Temer gastou R$ 100 mil para gravar fala de 4 minutos - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Temer gastou R$ 100 mil para gravar fala de 4 minutos

Por: Redação Itiruçu Notícias - segunda-feira, 14 de janeiro de 2019 - 0 Comentários


O ex-presidente  Michel Temer gastou R$ 100.000 com a gravação de 1 único pronunciamento em um vídeo que fala por menos de 4 minutos., exibido em comemoração ao dia da Proclamação da República (15.nov.2018),

Para dirigir a peça, foi contratado o cineasta Bruno Barreto, conhecido por filmes como Dona Flor e Seus 2 Maridos (1974), O Que É Isso, Companheiro? (1997) e Última Parada 174 (2008).

Segundo o Planalto, a escolha foi feita por tratar-se de 1 cineasta “conhecido internacionalmente por filmes que retratam a realidade brasileira”. A ideia é que gravação fosse feita de “uma maneira descontraída, mas íntima e, por isso, mais humana” e fotografia tivesse qualidade “de cinema, com mais contraste, simulando a luz do dia natural”

Como justificativa para os custos, o Planalto afirma ainda ser necessário “ter direção de arte contratada, para compor o ambiente de gravação”. O vídeo no qual o ex-presidente fala à câmera sentado num cômodo de sua própria residência, em São Paulo– teria exigido a mobilização de uma equipe de “até 20 pessoas”.

O governo federal controla duas emissoras: a TV Brasil e a NBR. A EBC, empresa de comunicação estatal federal, tem milhares de funcionários. A NBR é usada quase que exclusivamente para transmitir pronunciamentos de autoridades, inclusive do presidente da República. 

Segundo informação da equipe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República ainda sob Michel Temer, a razão de ter desprezado funcionários do governo foi bem simples. “Deixamos de fazer com a EBC pela falta de qualidade das imagens“, disse o comando de Temer que chefiou a Secom até o final de 2018. 

Na gravação que foi ao ar, Michel Temer fica o tempo todo sentado, quase sem se mexer, e a gravação não indica nenhum grau de complexidade para sua execução.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS