Por que a ajuda humanitária a Venezuela é um show político nada humano? - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Assaltantes levam moto na zona Rural de Itiruçu

Uma moto Honda Bros, cor vermelha e placa NZU-2191 de Itiruçu, foi tomada de assalto por dois elementos armados na região do Assentamento...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Por que a ajuda humanitária a Venezuela é um show político nada humano?

Por: Ed Santos - quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019 - 0 Comentários

Resultado de imagem para Guaidó el loco
Guaidó, o autoproclamado
Resultado de imagem para Guaidó el loco
Maduro, constitucional 

O governador de Roraima, Antonio Denarium (PSL), afirmou que a fronteira entre o Brasil e a Venezuela já está fechada desde as 15h30 desta quinta-feira. Mais cedo, o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, havia anunciado que fecharia a conexão com o território brasileiro às 21 horas de Brasília. A Noite o governo central negou o que disse o governador.

Na realidade, o governo dos EUA tem usado o Brasil, Colômbia e Países do Caribe aliados, para enviar um suposta ajuda humanitária a Venezuela, país que sofre uma crise econômica provocada pelo bloqueio do próprio governo dos EUA.

Resultado de imagem para venezuela
Caracas - Venezuela
Maduro tem ordenado o fechamento das fronteiras e exigido que os EUA devolva o dinheiro sequestrado, para que o próprio país possa adquirir comida e remédios. A ajuda humanitária poderia ser usada como pretexto para o EUA e seus governos satélites atacarem a Venezuela. Na mira, mas além do da ajuda humanitária, está o petróleo venezuelano, já que o país é o maior produtor do mundo.

Um deputado chamado Juan Gaidó se autoproclamou presidente do país no mês de janeiro, pregando desobediência interna e um golpe para derrubar o presidente eleito, Nicolás Maduro, que não é aceito por eles nem pelos EUA e seus aliados. Sem sucesso, já que as instituições como Forças Armadas e Poder Judiciário se mantêm leais ao governo constitucional, Guaidó tem apoio de Trump, Bolsonaro e Duque, além de países europeus. Já Maduro é respaldado pela Rússia, China, Irã, Turquia, Uruguai e México.
Resultado de imagem para Haití
Situação do Haití
Sobre os pretextos de democracia e direitos humanos os EUA já promoveram diversas invasões e guerras civis nos últimos 20 anos, com milhões de assassinatos e destruição de países. Exemplo do Afeganistão, Iraque, Líbia e Síria. Porém o próprio país é violador dos direitos humanos, por manter uma base de tortura em território ocupado em Guantánamo Cuba, apoiar países violadores cujos governos são aliados de Washington como os da Arábia Saudita, Qatar e Israel. Na Colômbia e em Honduras por exemplo, há altos índices de miséria, mas não mandam ajuda alguma para este povo; no Haiti país submergido num caos com fortes distúrbios sociais diários, fomes e doenças, isso depois de guerras civis, invasão do próprio EUA em 1994 e do terremoto de 2010, este país se quer recebe ajuda alguma do governo americano para ser reconstruído. Assim como no caso do Iêmen que é bombardeado pela Arábia Saudita todos os dias, inclusive com apoio dos EUA, não há uma mínima preocupação com direitos humanos, nunca foi uma simples ajuda humanitária, e o país é bombardeado todos os dias nos seus hospitais e bairros residenciais, morrem-se de malária, desnutrição e ausência de medicamentos simples.  Na síria, os EUA só enviaram bombas e mercenários, mas nenhuma ajuda humanitária lá também.
Resultado de imagem para Iemen
Iemen
Tudo isso dá razão a Maduro que teve seu governo asfixiado pelo bloqueio americano, ele que considera a ajuda um show e um ato de fazer politica com a fome alheia, ao passo que quer dar uma misera ajuda, enquanto bloqueia bilhões do dinheiro do país, a fim de semear caos e mudar de regime, dinheiro que poderia evitar o país de entrar em crise.

Nesta quinta os Governos de Cuba e Rússia enviaram 7 toneladas de medicamentos a Venezuela, em ação solidária coordenadas junto ao governo de madura

Por Ed Santos


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores