Arrow

PRESSIONE o botão PLAY para reproduzir a rádio, caso não toque automaticamente. Estamos em fase de testes...




Justiça deixa solto acusado de pedofilia confesso e reincidente

Por: Redação Itiruçu Notícias - sábado, 4 de janeiro de 2020 - 5 Comentários


A juíza titular da comarca de Jaguaquara, Drª Andréa Padilha concedeu no último dia 31 de dezembro de 2019 liberdade ao acusado de pedofilia de crianças confesso e reincidente na prática do mesmo delito uma vez que o acusado já foi preso pela mesma prática e liberado mediante pagamento de fiança segundo informações do Blog Píraí Notícias. 

Fabrício de Lábio Marcheggiani, 39 anos, foi preso por volta no dia 24 de dezembro, quando a polícia militar e conselho tutelar deram cumprimento a um ofício do Ministério Público que expediu o recolhimento do mesmo acusado de aliciar uma menor de apenas 11 anos de idade pelas redes sociais.  (Relembre o caso)

O Homem, foi encaminhado para a delegacia territorial de Jequié para lavratura do flagrante. A Delegada de plantão Ivone Lopes em  Jequié estipulou uma fiança de RS 20 mil reais, a juiza Plantonista Dra Rosana Cristina Fragoso acolheu a fiança.  

Mas segundo a reportagem do blog A juíza titular da comarca de Jaguaquara, Drª Andréa Padilha concedeu no último dia 31 de dezembro de 2019 a liberdade ao aliciador confesso com fiança reduzida  para 15 salários mínimos.

A preocupação dos pais agora é que em liberdade o "homem" possa cometer novos crimes e mais uma vez ser beneficiados através de uma fiança e ficar na impunidade, numa demonstração explicita  que a punição para crimes tem peço baixo e ainda pode ser reduzido. Lamentável!


Não se esqueça de ler isso também ...

Comentário(s)
5 Comentário(s)

5 comentários:

  1. Revoltante essa situação! Tenho certeza q ele já está agindo novamente, afinal com o apoio da justiça agora fica mais fácil.

    ResponderExcluir
  2. Segundo Blog de Jaguaquara "pirainoticias.com" não foi 15 salários mínimos, ele foi solto com apenas 5 mil reais, esse cara já cometeu o mesmo crime e foi solto com fiança de 8 mil reais, dessa vez pagou 5 mil, olhem o absurdo.

    ResponderExcluir
  3. Miserável, a justiça precisa ter pulso firmes nesses casos, nossas crianças pedem socorro.

    ResponderExcluir
  4. O dele está guardado!������

    ResponderExcluir

PUBLICIDADE



 Gilnar