Arrow

VERSÍCULOS BÍBLICOS


PUBLICIDADE

Parar de fumar e aumentar o consumo de água previne o Câncer

Por: Itiruçu Notícias - segunda-feira, 25 de março de 2019 - 0 Comentários


O Câncer de Bexiga foi um dos destaques da programação do XXII Congresso Norte-Nordeste de Urologia e do I Simpósio Norte-Nordeste de Urologia, que aconteceram no Hotel Deville Prime em Salvador até o último sábado (23). O foco central das discussões entre urologistas, oncologistas, patologistas e outros especialistas presentes no evento sobre o assunto foram os avanços no tratamento da doença, mais comum em homens brancos, diferentemente do câncer de próstata, que afeta mais homens negros. 

Além da etnia, outro fator de risco da doença é o tabagismo. De acordo com o oncologista Fernando Nunes, presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica seção Bahia (SBOC-BA), como as substâncias cancerígenas encontradas no cigarro são absorvidas pelo trato digestivo e misturam-se com a urina após o processo de filtração renal, as paredes internas do órgão acabam sofrendo alteração celular, que podem levar ao câncer. “Também influenciam no aparecimento de um tumor na próstata a genética (histórico familiar) e a exposição à radioterapia, medicamentos e outras substâncias. Quem trabalha com borracha, couro e tintas, por exemplo, corre mais riscos de adquirir a doença”, destacou. 

Quem bebe pouca água também tem mais chance de desenvolver um tumor na próstata, já que o líquido evita a formação de pedras na bexiga e dilui na urina as substâncias tóxicas absorvidas pelo corpo. Além disso, pacientes que foram expostos à radiação também estão mais propensos ao câncer de bexiga. A idade também influencia: a doença é mais comum após os 40 anos de idade. Parar de fumar, evitar a exposição a todos os fatores de risco e tratar corretamente inflamações crônicas na bexiga são atitudes que ajudam a prevenir a doença.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.


MAIS LIDAS DO MÊS