Setor produtivo quer modernização da regulamentação do uso de defensivos agrícolas - Itiruçu Notícias
Arrow
formatura do Proerd em Itiruçu - Imagens Wilson Novaes


Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Setor produtivo quer modernização da regulamentação do uso de defensivos agrícolas

Por: Itiruçu Notícias - sexta-feira, 2 de dezembro de 2016 - 0 Comentários


O secretário da Agricultura, Vitor Bonfim, esteve reunido ontem (01/12), com o presidente do Consórcio Cooperativo Agropecuário Brasileiro (CCAB), Jones Yasuda, que chamou atenção para a necessidade de modernização da regulamentação do uso de agrotóxicos no Brasil, Lei 7.802 sancionada em 1989. De acordo com Yasuda, já existe um projeto de lei tramitando na Câmara Federal, que propõe mudanças no uso dos defensivos agrícolas. Ele destacou aspectos como a necessidade do uso do produto correto no controle de cada doença; a adoção de novas técnicas de análise de riscos já utilizadas em outros países, e as dificuldades no processo de registro dos defensivos no Brasil.

Yasuda solicitou o apoio do secretário, para levar à próxima reunião do Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Agricultura (Conseagri), a necessidade de implantar o conceito sobre o que é prioritário para o setor produtivo, com demandas já elencadas por associações brasileiras ligadas ao segmento agropecuário. O objetivo é sanar os problemas que afetam a economia, priorizando, inicialmente, as cadeias produtivas da soja, cana-de-açúcar, milho e algodão, com importante apelo econômico e social.

“É prioridade do governo do Estado o fomento às atividades agropecuárias, especialmente em tempos de crise. Esse segmento é o que melhor responde em termos de retorno financeiro, já que em muitas culturas, em seis meses é possível plantar, colher e comercializar. Vamos levar as demandas para discussão do Conseagri”, finalizou Bonfim.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif