Bolsonaro tem 3 dias para explicar contas de campanha eleitoral - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Bolsonaro tem 3 dias para explicar contas de campanha eleitoral

Por: Redação Itiruçu Notícias - terça-feira, 13 de novembro de 2018 - 0 Comentários

O ministro do TSE Luís Roberto Barroso intimou a campanha do presidente eleito Jair Bolsonaro a prestar esclarecimentos



O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luís Roberto Barroso intimou nesta terça-feira (13) a campanha do presidente eleito Jair Bolsonaro a prestar esclarecimentos, em até três dias, sobre 23 "inconsistências" na prestação de contas dele apresentada na última sexta (9). As supostas irregularidades foram apontadas por técnicos da Assessoria de Exame de Contas Eleitorais e Partidárias (Asepa) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, publicada nesta segunda-feira (12),  entre os problemas listados pela equipe de análise de prestação de contas, estão inconsistências entre dados informados pela campanha e aos registrados em órgãos oficiais, o descumprimento de prazos para informe à Justiça Eleitoral de receitas e o recebimento de doações de fontes vedadas.

Relator no TSE das contas de campanha, Barroso terá de submeter o procedimento a julgamento no plenário do TSE, mas ainda não há data marcada para a Corte analisar o caso.

A diplomação de Bolsonaro está marcada para o dia 10 de dezembro, mas, para receberem o diploma os candidatos eleitos precisam estar com o registro de candidatura deferido e as contas de campanha julgadas,  não necessariamente aprovadas.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS