lula reagiu e teve suas conversas particulares gravadas e distribuídas pelo Juíz Federal Sergio Moro da Lava Jato nas redes sociais. Nas conversas ele criticava a inercia do judiciário quanto aos desmandos constitucionais no país. Como era uma conversa particular, ouviu-se alguns palavrões, comum do dia a dia de muita gente, mas que ao que parece causou um espanto demagogo.

Houve então uma reação provocada pela mídia ao poder judiciário, Lula teve o cargo de ministro indeferido por Gilmar Mendes e os conflitos verbais só se acirraram. Até que Moro decide abrir processo contra Lula, o condena a 9 anos de prisão, houve a apelação no TRF4 que mesmo sem as benditas provas, apenas com os indícios considerados como provas, mantêm sua condenação ampliando a pena para 12 anos 1mes de prisão. Um dos desembargadores condenador disse: Ele (Lula) não está acima de nós, acima do bem e do mal. Esse julgamento não é politica, frases que mostraram a inquietudes dos meretissimos diante da fragilidade dos argumentos. Conclui-se que Lula iniciou uma guerra com o Judiciário que pode aniquilar ele mesmo, porém fez brotar, renascer as forças de esquerdas que descia ao ostracismo com a crise de 14.

Outro ponto previsto da condenação, é que o que o condena não foi uma pratica criminosa, nem o Lula, por ser o Lula, mas um projeto que tirou o país do mapa da fome, fez a economia sair da 13ª para a 6ª, fez surgir inúmeras universidades, enfim permitiu que o pobre subisse e chegasse perto do mais rico. Isso as elites que sempre mandaram não gostam. Preconceito, revanchismo, aquela de colocar o pobre no lugar de pobre, já que o Brasil hoje voltou a ser cada vez mais pobre, é só olhar como subiu o salario mínimo e como subiu o preço gas por exemplo. Tirar Lula do páreo talvez seja a melhor solução para impedir que essa aproximação reaconteça.

Foi justamente neste período, conhecido como a era Lula que o Brasil começou conquistar respeitabilidade, esteve com Conselho de Segurança da ONU, começou exercer liderança regional e passou a ser moda no mundo. Isso obviamente mexeu com interesses de outras potências como o EUA que até então mandava soberanamente no mundo. Criou-se os BRICS, pagou-se a divida externa e passou a ser credor do FMI, começou a criar uma alternativa de poder no mundo, um contraponto ao Banco Mundial, o Banco dos BRICS. Começou-se a investir na indústria militar e atômica. Estaleiros, porta aviões aeronaves hipersônicas, começava a se desenhar o Brasil como uma potência militar. Será que se nada fosse feito e o Brasil seguisse seu rumo em pouco tempo não nasceria uma nova potência mundial, a primeira no hemisferio sul? Essa concorrência por mercado e influencia não incomodaria por exemplo os EUA que até então não tinha ninguém competindo? Talvez nesses pensamentos esteja a prova que falta para condenar Lula. Um dos únicos que até então trouxe um programa de governo nessa invergadura, e que poderia voltar agora em 2018. Vale lembrar que o serviço secreto americano estudava a reação dos brasileiros a certos estimulos (logo como fazer protestos para desestabilizar um governos), espionava a presidência e a Petrobras. Por coincidência, onde começou a crise que ainda hoje se arrastra?

Com essas dos indícios e de matérias de jornais servirem de provas irrefutáveis. Como fica a segurança jurídica e a lisura esperada num processo? Como está do lado certo da convicção? Dá para confiar na justiça brasileira?

Se nada disso fizer sentido, pode seguir então achando que indícios e as ligações de um powerpoint, unidos a delações de criminosos confessos que espreitavam um premio da justiça nas suas penas, são de valores irrefutáveis.


Por Ed Santos


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif



São Pedro 2018

Melhores momentos - Por Wilson Novaes