Fomento à produção qualifica a agricultura familiar na Bahia - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Motorista alcoolizado que provoca morte. Qual a punição?

O comportamento do brasileiro no trânsito encontra-se longe do recomendável. O número de motoristas que dirigem alcoolizados, inclusive...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Fomento à produção qualifica a agricultura familiar na Bahia

Por: Redação Itiruçu Notícias - segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019 - 0 Comentários

 
Com o objetivo de dinamizar os processos de produção e garantir ao agricultor e agricultora familiar a segurança necessária para conviver, de forma sustentável, com as adversidades climáticas, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), vem promovendo, nos últimos anos, iniciativas como a distribuição de sementes e de mudas frutíferas e essências florestais e o seguro Garantia-Safra. Estes insumos, de qualidade e alta tecnologia, resultam em mais renda e produtividade das áreas plantadas, eliminando custos e garantindo competitividade.

Nos últimos quatro anos foram distribuídas 12 milhões de mudas frutíferas, de cacau, mandioca e essências florestais para mais de 17 mil famílias. O investimento é da ordem de R$20 milhões. A ação tem o objetivo de fortalecer a agricultura familiar, estimular o plantio e a diversificação de espécies em unidades produtivas de agricultores familiares, além de ser uma alternativa de geração de emprego e renda no campo. Entre as espécies que estão sendo doadas estão Açaí, Mandioca, Abacaxi Vitória, Aroeira-Vermelha, Cedro Rosa, Cacau, Ipê-Roxo, Pau Viola, Banana Princesa.


A agricultora familiar Cristiane Santos, da comunidade Várzea do Mulato, município de Senhor do Bonfim, Território Piemonte Norte do Itapicuru, afirmou que está muito feliz com a chegada das mudas como as de açaí, banana e abacaxi, entre outras: “Vai ser muito bom para a agricultura familiar. As frutas possibilitarão uma renda extra para as nossas famílias”.

Garantia-Safra
Para garantir a segurança alimentar de famílias que vivem no Semiárido e têm perdas nas safras, devido a adversidades climáticas, como períodos de estiagem prolongada ou excesso de chuva, o Governo da Bahia vem investindo recursos e subsidiando 50% dos aportes municipais e das contribuições dos agricultores familiares. De 2015 a 2018, foram investidos mais de R$ 149 milhões, com indenizações pagas para 695 mil agricultores que aderiram ao programa.

Na Bahia, o programa é coordenado pela SDR, por meio da Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf), com o apoio de técnicos da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater). A iniciativa acontece em articulação com os municípios baianos e a Delegacia da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD). O pagamento, dividido em cinco parcelas de R$ 170, no total de R$ 850 por família, é destinado às famílias com renda mensal de até 1,5 salário mínimo e que plante até cinco hectares.

O seguro possibilita a garantia de um plantio mais seguro, além de movimentar a economia dos municípios. A agricultora familiar, Izabel de Jesus, do município de Irecê, afirmou: “O Garantia-Safra vem como uma luz e uma benção, pois é um amparo para a gente, que não pôde colher”. Já Marisvaldo Ribeiro, também de Irecê, salientou que esse seguro ajuda no sustento da família e no replantio: “Com o recebimento desse dinheiro a gente, além de comprar alimentos como feijão, farinha e arroz, pegamos uma parte e tornamos a investir na terra”.
Segurança Alimentar do Rebanho
O projeto é voltado para agricultores familiares, povos e comunidades tradicionais e tem como objetivo proporcionar reserva estratégica para a alimentação do rebanho bovino, caprino e ovino, principalmente em períodos de longa estiagem. A ação é realizada pela Suaf, em parceria com a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) e a Bahiater. Ao longo dos últimos quatro anos mais de 19 mil famílias foram atendidas com a entrega de mudas de palma forrageira. Cada agricultor familiar recebe mil mudas. O investimento é da ordem de R$2,8 milhões.

De acordo com o representante da Associação Agrícola Vale do Paraíso, Josivan Santos, os agricultores familiares que vivem no semiárido têm muitas dificuldades, principalmente nos períodos mais secos: "Com o plantio de palma vamos ter a alimentação para o rebanho o ano inteiro, ajudando no dia a dia da criação de caprinos e ovinos".


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores