1ª Feira de Economia Criativa acontece em Maracás - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Motorista alcoolizado que provoca morte. Qual a punição?

O comportamento do brasileiro no trânsito encontra-se longe do recomendável. O número de motoristas que dirigem alcoolizados, inclusive...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


1ª Feira de Economia Criativa acontece em Maracás

Por: Redação Itiruçu Notícias - quinta-feira, 1 de novembro de 2018 - 0 Comentários

 Evento conta com exposições, vendas, oficinas, palestras e diversas atividades



Nos dias 03 e 04 de novembro de 2018 será realizada a 1ª Feira de Economia Criativa do Vale do Jiquiriçá, evento com apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. A Feira acontece na Praça Rui Barbosa, cidade de Maracás, aberto ao público.

O evento propicia um espaço para exposição, comercialização e fruição de produtos e serviços, pautados nos princípios da Economia Criativa, valorizando o trabalho desenvolvido por iniciativas e empreendimentos solidários do Vale do Jiquiriçá e outros territórios baianos.

O projeto é de iniciativa do produtor cultural Edmar Vieira, realizado pela CultVale que promove ações estruturantes para um território criativo, que busca oportunizar a divulgação do potencial criativo, comercialização, formação, troca de experiências e contatos, além de celebração cultural com artistas grupos, em apresentações no palco e espaços alternativos do evento.
Já estão confirmados mais de 50 expositores, sendo agentes culturais do Vale do Jiquiriçá e de outros territórios baianos. Em conformidade com os expositores, foi distribuído um vale descontos, o qual permitirá ao portador o direito a uma diminuição no valor em 10% sobre qualquer item adquirido na feira. O evento contará com palco principal, onde acontecerá festival de música, apresentações de grupos culturais locais e do território, animando o público durante os dois dias.O encontro corresponde às atividades que possuem como matéria-prima o capital intelectual, a criatividade, e dão suporte à cultura e estabelecem relações com arte, a tecnologia, a inovação e a sustentabilidade. Desta forma, alguns segmentos deverão marcar presença no encontro, dentre os quais o artesanato, as linguagens artísticas, as diversas mídias, os serviços gráficos, o design, a arquitetura, a publicidade, a comunicação, a diversidade cultural, a economia solidária e a floricultura.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores