Arrow

Maracás: Família da srª Elinalva atropelada e morta pedem justiça

Por: Redação Itiruçu Notícias - sábado, 23 de novembro de 2019 - 0 Comentários


A revolta contra o trágico acidente que matou a srª Elinalva Barbosa Couto, ainda é grande, a filha Elma Couto  divulgou em redes sociais um apelo por justiça veja:

Não desejo a nenhum cristão a dor e o desespero que eu e minha família estamos vivendo há quase um ano.
Oro a Deus que você que está lendo esta carta nunca passe por um momento igual a este que estou passando. A dor no meu coração é tão esmagadora, alguém pode imaginar o que é acordar todos os dias e saber que não vai encontrar sua “mainha”?

Não sai de minha cabeça aquele dia 06 de janeiro de 2019, quando eu e minha mãe, aqui em Maracás, saímos de casa na tarde daquele domingo, algo normal como sempre fazíamos, andando e conversando felizes, sem saber que era nossa ultima caminhada juntas, porque nossas vidas seriam dali pra sempre destruídas por uma pessoa irresponsável, um motorista bêbado, que vindo em alta velocidade invadiu a calçada e jogou o carro em cima de nós; por milagre de Deus eu escapei, mas ele atropelou, esmagou minha mãe contra o muro, ainda arrastando ela por vários metros.

Tentamos salvar a vida de “mainha”, ela lutou bravamente por oito dias na UTI, mas no dia 14 de janeiro de 2019, eu recebi a pior notícia da minha vida, minha querida mãe tinha falecido. Os ferimentos eram tão graves, o atropelamento quebrou tanto a minha mãe, que no fundo todos sabíamos que ela não sobreviveria, mas era minha mãe e eu queria desesperadamente um milagre...

Vocês não imaginam a dor que sinto ao ouvir minha filha, neta dela, me perguntar:
 “mamãe quando é que vamos pro céu pra encontramos "votinha". Mamãe será que "votinha" está com fome lá no céu?”. 

Eu fico em silêncio. Eu escuto minha filha várias vezes por semana fazer perguntas como estas. E eu fico em silêncio. Fico com meu coração cortado, não sei como explicar a uma criança, que só tem quatro anos de idade, que sua avó que tanto ela amava, foi brutalmente tirada de nós por alguém que não respeitou a vida de um semelhante.

E o culpado? Ah, ele está por aí, pelas ruas passeando, vivendo, tocando a vida dele como se nada tivesse acontecido...

Estes últimos dias em especial tem sido muito difíceis, pois vem se aproximando o dia da primeira audiência do processo, na próxima terça-feira dia 26 de novembro, estaremos na justiça diante do motorista bêbado que arrancou uma Mãe, uma Avó, uma Esposa de uma família.

Este crime abalou a minha vida, de minha filha, de meu irmão e de meu Pai.  Sei que nada que aconteça vai trazer minha mãe de volta, mas nos confortaria muito se a justiça dos homens fosse feita neste caso. Infelizmente, um grande temor de injustiça e impunidade assombra meu coração.
Mas, rogo a Deus que não seja assim...

No sexto mandamento, Deus resume em duas palavras o valor e o sentido da vida: “Não matarás” (Êxodo 20:13). Esse é o mandamento que honra a vida que Deus nos dá. Ele, como o Doador da existência, afirma que ninguém tem o direito de destruí-la.

A sentença de Deus certamente já foi decretada. Deus é Pai. A Justiça Divina não falha.
Clamo agora pela justiça dos Homens!

Me ajudem, amigos, divulgando e compartilhando esse desabafo. Obrigada.
 

Elma Barbosa Couto, filha de Elinalva Barbosa Couto"
 

Entenda o caso:
http://www.itirucunoticias.com/2019/01/morre-no-hgpv-vitima-de-atropelamento.html
http://www.itirucunoticias.com/2019/01/maracas-homem-que-atropelou-idosa.html


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE