Bolsonaro diz que Bebianno mentiu e exonera o Ministro - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Assaltantes levam moto na zona Rural de Itiruçu

Uma moto Honda Bros, cor vermelha e placa NZU-2191 de Itiruçu, foi tomada de assalto por dois elementos armados na região do Assentamento...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Bolsonaro diz que Bebianno mentiu e exonera o Ministro

Por: Redação Itiruçu Notícias - sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019 - 0 Comentários


O presidente Jair Bolsonaro determinou no fim desta sexta-feira, 15, a exoneração do ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno. 
A decisão aconteceu depois de uma reunião entre o Bebianno, o presidente Jair Bolsonaro e integrantes do governo, como o vice-presidente Hamilton Mourão.

A saída oficial do ministro deve ser oficializada na próxima segunda-feira, 18, no Diário Oficial. A Folha de S. Paulo afirma que Bolsonaro já deixou o ato de exoneração assinado.

Entenda o caso

A crise entre os membros do PSL aconteceu depois da divulgação de uma reportagem da Folha de S. Paulo que aponta que o grupo do presidente do PSL, Luciano Bivar, criou uma candidatura ‘laranja’ que recebeu R$ 400 mil de dinheiro público para as eleições. O dinheiro para a candidata, uma senhora de 68 anos que só teve 274 votos, teria sido liberado por Bebianno.

O dinheiro do fundo partidário do PSL foi enviado pela direção nacional da sigla para a conta da candidata em 3 de outubro, quatro dias antes da eleição. Na época, o hoje ministro da Secretaria-Geral da Presidência era presidente interino da legenda e coordenador da campanha de Jair Bolsonaro (PSL), com foco em discurso de ética e combate à corrupção.

Ele teria liberado ainda R$ 250 mil de verba pública para a campanha de uma ex-assessora, que repassou parte do dinheiro para uma gráfica registrada em endereço de fachada —sem maquinário para impressões em massa.

A candidatura laranja virou alvo da Polícia Federal, da Procuradoria e da Polícia Civil do estado.
O então ministro negou que estaria protagonizando uma crise no governo Bolsonaro e afirmou que chegou a trocar mensagens com o presidente sobre o caso.

Na quarta-feira, 14, o filho de Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro, afirmou que o Bebianno estava mentindo. ““Ontem estive 24h do dia ao lado do meu pai e afirmo: ‘É uma mentira absoluta de Gustavo Bebbiano [sic] que ontem teria falado 3 vezes com Jair Bolsonaro para tratar do assunto citado pelo Globo e retransmitido pelo Antagonista’”, disse. 

Bolsonaro também negou ter conversado com Bebianno e chegou a declarar, em entrevista à TV Record, que, caso fosse culpado, o ministro seria punido.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores