Governo analisa demissão por mau desempenho de funcionários - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Motorista alcoolizado que provoca morte. Qual a punição?

O comportamento do brasileiro no trânsito encontra-se longe do recomendável. O número de motoristas que dirigem alcoolizados, inclusive...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Governo analisa demissão por mau desempenho de funcionários

Por: Redação Itiruçu Notícias - terça-feira, 29 de janeiro de 2019 - 0 Comentários


O governo federal afirmou nesta semana que não pretende acabar com a estabilidade de funcionários públicos, mas reconheceu que cogita realizar uma série de ajustes no setor. Uma reportagem do jornal O Globo indica que acabar com o direito, determinado na Constituição, seria algo muito difícil e geraria desgastes no Congresso.

No final do ano passado, governadores de diversos estados brasileiros se reuniram com o presidente Jair Bolsonaro, entregando a ele uma carta na qual defendiam algumas medidas que poderiam ajudar a resolver a crise financeira dos estados. Entre as sugestões estava o fim da estabilidade de servidores públicos. A medida, no entanto, não seria fácil.

“Simplesmente acabar com a estabilidade seria muito desgastante, uma vez que esse é um direito que foi assegurado ao funcionalismo federal e aos estados pela Constituição. Existe uma outra forma de dar maior eficiência ao funcionalismo”, explica um integrante da equipe de Paulo Guedes, o ministro da Economia.

A equipe estaria estudando, no entanto, regulamentar duas situações: direito a greve e possível demissão por mau desempenho
É preciso, segundo ele, regulamentar alguns pontos do funcionalismo público, como as demissões. “Hoje, por exemplo, é muito difícil demitir um servidor por incompetência. Falta uma regulamentação. Quem é demitido acaba conseguindo voltar, depois que entra na Justiça. Isso tem que ser aperfeiçoado e pode ser feito por lei complementar”, aponta.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores