Bolsonaro faz reunião de emergência para discutir crise da Venezuela - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Assaltantes levam moto na zona Rural de Itiruçu

Uma moto Honda Bros, cor vermelha e placa NZU-2191 de Itiruçu, foi tomada de assalto por dois elementos armados na região do Assentamento...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Bolsonaro faz reunião de emergência para discutir crise da Venezuela

Por: Redação Itiruçu Notícias - sábado, 23 de fevereiro de 2019 - 0 Comentários


O presidente Jair Bolsonaro convocou na tarde desta sexta-feira, 22, reunião de emergência com representantes de dez ministérios para tratar a decisão do líder venezuelano Nicolás Maduro de fechar a fronteira de seu país com o Brasil.  O governador de Roraima, Antonio Denarium (PSL), participa do encontro por vídeo conferência.

A rigor, a iniciativa de Maduro representa o maior desafio de um país vizinho ao Brasil desde maio de 2006, quando o presidente da Bolívia, Evo Morales, determinou a invasão uma das refinarias da Petrobrás no país. Morales havia anunciado, naquele dia, a nacionalização do setor de gás e petróleo.

O encontro formaliza a criação de um gabinete de crise exclusivamente para o caso da Venezuela, antecipado pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno. O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, participa do encontro, além de representantes dos ministérios da Defesa, das Relações Exteriores, da Infraestrutura, das Minas e Energias e outros.

A reunião no Palácio do Planalto foi precipitada pelo conflito entre tropas da Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) e civis na comunidade indígena de Kumarakapai, a cerca de 80 quilômetros de Pacaraima, na divisa do Brasil com a Venezuela. Duas pessoas morreram no local e 22 ficaram feridas, das quais sete foram transferidas para tratamento no Brasil.

Antes do encontro, o  governo brasileiro mantinha sua determinação de armazenar a ajuda humanitária brasileira em Pacaraima, de onde seria carregada em caminhões venezuelanos no sábado, 23. A iniciativa atende ao apelo do presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, por alimentos e remédios para aliviar a escassez de produtos básicos no país.

Na quinta-feira 21, o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, disse que em hipótese alguma o Brasil atravessará a fronteira. Mourão afirmou que o fechamento da fronteira deu-se porque Nicolás Maduro está ciente de que o Brasil não agredirá a Venezuela. O general, porém, deixou claro que essa posição mudará se houver ação violenta do país vizinho contra o Brasil.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores