Arrow

Video mostra homem indignado com a saúde de Maracás

Por: Redação Itiruçu Notícias - quarta-feira, 27 de novembro de 2019 - 0 Comentários


Um homem que s identificou como Helio morador de Maracas, em vídeo publicado nas redes sociais principalmente no WhatsApp, declarou ter uma enfermidade grave chamada retocolite ulcerativa e que da gravidade da doença teve ajuda da Prefeitura de Maracas que sempre foi atendido nas duas gestão anteriores, mas na atual que tem a frente o Prefeito Wilson Soya, ao solicitar os exames  teria sido negado .

Segundo Helio as solicitações do exames ficou 40 dias  na secretaria e devolveram com uma resposta negativa.  Ainda segundo ele o tratamento é caro  e toma 270 comprimido por mês. Que só queria os exames de diagnostico da doença e qualifica a situação da saúde de Maracás como precária e ruim . Veja vídeo:


Entendam a patologia da doença:

A colite ulcerativa é uma doença intestinal inflamatória crônica em que o intestino grosso (cólon) torna-se inflamado e ulcerado (com perfuração ou erosão), causando exacerbações (ataques ou crises) de diarreia com sangue, cólicas abdominais e febre.

A causa dessa doença é desconhecida e os sintomas característicos durante as crises incluem cólicas abdominais, urgência para defecar e diarreia (geralmente com sangue).
O diagnóstico é baseado em uma sigmoidoscopia ou, às vezes, em uma colonoscopia.

O objetivo do tratamento para colite ulcerativa é diminuir a inflamação, controlar os sintomas e permitir que as pessoas tenham uma boa qualidade de vida. O tratamento deve ser feito por toda a vida e pode incluir: Medicamentos para  reduzem os sintomas e as inflamações do cólon como Antiinflamatórios, Antibióticos ,Anti-TNF e  Imunossupressores .

A Cirurgia se faz necessária quando há complicações, como o sangramento das úlceras e o surgimento de células cancerígenas no intestino. No caso de câncer, pode ser necessário até retirar o cólon. O tratamento para retocolite ulcerativa, é individual, cada pessoa responde de uma forma diferente.

O direito à saúde, elevado à categoria dos direitos fundamentais, por estar interligado ao direito à vida e à existência digna quando é negado por um governo é porque a gestão não tem o compromisso com com sua cidade e com seu povo.

O Itiruçu Notícias tentou entrar em contato com o prefeito de Maracas para fala sobre as acusações mas não teve êxito.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE